ToliBlog

Vish! Abertura da Casa do Brasil na Copa da Rússia é adiada devido a problemas financeiros

De acordo com o jornal O Globo, o show do cantor Gilberto Gil, que iria abrir o evento, teve foi cancelado sem chance de remarcação

Publicado em 14/06/2018 | Por Thaissa Barzellai

A Copa do Mundo mal começou e as coisas já estão feias para o lado do Brasil! De acordo com o jornal O Globo, a abertura da Casa do Brasil na Rússia, que estava marcada para esta quinta-feira, 14, foi adiada devido ao atraso na transferência do dinheiro entre os bancos brasileiros e russos por tempo indeterminado. Sem o pagamento do aluguel do local, que antigamente era uma cervejaria, os donos não aceitaram abrir a casa, de modo que a organização se viu obrigada a cancelar o show de abertura do cantor Gilberto Gil, pois ele só tinha agenda disponível nos dias 14 e 15 de junho.

Segundo os organizadores do evento, que recebeu o nome de Brasil Experience, o cantor irá receber mesmo assim o seu cachê já que cumpriu com o compromisso de estar no local um dia antes da apresentação. Mesmo não realizando o show, Gil permanecerá no país para assistir o jogo da Seleção Brasileira, partindo logo depois para Londres aonde irá iniciar a turnê, ‘’Refavela40’’.

Gilberto Gil durante gravação do dvd ”Refavela40” no Circo Voador, Rio de Janeiro. (Foto: Michelle Castilho)

Além de Gilberto Gil, outros atrações brasileiras foram convidadas para animarem a Casa do Brasil durante o mundial na Rússia, como Liniker, Mart’nália, Hermeto Paschoal e Emicida. Este último, cujo show está marcado para sábado, 16, ainda corre risco de não se apresentar. No entanto, a organização tem esperança de que o problema seja resolvido até domingo, dia de estreia do Brasil na competição, e de que será possível remarcar uma nova data para o rapper se apresentar. Já os shows marcados para semana que vem, não sofreram nenhuma alteração. No total, 13 artistas foram contratados pela Brasil, Música &Artes (BM&A) – uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) –  com o apoio da Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para se apresentarem.

Financiado pela própria Apex e pelo Ministério da Cultura, o projeto tem o objetivo de criar uma zona cultural na sede da Copa deste ano, na qual o público poderá aproveitar shows, gastronomia e a arte brasileira. Contudo, apesar do apoio financeiro, o Ministério da Cultura fez questão de esclarecer que não é o responsável pela Casa Brasil na Rússia. De acordo com nota divulgada pelo órgão, a questão do espaço é responsabilidade da Agência Vivid Brand, do Grupo Publicis. Vamos torcer para que dê tudo certo!

Pesquisas relacionadas