ToliBlog

Patricia Pillar abre ação na Justiça para processar internautas que a ofenderam por apoiar a ex-presidente Dilma Rousseff

No Facebook, a atriz mostrou insatisfação com o governo atual e pediu a cabeça de Michel Temer. "Um governo sem legitimidade, atolado até o pescoço em corrupção, não pode fazer reformas assassinas como a Reforma da Previdência, Reforma do Ensino Médio e a PEC 246/55"

Publicado em 10/01/2017 | Por Leonardo Rocha

Nunca se falou tanto sobre política como em 2016. Os embates fervorosos sobre ideologias de direita e esquerda pareciam se aflorar a cada mês, após os escândalos de corrupção que começavam a dar início à uma crise geral no país. E, que atire a primeira pedra aquele que nunca recorreu às redes sociais para dar um pitaco sobre tudo o que estava acontecendo e acabou hostilizado por seus seguidores. Assim como muitos brasileiros, esse também foi o caso de Patricia Pillar. Tanto que a atriz acaba de mover uma ação contra quatro internautas que a ofenderam após pedir novas eleições diretas e defender a ex-presidente Dilma Rousseff em seu Facebook.

patricia-pillar

A atriz, representada pelo advogado Ricardo Cerqueira, prestou queixa na DRCI, que pediu a quebra dos dados cadastrais de Danilo Veras, José Ferras, Edemar Abbiati e Luiz Sérgio Zanella. Aos 52 anos de idade, Patricia não se sente intimidada em expor seus pensamentos relacionados à crise política que atravessa o Brasil. Em um post publicado em dezembro, ela soltou o verbo e pediu a cabeça de Michel Temer. “Um governo sem legitimidade, atolado até o pescoço em corrupção, não pode fazer reformas assassinas como a Reforma da Previdência, Reforma do Ensino Médio e a PEC 246/55. A única atitude digna é renunciar já. Fora Temer!!!”, escreveu ela. O processo corre na 40ª Vara Criminal do Rio, de acordo com o jornalista Ancelmo Góis.

Pesquisas relacionadas