ToliBlog

Lázaro Ramos rejeita comenda oferecida a ele pelo Senado Federal: “Neste momento, não me sinto confortável e nem desejoso de nenhuma homenagem”

o ator foi nomeado para receber a Comenda Abdias Nascimento, que é entregue anualmente para quem contribui pela proteção e promoção da cultura afro-brasileira, mas se manifestou recusando a homenagem, de acordo com o senador Paulo Paim (PT-RS)

Publicado em 08/11/2016 | Por Junior de Paula

Lázaro Ramos não quer se envolver com política nem quando o assunto é uma homenagem a ele feita pelo Senado Federal. Entenda: o ator foi nomeado para receber a Comenda Abdias Nascimento, que é entregue anualmente para quem contribui pela proteção e promoção da cultura afro-brasileira, mas se manifestou recusando a homenagem por conta da crise política e econômica do país.  “O ator Lázaro Ramos disse, por telefone, ao presidente da Comissão da Comenda Abdias Nascimento, senador Paulo Paim (PT-RS), que: ‘respeito a memória de Abdias Nascimento e tenho grande admiração pelo seu trabalho, senador Paim, mas decidi por não receber a Comenda em virtude da atual situação do país’. A decisão de Lázaro Ramos vai ao encontro do pensamento da ampla maioria da nossa população que, com razão, tem sido crítica à atuação da atual classe política brasileira”, informou o site do senador Paulo Paim.

26dez2012-lazaro-ramos-fez-um-ensaio-para-a-edicao-de-janeiro-da-revista-tam-nas-nuvens-o-ator-posou-em-um-hotel-em-santa-teresa-bairro-turistico-do-rio-1356543119808_1920x1080

Lázaro Ramos (Foto: Reprodução Revista Tam Nas Nuvens/ Jorge Bispo)

Veja o comunicado de Lázaro Ramos na íntegra

“Abdias do Nascimento foi um homem que estava na trincheira da luta pelos direitos da população negra e menos assistida do país. Tem uma história de luta que é referência para todos nós que queremos um país mais igualitário. Neste momento, não me sinto confortável e nem desejoso de nenhuma homenagem pois acho que o momento do país é de conscientização, de organização para compreender em que momento histórico estamos e quais passos precisamos dar para fazer com que a tão sonhada igualdade aconteça um dia de verdade. Então, por esse motivo, recuso essa homenagem na esperança de que tenhamos consciência de que o importante não é o aplauso pelo que foi feito e sim o próximo passo a ser dado.”

Pesquisas relacionadas