ToliBlog

Fita com registros de Renato Russo aos 18 anos é descoberta e será lançada. “Sabíamos da existência dela, mas não da localização”

O registro ainda conta com gravações primitivas dos hits "Faroeste Caboclo" e o clássico "Tempo Perdido"

Publicado em 28/03/2016 | Por Leonardo Rocha

Os fãs de Renato Russo e da banda Legião Urbana têm mais um motivo para comemorar em 2016. Isso porque, além do tão aguardado retorno do grupo aos palcos, uma fita das mais antigas do cantor, que completaria 56 anos, no último dia 27, foi encontrada e será lançada para os fãs. É isso mesmo que você ouviu! De acordo com Giuliano Manfredini, filho do compositor morto em outubro de 1996, o áudio estava na cidade de Belo Horizonte, com Carlos Marcelo, pesquisador e biógrafo de Renato, e, agora, será tratada para divulgação. “Sabíamos da existência dela, mas não da localização”, garante o jovem de 27 anos em entrevista a Monica Bergamo, da “Folha de S. Paulo”.

Fita com gravações de Renato Russo aos 18 anos é descoberta

Fita com gravações de Renato Russo aos 18 anos é descoberta (Foto: Divulgação)

O áudio, que contém cerca de 45 minutos e, provavelmente, foi gravado no apartamento onde o músico morava com os pais, em Brasília, inclui alguns dos maiores hits da Legião, como “Faroeste Caboclo” e o clássico “Tempo Perdido”, ambos lançados pelo grupo em 1986 e 1987 respectivamente. Imperdível! Segundo o pesquisador, Renato Russo deveria ter por volta de 18 anos e uma voz ainda não tão grave, uma de suas marcas registradas. Quem o acompanhava no violão era o amigo e guitarrista André Pretorius, com quem montou a icônica banda de punk rock Aborto Elétrico.

No entanto, o clássico “Tempo Perdido” aparece na rara gravação com a letra diferente. Refazer composições era  comum no processo criativo do cantor. Ao longo da fita, também existem oito vinhetas cantadas em inglês, cada uma com aproximadamente um minuto de duração. Especula-se que se tratam de covers de bandas de punk rock dos anos 80. O lançamento comercial da gravação ainda será discutido, já que a gravação exige tratamento para melhorar a qualidade do som. Porém, Giuliano Manfredini já entregou o material ao MIM (Museu da Imagem e do Sim), em São Paulo, onde uma exposição sobre a vida e obra de Renato Russo será lançada em 2017. É muita comemoração!

Giuliano Manfredini e e o pesquisador Carlos Marcelo (Foto: Divulgação)

Giuliano Manfredini e e o pesquisador Carlos Marcelo (Foto: Divulgação)

E fica ligado, que vem mais coisa boa por aí! Para celebrar as três décadas do lançamento do primeiro disco homônimo da Legião Urbana, a gravadora Universal Music pretende lançar uma edição comemorativa do disco, que foi rebatizado como “Legião Urbana 30 Anos”.

A edição dupla (é dupla, mesmo!) traz o CD original com as 11 faixas remasterizadas digitalmente. O segundo disco apresenta 18 músicas inéditas. Segura essa: são sete gravações diferentes das utilizadas no CD original, dois remixes, as três demos de 1983, um registro “pirata” de “Química”, além de duas declarações do Renato Russo. É só esperar!

Pesquisas relacionadas