ToliBlog

Alertando que o Brasil é “muito atrasado”, Taís Araújo dispara: “Todo e qualquer negro sofre preconceito neste país”

À Revista Estilo do mês de dezembro, da qual é capa e recheio, a atriz ainda disse que adora “ser um ícone para outras meninas negras”

Publicado em 02/12/2015 | Por Lucas Rezende

Sem rodeios, Taís Araújo, a Michele de “Mister Brau” (Globo) é tácita ao falar do racismo ainda latente no Brasil: “Todo e qualquer negro sofre preconceito neste país. Mesmo depois de famoso e da ascensão social. (…) As pessoas ficam impressionadas quando a gente fala que o Brasil é preconceituoso. É um país muito atrasado nesse sentido, mas estamos aqui, tentando mu­dar isso”, falou ela à Revista Estilo do mês de dezembro, da qual é capa e recheio,

Taís Araújo 3

(Fotos: Karine Basílio/Revista Estilo)

Leia também: Suspeitos de racismo contra Taís Araújo seriam os mesmos do caso Maju Coutinho e podem pegar até oito anos de reclusão

Palavras de quem, como próprio discurso corrobora, sofreu na pele a intolerância e ódio. Taís, na primeira quinzena de novembro deste ano, teve de ler comentários racistas (“entrou na Globo pelas cotas” e “escuridão” estavam entre alguns) em sua página oficial no Facebook. À época, ela disse que não iria se “intimidar, tampouco abaixar a cabeça” e fez um pedido: “(…) Sempre que você encontrar qualquer forma de discriminação, denuncie. Não se cale, mostre que você não tem vergonha de ser o que é e continue incomodando os covardes. Só assim vamos construir um Brasil mais civilizado”.

Taís Araújo 2

Leia também – Chamando “Mister Brau” de “choque cultural”, “The Guardian” classifica Taís Araújo e Lázaro Ramos como “o Jay-Z e a Beyoncé brasileiros”  

Pouco menos de 30 dias depois do episódio, Taís falou à reportagem da revista enquanto posava para as lentes de Karine Basílio que adora “ser um ícone para outras meninas negras”. “Quando eu era mais nova, era carente de ícones. Você só via aque­las bonecas louras e de olhos azuis no mercado e esse era um padrão de beleza impossível de alcançar. Isso é cruel. Sinto-me orgulhosa em ser uma referência”, declarou a atriz.

Taís Araújo

Pesquisas relacionadas