ToliBlog

Com a sensação de dever cumprido, o carnavalesco Paulo Barros deixa a Portela após vitória: “Realizei um sonho de criança”. Saiba qual o novo destino!

Com mais de dez anos de carreira marcada pela inovação e ousadia, o carnavalesco já possui quatro títulos no Grupo Especial do Carnaval carioca. Antes do campeonato este ano pela Portela, Paulo Barros já tinha três troféus pela Unidos da Tijuca, em 2010, 2012 e 2014

Publicado em 06/03/2017 | Por Julia Pimentel

O jejum sem títulos da tradicional Portela terminou este ano com a inovação e ousadia de Paulo Barros. Depois de 33 anos sem vencer o Carnaval carioca, a azul e branca de Madureira ganhou o troféu de 2017 graças, entre tantos outros fatores, à mente brilhante do carnavalesco. No entanto, a genialidade de Paulo Barros já tem outro endereço no ano que vem. Com a sensação de dever cumprido, agora ele é o carnavalesco da Vila Isabel. “Realizei um sonho de criança”, disse Paulo Barros por sua conquista na Portela.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com uma carreira marcada pela inovação, o carnavalesco é um dos grandes nomes, senão o maior, desta nova geração da folia carioca. Em sua trajetória, Paulo Barros já levou ski, DNA humano e até um carro alegórico de cabeça para baixo para a Marquês de Sapucaí. Com mais de dez anos de carreira, o carnavalesco teve sua consagração em 2010 com a Unidos da Tijuca. Na azul e amarela do Morro do Borel, Paulo Barros ainda garantiu os títulos de 2012 e 2014 também. Depois da passagem dourada e consolidada pela Unidos da Tijuca, ele assinou o Carnaval da Mocidade em 2015, quando ficou em sétimo lugar, e o da Portela no ano passado, quando a escola de Madureira garantiu o terceiro lugar.

Carro alegórico da Unidos da Tijuca trouxe o DNA humano em 2004 (Foto: Reprodução)

Agora, Paulo Barros volta à região da Tijuca para se consagrar na Vila Isabel. Este ano, a escola que traz a musa Sabrina Sato como rainha de bateira, ficou apenas em décimo lugar.

Pesquisas relacionadas