ToliBlog

Após quatro anos, Hedi Slimane deixa direção criativa da Saint Laurent

"O que a Yves Saint Laurent alcançou nesses quatro anos representa um capítulo único na história dessa casa", afirma o CEO François-Henri Pinault

Publicado em 01/04/2016 | Por Leyda Torquato

Hedi e o grupo Saint Laurent não chegaram a um acordo para renovação de contrato do estilista | Foto: Getty Images

Hedi e o grupo Saint Laurent não chegaram a um acordo para renovação de contrato do estilista | Foto: Getty Images

Os boatos se confirmaram: Hedi Slimane não é mais o diretor criativo da Saint Laurent. O comunicado, feito pelo CEO François-Henri Pinault, agradece o esilista pelo renascimento da grife: “O que a Yves Saint Laurent alcançou nesses quatro anos representa um capítulo único na história dessa casa. Sou muito grato a ele a a todo o time da YSL por ter criado o caminho que a casa acolheu com sucesso e que garante longevidade a essa marca icônica”. Há quatro anos, quando Slimane entrou para o time YSL, as polêmicas eram frequentes. O estilista tirou “Yves” do nome, levou nova linguagem para as coleções e, digamos, não queria dar satisfações sobre nada disso, recusando-se a dar entrevistas. O grupo, que vinha tentando reposicionar a maison para acompanhar o novo cenário da moda, os consumidores e o que procuram, conquistou esse espaço durante os quatro anos de Slimane como diretor criativo.

O casaco de coração vermelho foi a sensação do desfile em homenagem a Yves | Foto: Daily Mail/Vogue

O casaco de coração vermelho foi a sensação do desfile em homenagem a Yves | Foto: Daily Mail/Vogue

Em seu último desfile à frente da Saint Laurent, Slimane homenageou seu fundador, Yves Saint Laurent, dedicando “La Collection de Paris” ao studio Hedi Slimane e aos ateliês de Alta-Costura. O show, com pegada rocker, aconteceu em L’Hotel Sénecterre, em Saint Germain (Paris), no início de março, marcando a segunda parte do Inverno 2017 da grife. A primeira parte aconteceu em Los Angeles, também com muito rock’n roll. Os rumores são de que Anthony Vaccarello, ainda à frente da direção criativa da Versus, substitua Hedi.

Os próximos passo de Hedi ainda não foram divulgados, mas novos boatos indicam que o estilista pode abrir sua própria marca, ou até mesmo ir para a Chanel. Veremos…

Pesquisas relacionadas