ToliBlog

Após acusações de racismo, Bell Marques assina termo de conduta junto ao Ministério Público e muda letra de música

Na nova versão, o refrão de "Cabelo de chapinha" diz: "Ô, mainha, eu também gosto de cabelo de chapinha, mainha". Antes, era: "Ô mainha, mas eu só gosto do cabelo de chapinha, mainha"

Publicado em 15/12/2015 | Por Lucas Rezende

Tempos de politicamente correto: “Cabelo de Chapinha”, música de trabalho de Bell Marques, teve sua letra e nome alterados depois do ex-Chiclete com Banana assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto ao Ministério Público da Bahia (MP-BA). O motivo? A letra foi acusada de conter conteúdo racista por cantar “ô mainha, mas eu só gosto do cabelo de chapinha, mainha. Ô tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho”. A composição de Felipe Escandurras, Fagner e Gileno agora canta: “Cabelo crespo, cabelo liso, cabelo black, cabelo loiro” e “Lindo é seu jeito, todo mundo gosta de te ver”. O nome, por sua vez, agora é “Minha deusa”.

bellmarques2

Quem procurou o MP para conversar foi o advogado de Bell a pedido do próprio que alegou, junto dos compositores, não ter intenção de discurso discriminatório. Por meio de nota à imprensa, o cantor baiano disse que a alteração aconteceu para que nenhuma mulher se “sentisse desrespeitada”: “Quero esclarecer que mudamos a letra da música não por imposição, mas sim por entendermos que dessa maneira estamos contribuindo para a melhoria das nossas vidas, e abraçando uma causa muito justa. Precisamos nos unir para acabar definitivamente com o preconceito”.

Ah, e detalhe: Bell Marques deve protagonizar uma ferrenha campanha contra o racismo principalmente no período do Carnaval 2016 com mensagem plotada em seu trio elétrico e em abanadores para os foliões.

Confira abaixo a letra inicial:

“Minha nega, vai lá no salão faz aquele corte que seu nego gosta de te ver
Me traz seu coração, porque essa noite só vai dar eu e você
Com esse amor ninguém pode
Só água na cabeça
Pra apagar o fogo
Ô mainha, mas eu só gosto do cabelo de chapinha, mainha

Ô tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho
Tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho
Ô mainha, mas eu só gosto do cabelo de chapinha, mainha
Ô tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho
Tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho”

Confira abaixo a letra após alteração:

Com esse amor ninguém pode
Só água na cabeça
Pra apagar o fogo
Cabelo crespo, cabelo liso, cabelo black, cabelo loiro

Minha Deusa, dia de salão
Lindo é seu jeito, todo mundo gosta de te ver

Me traz seu coração
Que esta noite só vai dar eu e você

Com esse amor ninguém pode
Só água na cabeça
Pra apagar o fogo

Ô, mainha,
Eu também gosto do cabelo de chapinha, mainha
Tá lindo, tá lindinho, tá lindo, tá lindinho

Confira abaixo a declaração de Bell Marques em sua página no Facebook:

“A minha história mostra que jamais desrespeitei o meu publico através do meu trabalho. Tenho muito orgulho do que faço, respeito muito todos os meus fãs e jamais faria algo diferente. Os meus 36 anos de carreira estão aí para provar que eu sempre levei alegria cantando canções que fazem o povo sorrir, dançar e cantar. Não é à toa que sou considerado um dos artistas que mais atrai multidões e isso me enche de orgulho.

Essa música nova, “Cabelo de Chapinha”, está sendo cantada nos quatro cantos do Brasil e isso mostra sua aceitação sem “mas” nem “porquês”. É uma canção na qual o compositor se inspirou em um personagem que adora sua parceira e lhe pede, com carinho, que se arrume do jeito que ele gosta. Muito boa essa forma gentil que o compositor encontrou para enaltecer sua amada e que deveríamos aplaudir, pois essa é a mensagem da música: gentileza e amor. Tenho certeza que foi dessa forma que grande parte do público entendeu, por isso a música teve uma aceitação tão rápida.

Peço desculpas, em nome dos compositores, para aqueles que não conseguiram compreender a sua intenção. Mas, tenho certeza de que agora ficará tudo mais claro, pois, pra se falar de amor não precisa dizer “Eu te amo”. Cada um se expressa como sabe”.

Pesquisas relacionadas