ToliBlog

A espera da X9-Paulistana: médicos ainda não sabem se poderão liberar Arlindo Cruz para desfilar no Sambódromo do Anhembi

Ao contrário do que dizem por aí, não é verdade que ele foi liberado pela equipe médica para desfilar

Publicado em 22/02/2019 | Por Heloisa Tolipan

Ao contrário do que dizem por aí, HT apurou que os médicos que cuidam do sambista Arlindo Cruz ainda não bateram o martelo se ele poderá ir a São Paulo e desfilar no Sambódromo do Anhembi pela X-9 Paulistana, que neste ano o homenageia. A resposta, aliás, só deve vir na segunda ou na terça-feira da semana que vem. Está em jogo a possibilidade de uma piora na saúde de Arlindo com o deslocamento e o esforço que demanda atravessar a Avenida; além da estrutura que precisaria ser montada para tal empreitada – sobretudo em relação a atendimento médico.

Em julho do ano passado, Arlindo chegou a chorar ao saber que seria o enredo da agremiação. Dudu Nobre, Péricles, Os Prettos, Arlindinho, filho do homenageado, estão confirmados no desfile. Com o enredo: “O meu lugar é cercado de luta e suor. Esperança num mundo melhor, O show tem que continuar!”, a X-9 Paulistana será a sexta agremiação a desfilar na primeira noite do Grupo Especial, no dia 1º de Março.

Como se sabe, Arlindo sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico no lado esquerdo do cérebro e ficou cerca de um ano no hospital.

O sambista acompanhou de sua casa, no Rio, o ensaio da comissão de frente da X-9 no final de janeiro, porque Babi Cruz, sua mulher, foi a Sampa e transmitiu a simulação do desfile em uma “live”.

(Foto: Felipe Panfili)

 

 

Pesquisas relacionadas