Quotes

“Velho Chico” passa na frente de “Sagrada Família” e leva, 15 anos depois, Romeu e Julieta rural para o horário das 21h

"Sagrada", de Maria Adelaide Amaral, perdeu vaga na linha de sucessão de "A regra do jogo" por abordar temas políticos. A palavra final para a substituição foi de Silvio de Abreu, que agora tem a caneta que manda e desmanda na dramaturgia global

Publicado em 29/09/2015 | Por Lucas Rezende

beneditoruybarbosa

Quinze anos depois de “O rei do gado”, uma novela com pano de fundo rural vai tomar conta do horário das 21h da Rede Globo a partir de março do próximo ano. Batizada de “Velho chico”, a substituta de “A regra do jogo” vai levar a assinatura de Edmara e Bruno Barbosa, com supervisão deluxe de Benedito Ruy Barbosa – trinca responsável por “Meu pedaçinho de chão” – e direção-geral de Luiz Fernando Carvalho.

Trata-se de um açucarado Romeu e Julieta interiorano cercado pelas águas do Rio São Francisco, na Bahia. Lá, duas famílias rivais vão apimentar um romance fadado ao fracasso por sobrenomes, onde a filha de um coronel será impedida de entregar seu amor ao filho de um capataz.

A espinha dorsal da trama, que já tem 20 capítulos escritos, será o ponto de partida para temas ecológicos como a transposição do Velho Chico e sua poluição. Com a forte possibilidade de ter Antonio Fagundes, a novela também vai trazer um núcleo de jovens que vão agir contra as maracutaias políticas da região.

Vale lembrar que “Velho Chico” vai chegar às telinhas antes da hora, já que, no cronograma da dramaturgia da Globo, estava previsto que “Sagrada Família”, assinada por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, substituiria “A regra do jogo”. O motivo da troca? Segundo Silvio de Abreu, que é o dono da caneta na dramaturgia da Globo, “a novela [de Maria Adelaide] traz uma trama política que poderia ficar prejudicada por causa das eleições do ano que vem”, e como o Brasil tem uma legislação eleitoral muito rígida, ao se aproximar da disputa no próximo pleito, teriam “que eliminar essa trama da novela”.

Em tempo: nomes como Claudia Abreu, Reynaldo Gianecchini, Grazi Massafera, Luisa Arraes, Otávio Augusto, Claudia Raia, Heloísa Périssé, Irandhir Santos, Humberto Carrão, Camila Morgado, Vera Holtz, Vladimir Brichta, Tarcísio Meira e Regiane Alves já foram avisados de que podem programar férias ou assumir novos trabalhos já que o cronograma virou de cabeça para baixo.

Pesquisas relacionadas