Quotes

Turista brasileiro derruba e quebra estátua barroca do século 18 no Museu Nacional de Arte Antiga de Portugal

Homem, que não teve sua identidade revelada, tentava tirar foto de outra obra quando esbarrou acidentalmente na peça que representa São Miguel Arcanjo

Publicado em 07/11/2016 | Por Leonardo Rocha

Um turista brasileiro derrubou acidentalmente uma estátua do século 18, no Museu Nacional de Arte Antiga, de Lisboa, no último domingo, enquanto tentava fotografar uma outra peça no local. De acordo com a direção do museu, o rapaz, que não teve sua identidade revelada, esbarrou com as costas na escultura barroca de madeira, que quebrou imediatamente ao cair no chão. A obra que representa São Miguel Arcanjo foi encaminhada para restauração e, segundo Teresa Bizarro, assessora do Ministério da Cultura de Portugal, os danos são totalmente reversíveis.

Brasileiro derruba estátua em museu de Portugal (Foto: Divulgação)

Brasileiro derruba estátua em museu de Portugal (Foto: Divulgação)

Ainda de acordo com Tereza, um vigilante do museu teria avisado ao turista que não se aproximasse da obra de arte, mas ele não ouviu a tempo de se esquivar do artefacto. A direção do museu ainda irá analisar o caso com mais atenção nos próximos dias, podendo inclusive remanejar a estátua para outro local para sua exposição. O caso ganhou grandes proporções quando outro visitante publicou em uma rede social a foto a foto da obra quebrada no chão. Na legenda, ele questionou o direitos à entrada gratuita no museu no primeiro domingo de cada mês. “É o preço a pagar pela gratuitidade do primeiro domingo de cada mês”, escreveu.

Já o diretor do museu, Antônio Filipe Pimentel, ressaltou ao jornal “Diário de Notícias” que, apesar de ser o museu de arte mais importante de Portugal, o local conta com a supervisão de apenas 30 vigilantes para as 82 salas abertas ao público. “De certeza absoluta que um destes dias há uma calamidade no museu. Só pode, porque andamos a brincar ao patrimônio”, disse ele. No entanto, o Ministério da Cultura divulgou uma nota em que reafirmou a presença de um segurança no local do acidente. “O acidente correu quando o visitante, estando a fotografar uma outra obra, recuou sem olhar, não parou apesar dos alertas do vigilante, e foi contra a peça que se encontrava em cima de um plinto”.

Pesquisas relacionadas