Quotes

A pedido do próprio filho, Ivete Sangalo grava Marcelo tocando “Pesadão” na bateria e se declara para o primogênito: “Mãezinha orgulhosa desse cara”

De acordo com a cantora, o filho, que hoje tem oito anos, aprendeu a tocar o instrumento sozinho. Sobre uma possível carreira de Marcelo, Ivete disse que não fomenta e nem tira o incentivo. "Agora quero estimular os estudos dele, mas naturalmente qualquer coisa que ele escolher, vou apoiar"

Publicado em 09/03/2018 | Por Julia Pimentel

Se talento é algo hereditário, Marcelo, primogênito de Ivete Sangalo, provou que garantiu sua parcela do dom da mãe. Hoje, a cantora publicou um vídeo do filho tocando Pesadão, da IZA, na bateria. De acordo com Ivete, o registro foi pedido pelo próprio Marcelo, que queria mostrar para a cantora da música sua interpretação. “Meu orgulho! Me disse assim: Mãe, to tirando pesadão , de @iza . Mostre a ela! Mostro sim! Vou mostrar pros zamuris tb! Mãezinha orgulhosa desse cara”, escreveu Ivete que contou à QUEM que o menino é autodidata. “Ele gosta muito de música e toca bateria muito bem, é autodidata. Não sou contra crianças que já têm uma carreira, mas no caso dele, não quero fomentar e nem tirar o incentivo. Agora quero estimular os estudos dele, mas naturalmente qualquer coisa que ele escolher, vou apoiar”, disse.

Com oito anos de idade, esta não é a primeira vez que Marcelo mostra sua proximidade com o universo musical. Bem cedo, aos três anos, o menino já marcava presença nos shows de Ivete Sangalo e, inclusive, garantia sua parcela de fofura nas apresentações. Quem não lembra daquela conversa no palco de Ivete e Marcelo?

Outra vez que o filho da cantora desbravou o trabalho da mãe foi na gravação de “À vontade”, parceria de Ivete e Wesley Safadão. Na gravação, ele participou do vídeo quando apareceu caracterizado com um look dos anos 1960. “Ele e a prima apareceram no camarim vestidos a rigor. Não tinha como deixar eles de fora. No final, eles se divertiram muito. Ele amou e quando não estava em cena, ficava no set batendo a claquete com o diretor”, disse Ivete na época.

Pesquisas relacionadas