Quotes

Palco das festas mais picantes da América, mansão da Playboy está à venda. O preço? US$ 200 milhões

Ah, e tem um detalhe: o comprador deverá garantir que Hugh Hefner, fundador da revista e editor-chefe, poderá continuar morando na mansão até a sua morte

Publicado em 11/01/2016 | Por Lucas Rezende

Palco das mais lendárias, extravagantes e, digamos, apimentadas festas dos Estados Unidos, a mansão da Playboy, no bairro de Holmby Hills em Los Angeles, está à venda. A Playboy Enterprises pretende conseguir aproximadamente US$ 200 milhões com a operação imobiliária, mas quem entende do assunto garante que sairá, ao menos, pela metade. De arquitetura gótica, a mansão tem 29 quartos, três jardins zoológicos, um campo de tênis, uma piscina e um campo de basquetebol. Assim que for vendido, o espaço não vai estar mais aberto ao público, porém com um “fator x”: o comprador deverá garantir que Hugh Hefner, fundador da revista e editor-chefe, poderá continuar morando na mansão até a sua morte.

Playboy mansion

A mansão da Playboy tem 22 mil metros quadrados

Scott Flanders, CEO da Playboy Enterprises, disse em comunicado que “este é o momento certo para procurar um comprador” para aquela “propriedade incrível”. Ele ainda falou que a mansão tem “desempenhado um grande papel” para a marca e sua venda tende permitir “continuar a reinvestir na transformação do negócio”. A mansão, construída em 1927, já surgiu em programas como “Sex and the City”, “The Apprentice” e “A Casa das Coelhinhas”. Atualmente, o imóvel, alugado para Hefner, também é palco de eventos corporativos.

Pesquisas relacionadas