Quotes

Marvel confirma super-herói gay em ‘The Eternals’, cujas filmagens começam em agosto

‘Queremos que cada membro de nossa plateia em todo o mundo se sinta representado na tela’ afirma presidente do estúdio, Kevin Feige

Publicado em 16/04/2019 | Por Iron Ferreira

*Por Jeff Lessa

Confirmado: “The Eternals” terá um super-herói gay. Quem garante é o presidente da Marvel, Kevin Feige. “Nós falamos disso por um bom tempo”, disse Feigel ao website io9, lançado em 2008 pela Gawker Media e focado em temas de ficção científica, fantasia, futurismo, ciência e tecnologia. “Veja o sucesso de ‘Capitã Marvel’ e ‘Pantera Negra’. Queremos fazer filmes que reflitam nossos espectadores e que cada membro de nossa plateia em todo o mundo se sinta representado na tela. E é isso que temos feito há um bom tempo. Certamente é no que estamos focando para seguir em frente”.

Ikaris, um dos super-heróis de ‘The Eternals’, tira sua força vital da energia cósmica

Para os que não estão por dentro, “The Eternals” acompanha um grupo de super-humanos que ganha poderes ao se misturar geneticamente com uma raça alienígena chamada Celestials. Depois de anos em guerra entre facções que querem dominar a Terra, como os Deviants e os mais benevolentes Eternals, que se veem como humanos, esses últimos migram para o espaço e fundam uma colônia em Urano (é sério!). Eles voltam à Terra em diversas ocasiões, formando bases em Atlântida e no Monte Olimpo, criando os mitos das culturas antigas.

Nos tempos atuais, os Eternals voltam à Terra como super-heróis e juntam forças com os Vingadores. Como muitos dos super-heróis da Marvel, Eternals podem acumular poderes como voar ou ter super força, além da quase imortalidade que caracteriza sua espécie.

Os Deviants, eternos inimigos dos Eternals

Os boatos sobre “The Eternals” vêm desde a primeira aparição de Thanos – um Deviant – em “Os Vingadores”. No ano passado, Feige anunciou que a versão para as telas estava sendo desenvolvida com a oscarizada Angelina Jolie (ela mesma um membro da comunidade queer), escalada para interpretar a heróica Sersi.

Agora falta a Marvel anunciar os personagens que vão compor o resto do elenco, assim como qual será o personagem gay no filme. Vários atores confirmaram que fizeram teste para o papel, inclusive Wilson Cruz e Brian Jordan Alvarez. As filmagens começam em agosto.

Enquanto isso, o premiado diretor Lee Daniels, de “Precious – Uma História de Esperança”, vencedor do Oscar em 2010, também planeja fazer um filme estrelado por um super-herói gay. Seu filme seria protagonizado pelo jovem Dremon Cooper, que incorpora o personagem Super Bitch no Instagram. Com apenas 19 anos, Cooper dá surras nos bad guys usando sempre botas cor de rosa altíssimas, que vão além dos joelhos. Um de seus vídeos viralizou e chamou a atenção de Daniels.

Dremon Cooper ficou famoso como o Super Bitch no Instagram. Agora pode se tornar o primeiro super-herói negro e gay do cinema

Os dois gravaram uma mensagem no começo do ano para anunciar a novidade. Olhando diretamente para a câmera, Cooper diz “Super Bitch está aqui… com ‘O’ Lee Daniels!”. O diretor ri e diz “Sonhos se tornam realidade e eu encontrei meu super-herói. América, mundo preparem-se, porque…” “Vou lhes dar um combo”, conclui Cooper, usando uma das frases que tornaram Super Bitch famoso.

Ainda não há detalhes sobre o filme, mas, caso o projeto seja levado adiante, será o primeiro longa estrelado por um herói gay e negro.

Um estudo da Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation ou GLAAD) mostrou que em 109 lançamentos dos grandes estúdios de Hollywood, apenas 28 personagens era visivelmente gays. Desses, apenas 28,5% eram negros.

Pesquisas relacionadas