Quotes

Descubra por que Gisele Bündchen, Bruna Marquezine, Demi Lovato e Naomi Campbell usam um círculo azul no Instagram

Artistas em todo o mundo mostram solidariedade aos quase 100 mortos durante a guerra civil que acontece no Sudão

Publicado em 03/07/2019 | Por Heloisa Tolipan

A ubermodel Gisele Bündchen aderiu à campanha #BlueForSudan (Foto: Reprodução Instagram)

*Por Rafael Moura

Não sei você já se deu conta, mas muitas pessoas ao redor do globo, mudaram as fotos dos seus perfis no Instagram para uma foto azul, um tanto misteriosa. Celebridades como Bruna Marquezine, Gisele Bündchen, Naomi Campbell, Demi Lovato, SZA, Bella Hadid e Natalia Vodianova aderiram a campanha #BlueForSudan. Mas o que significa esse avatar azul? O tom é para chamar atenção para a conscientização da atual situação do Sudão, que vive uma onda de protestos, que têm sido reprimidos violentamente pelas forças do governo. O azul foi escolhido por conta de um dos mortos nas ações do governo, o ativista Mohamed Mattar. O rapaz de 26 anos era engenheiro e tinha em seu perfil no Instagram a cor azul, segundo o jornal britânico The Guardian.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Essa manifestação é para mostrar apoio às vítimas e manifestantes do Sudão, que vive uma tensão política acirrada desde a derrubada do último presidente, Omar al-Bashir, e o povo exige que os militares entreguem o poder aos civis novamente. A morte do ativista sudanês de 26 anos Mohamed Mattar foi destaque nas redes sociais e start para essa campanha viralizar.

O ativista de 26 anos Mohamed Mattar assassinado durante manifestação no Sudão

Mattar foi uma das cerca de 100 pessoas mortas em uma repressão aos manifestantes em Cartum no início de junho. Seu avatar online no momento de sua morte era um círculo simples em sua cor favorita, um azul profundo. Como demonstração de apoio, milhares de usuários de mídias sociais começaram a mudar seus avatares para o ponto azul. No Instagram, quase 50.000 posts recentes usaram a hashtag #BlueforSudan – no Twitter, mais de 80.000.

 

Pesquisas relacionadas