Quotes

Chanel, Cara, Karl e Pharrell: A “Reencarnação” da icônica “Little jacket” criada por Coco em 1954

Além de estrelar o filme, a modelo também foi destaque no desfile da coleção, onde fechou vestida de noiva e de mãos dadas com Kendall Jenner

Publicado em 02/12/2014 | Por Alexandre Schnabl

*Por João Ker

A lenda por trás da icônica “little jacket” criada por Coco Chanel nos anos 1950 já foi celebrada de diferentes maneiras por Karl Lagerfeld. O kaïser já fez um mini-documentário com entrevistas de Gabrielle acerca da peça; um livro e uma exposição fotográfica, intitulados “The Little Black Jacket”, onde toda a versatilidade e atemporalidade do item são celebrados através do corpo de diferentes modelos; e, agora, ele revisita o tema com o curta-metragem “Reincarnation”.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

“The Jacket”, por Chanel

A história mostra Mademoiselle Chanel (Geraldine Chaplin) em uma viagem que fez à região de Salzburgo, na Áustria, em 1954. Lá, reza a lenda, ela se interessa pelo look do ascensorista vivido por Pharrell Williams, onde ambos embarcam em um sonho bem viajante e romântico, lembrando também os tempos da imperatriz Elizabeth da Áustria, a famosa Sissi. O produtor musical compôs “CC The World” especialmente para o projeto e ainda dividiu os vocais com Cara Delevingne, que faz uma jovenzinha bem espevitada como ela mesma. É interessante notar como o responsável por “Happy” conseguiu manter sua identidade na faixa, sem  cair nos mesmos buracos criativamente repetitivos que tem feito ultimamente, vide a estranha semelhança entre os inícios de “I was gonna cancel” (Kylie Minogue) e “He ain’t going nowhere” (Jennifer Hudson). Voltando ao filme, Karl comentou que ele mostra “a jaqueta de um ascensorista sendo reencarnada como uma peça atemporal  do vestuário feminino”.

“Reincarnation”: Um filme de Karl Lagerfeld

O mais legal do projeto todo? Ver que Cara Delevingne está melhorando sua atuação e, mais do que isso, a menina tem tudo para lançar um disco quando quiser e fazer sucesso na carreira. Para quem não se lembra, ela já havia cantado uma versão acústica de “Sun Don’t Shine” com o amigo Will Heard, além de sempre ter declarado que gostaria de gravar um álbum.

Cara Delevingne e Will Heard – “Sun Don’t Shine”

Por sinal, Karl parece mesmo ter assumido Cara como sua protegida definitiva, talvez perdendo apenas para Choupette, a gatinha que está no colo de Gisele Bündchen na capa da Vogue Brasil deste mês. Além de escalar e menina para ser o rosto da Chanel sempre que possível, ele ainda teve a moral de fazer Carinha cancelar sua participação no desfile da Victoria’s Secret (assim como Kendall Jenner, diga-se de passagem), para colocá-la no desfile da sua coleção “Métiers D’Art”, apresentada onde? Sim, em Salzburgo. E ah, detalhe: Kendall e Cara fecharam a fila como noivas, ok? Parece que não é só na capa da LOVE que essa dupla insinua o amor livre, hein.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Pesquisas relacionadas