Quotes

Bruna Marquezine planeja temporada fora do Brasil e revela vontade de trabalhar com Sasha Meneghel

O objetivo, pelo menos por enquanto, não é carreira internacional: "Não vou voltar para a televisão e estou feliz demais com isso. Precisava de um tempo fora, há muito tempo não me reencontrava"

Publicado em 14/06/2019 | Por Heloisa Tolipan

Amigas de infância, Bruna Marquezine e Sasha Meneghel têm um desejo em comum: criar uma coleção de roupas. “Já comentei isso com ela uma vez, quando era bem mais nova e decidiu que iria cursar moda. A gente sempre sonhou em ter negócio juntas e ainda sonhamos”, entregou Marquezine, em entrevista recente. “Ela falava assim: ‘Você ainda vai para um red carpet lá fora usando um vestido meu, que vou fazer para você’. Eu ficava me imaginando agradecendo meu Oscar com um look feito por ela. No final do discurso, eu iria falar: ‘Queria agradecer a minha amiga Sasha que fez este vestido’. A gente sempre brinca com isso”, revelou, aos risos.

Na última semana, as duas estiveram juntas em um evento de uma marca de joias com a qual a filha de Xuxa Meneghel criou uma collab. Sasha, inclusive, mora em Nova York, onde cursa moda. “Fui lá recentemente e fiquei no apartamento dela. Quando cheguei, eu vi desenhos inacreditáveis que ela fez. Tinha de vestido de festa e tudo mais. Na mesma hora, eu mandei uma mensagem para ela elogiando. Ela é muito talentosa. É impressionante. Eu acho absurdo de incrível até os trabalhos da faculdade dela. Sasha está trilhando um caminho muito legal. Nós só ainda não descobrimos como vai ser essa parceria”, explicou.

Sasha Meneghel e Bruna Marquezine pensam em trabalhar juntas em um futuro próximo (Foto: Reprodução)

Falando em morar fora, a global revelou que tem o desejo de seguir os passos da amiga. “Comecei muito cedo, tudo o que eu aprendi foi na prática, sinto que falta uma base diante de outros atores que eu admiro muito. Vai ser uma forma de me reencontrar. Não vou voltar para a televisão e estou feliz demais com isso. Precisava de um tempo fora, há muito tempo não me reencontrava”, disse ela, que pesquisou cursos em Los Angeles e quer arrumar as malas já em setembro. “Quero ir esse ano logo. Tenho alguns compromissos ainda para cumprir no Brasil e o legal seria poder ir e não ficar voltando, por isso estou demorando um pouco. Vou tentar ficar três, seis meses… adoraria ir para Nova York porque é meu lugar no mundo e a Sasha mora lá. Mas a distância vai ficar menor para visitá-la”, comemorou.

Sasha e Bruna são amigas de infância. Na foto, as duas posam com Xuxa Meneghel (Foto: Reprodução)

Mas isso não é um passo pensado em carreira internacional. Apesar do sucesso que vem fazendo fora, Bruna – que chegou a ilustrar uma capa da Vogue Portugal, não tem pressa: “Eu nunca fiz um plano, não tenho um objetivo final. Tudo o que está acontecendo fora do país tem sido de forma muito natural”. Em entrevista à publicação, a atriz, que tem feito sucesso no meio fashion, falou sobre o padrão de beleza e criticou a ditadura da magreza. “As pessoas cometem um erro, que é dizer: ‘Como você está bonita você está muito magra’. E aí, magra vira sinônimo de elogio, e não é. Abre o dicionário que você vai ver. Magra é uma característica física, assim como gorda não é uma crítica. E sempre que fazem isso, eu faço um sorriso meio amarelo, porque eu não quero ser grossa e falar: ‘Mas eu era feia quando eu não estava tão magra?’. E aí como eu não quero deixar a pessoa constrangida eu dou um sorriso meio amarelo e a pessoa fala ‘não, é sério, nunca esteve tão linda, você está muito magra’. É doido como as pessoas têm esse apego com um corpo e a aparência, sabe? São raras as pessoas que chegam perto de mim e falam ‘meu Deus como você está feliz, como a sua energia está boa, como você parece estar mais leve’. As pessoas sempre falam primeiro da aparência”, lamentou ela, lembrando que já chegou a sofrer com distúrbios alimentares.

“Esse é com certeza um dos meus ensaios favoritos da minha carreira e essa é minha capa preferida até hoje”, declarou Bruna (Foto: Reprodução)

“Se eu pudesse evitar um bocadinho o sofrimento que eu passei por falta de autoestima, de amor próprio, eu diria para mim mesma que eu deveria escutar um pouco menos os outros e me amar. Fazer esse exercício diário de me olhar no espelho e ver coisas positivas e praticar diariamente esse exercício de me amar porque eu passei por uma fase complicada por conta de críticas e comentários, às vezes por muito bobos, que interferiram e potencializaram isso”, explicou.

Pesquisas relacionadas