Quotes

Alunos do prestigioso Royal Veterinary College, de Londres, posam nus com ovelhas para calendário e sacodem o Reino Unido

A questão não é só a nudez dos garotos, mas a maneira como eles seguram os animais, que chocou membros da comunidade vegana local e gerou um bate-boca que extrapolou os muros da universidade

Publicado em 21/11/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Jeff Lessa

Sete estudantes de veterinária do Royal Veterinary College (RVC), em Londres, encontraram uma maneira um tanto, digamos, polêmica de posar para o tradicional calendário que a escola lança todo fim de ano. Os rapazes posaram nus usando ovelhas (!) para esconder suas partes íntimas. Isso causou uma tremenda gritaria no Reino Unido depois que a Veterinary Vegan Network (Rede Veterinária Vegana, em tradução muito livre) qualificou a imagem de “profundamente perturbadora”, especialmente pela maneira como os jovens seguravam os animais – erguendo-os pelas patas dianteiras. Não adiantou explicar que a técnica, chamada tipping, é usada para examinar partes do corpo do bicho impossíveis de serem vistas de outra maneira e que não causa sofrimento ou dor. O reitor da RVC, Stuart Reid, concordou em retirar a foto do Facebook e do calendário, que tem parte da verba arrecadada com as vendas doada para instituições de caridade.

A maneira como os estudantes de veterinária seguram as ovelhas incomoda os veganos (Foto: Divulgação)

Alguns estudantes que aparecem na foto receberam ameaças online, segundo Reid. “Por vários anos, o corpo de alunos do último ano do Royal Veterinary College vem produzindo um calendário que tem uma percentagem da receita obtida encaminhada para obras de caridade selecionadas. Não podemos negar que, nos últimos tempos, essas atividades começaram a dividir opiniões, tanto dentro da comunidade do RVC como na sociedade em geral. Nenhum aluno está sendo acusado individual ou coletivamente, e vamos trabalhar juntos para garantir que situações como esta não voltem a acontecer. A quem se ofendeu com o calendário, eu peço desculpas. Ele pode ter falhado em aspectos do bem-estar animal, mas a responsabilidade é minha”, disse o reitor em uma declaração após a controvérsia, de acordo com o jornal inglês “The Guardian”. “As reclamações e os ataques devem ser dirigidos a mim e somente a mim”.

O Royal Veterinary College foi fundado em 1791 e é a escola de veterinária mais antiga do Reino Unido

O reitor tem motivos para se preocupar. Ele mesmo viu o conteúdo das mensagens e ficou assustado com o teor de algumas delas. “Certas ameaças eram obscenas, alarmantes e, na minha opinião, criminosas, e serão denunciadas às autoridades competentes”, afirmou. “Quando acertamos, o mérito é todo nosso, mas quando erramos, eu preciso assumir a responsabilidade. E, nesse caso, nós erramos em várias frentes”.

Para botar ainda mais lenha nessa fogueira, a BCVA (British Cattle Veterinary Association ou Associação Britânica Veterinária para o Gado, em tradução livre) defendeu os envolvidos na publicação do calendário, explicando que o ato de segurar uma ovelha como os alunos fizeram é “um padrão de manipulação na criação destes animais” e é “amplamente reconhecido como seguro e livre de dor”. A instituição acrescentou que “o veneno usado contra os estudantes de veterinária por membros da mesma profissão, que tem uma das maiores incidências de diagnósticos de problemas de saúde mental e suicídio dentro do ofício, é, ao mesmo tempo, grosseiramente injusto e sem fundamento, e deve ser condenado”. A BCVA também fez questão de ressaltar que os bombeiros ingleses também produzem calendários sexy em que posam com animais – no caso, gatos – sem provocar nenhuma polêmica…

Pesquisas relacionadas