Música & Badalo

Thiago Fragoso estreia no Rock in Rio e vai lançar disco: “O amor pela música é similar ao da arte de atuar”

Apaixonado por todas as artes, ele comenta com o site HT sobre a expectativa de se apresentar no Palco Rock District do maior festival de música do mundo com repertório eclético e com direito à música autoral. E tem muitas novidades ainda: se prepara para integrar o elenco da próxima trama das 19h e filmar um longa-metragem. "O ano está intenso e eu adoro", pontua

Publicado em 28/09/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Karina Kuperman

Thiago Fragoso vai mostrar a verve cantor em grande estilo no Rock in Rio, domingo, dia 29. Sim! O consagrado ator intensificou sua relação com a música após a participação no reality musical “Popstar” e, agora, tem investido ainda mais nesse amor. “Eu sou movido a desafios. Essa minha relação com a música ficou em stand by durante um tempo maior do que eu gostaria. Mesmo sendo meu Lado B, o amor que eu tenho pela música é similar ao amor que sinto pela arte. Acredito na mistura de linguagens. Comecei com a música ainda criança e acabei migrando para o teatro que virou minha casa. Assim que enxergo essa história: um grande desafio que me motiva a fazer o melhor e uma espécie de resgate de algo muito precioso que me carrega de volta para infância, com toda fé que a criança tem”, diz ele, que foi criado em um ambiente supermusical e chegou a integrar uma banda batizada Poesia de Gaia.

“A música é muito presente na minha vida, comecei a fazer teatro em conjunto com um coral. Tenho algumas composições próprias também” (Foto: Dêssa Pires)

“Minha casa sempre teve muita música, de erudita a bossa nova. Eu e meu irmão descobrimos o rock meio juntos. Ele se apaixonou por Beatles e me apresentou os Fab Four. Cantei por dois anos em um coral antes de migrar para o teatro. Mesmo depois de ter me estabelecido como ator eu participei de espetáculos musicais, gravei músicas pra filmes, etc. O “Popstar” foi fundamental pra reacender esse amor. De certa forma foi um desafio que me deixou querendo mais”, explica Thiago que, agora, encara o enorme desafio de cantar para um público tão grande como o do Rock in Rio. “A expectativa é enorme! Desde o convite para participar do festival já se passou quase um ano! Nesse período escolhi e testei repertório, defini o que eu queria com esse show, foi um longo caminho. Ficou a minha vontade de me jogar no palco e criar uma relação intensa com a plateia. As músicas são todas escolhas pessoais e tenho certeza que vão tocar o público de uma forma especial”.

E ele garante: seu repertório tem muito mais do que rock. “Como eu disse, lá em casa a gente ouvia de tudo! Era Tom Jobim, Mozart, Lennon e McCartney, João Gilberto, Caetano, Milton, Chico, Legião, Barão, Ravel… Uma mistura maravilhosa. Como artista eu me identifico muito com o rock. Não sei se eu me definiria como roqueiro, porque eu também gosto de música pop, de soul. Mas o rock é sempre um ingrediente importante em minhas músicas. Acho fantástico essa democracia musical que o Rock in Rio possibilita. Uma das coisas incríveis do festival é que você pode viver experiências completamente diferentes, dependendo de onde você está. Isso é muito legal”, analisa ele, que, além de preparação para tocar no Palco Rock District, tem se dedicado a outros grandes projetos.

Thiago Fragoso vai ser apresentar no palco Rock District, no dia 29, com um repertório repleto de grandes sucessos do rock e uma música inédita de sua autoria (Foto: Dêssa Pires)

“Estou finalizando meu primeiro disco. Estou feliz e orgulhoso com essa empreitada. Fazer um disco é um trabalho gigantesco e eu corri essa maratona até o fim. Em breve vou poder falar mais sobre isso. Estou, também, na próxima novela das 19 horas, ‘Salve-se Quem Puder’. Faço Nuno Máximo, um advogado, viúvo, com três filhos adotivos. É minha primeira novela das 19 horas depois de 16 novelas! Estou entusiasmado. Fora isso também estou no início do processo de filmagem do longa ‘Medusa’, de Anita da Silveira. O filme tem temática provocadora e considero uma metáfora sobre a sociedade de controle. O ano está intenso e eu adoro isso”, garante.

Nos últimos dias, Thiago publicou uma imagem da cena de “Amor à vida” que marcou história na televisão brasileira. Nela, seu personagem, Nico, beija Felix, vivido por Mateus Solano. Os dois foram os primeiros atores a protagonizar uma cena de beijo gay na televisão. “Eu acredito que o ator acaba sendo arauto de muitas coisas mesmo que as ideias não sejam próprias. Mas também acho importante não usar essa voz privilegiada que temos com as redes sociais para empurrar opiniões particulares goela abaixo da nossa audiência. Eu me reservo aos assuntos que deveriam estar além de qualquer ideologia. São eles: liberdades individuais, liberdade de expressão, sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, educação e transferência de renda. Essa minha manifestação a que se refere em meu Instagram toca em alguns desses pontos fundamentais”, destaca.

“Estou finalizando meu primeiro disco. Estou feliz e orgulhoso com essa empreitada” (Foto: Dêssa Pires)

Thiago também tem enorme preocupação com a causa ambiental, tema que vem sido bastante discutido, principalmente no último ano. “Acho muito perigoso esse momento de ataque generalizado ao pensamento crítico. É aquela história: não importa sua opinião sobre a lei da gravidade, os objetos continuarão caindo no chão. A ideia da Terra Plana, por exemplo, é prima irmã das fake news. Há determinados fatos que não podem ser ignorados ou mesmo diminuídos e o aquecimento global é um deles. Estamos falando da continuidade da espécie quando nosso modo de vida não pode mais ser suportado pelo planeta. Pergunte a uma criança que, geralmente, elas têm essa prioridade com muita clareza. Não há planeta B”.

Pesquisas relacionadas