Música & Badalo

Super Violão Mashup propõe o encontro entre “banquinho, voz e violão” e sintetizadores em seis encontros no Oi Futuro Ipanema. Confira a programação!

Festival na zona sul carioca pretende mostrar o processo de mixagem das músicas ao vivo para o público.

Publicado em 15/03/2017 | Por Rodrigo Cohen

Quem não adora ouvir um violãozinho nu e cru? Quem sabe em um bar da zona sul carioca ou no fim de tarde na praia… Se for acompanhado de uma voz agradável é para todo mundo se derreter. Mas já pensou em misturar um pouco esse estilo clássico com um pouco da música moderna? É a proposta de Julianna Sá com o Super Violão Mashup, uma série de encontros que promete botar os violões e os sintetizadores lado a lado, trabalhando juntos em nome da música boa.

A ideia surgiu de dois momentos que inspiraram Julianna: “Foram dois lugares que vão se encontrar. Um deles foi um festival que produzi três anos atrás, que tinha a proposta de promover o encontro entre dois artistas. Já lembra um pouco o que o Super Violão Mashup traz, só que a novidade é que é um artista e um produtor com o ponto central sendo o violão e toda a questão da tecnologia. O segundo caminho é o disco do Lucas Santtana, que abre o festival, chamado ‘Sem Nostalgia’. É um disco todo gravado em voz e violão, mas parece todo eletrônico. Partiu da pesquisa dele entre os processamentos desse som”.

Sá, que assina a curadoria e a concepção do festival, explica ainda mais o porquê de ser o violão. “É um instrumento de composição de muitos artistas. Normalmente, eles compõe em casa, no sofá e depois ela vira uma música com um arranjo e ganha todo outro formato. A ideia no festival é desmontar essa canção inteira. Tira tudo que ela tem e deixa só no violão. A partir daí, o produtor vai entrar e manipular esse violão ao vivo, na frente do público”, explica. Ela ainda falou um pouco mais sobre a curadoria: “Foi toda pensada nos encontros e o que eles poderiam gerar de coisas boas e interessantes de se ver. A ideia é sempre tirar os artistas da zona de conforto”

Entre os dias 17 de março e 1º de abril de 2017, o Oi Futuro Ipanema vai ser a casa de seis destes encontros onde toda essa proposta vai sair do papel. Cada reunião vai contar com uma dupla formada por um artista e um produtor musical. Juntos eles vão desnudar algumas músicas e depois dar uma nova roupagem para ela. Ah! E isso tudo ao vivo, na frente do público para todo mundo poder acompanhar o processo.

Como a ideia do projeto é discutir a relação entre música e tecnologia, após as sessões de produção acontecerá um debate com figuras como o jornalista e crítico musical Carlos Albuquerque, a produtora musical e DJ Érica Alves e o produtor e curador Chico Dub onde eles vão discutir o potencial dessa nova produção realizada pela dupla que se apresentou. Não sendo suficiente os encontros ainda vão render um EP com seis canções em gravações inéditas e exclusivas feita pelos 12 músicas – sempre em duplas.

Confira a programação completa aqui:
Toda sexta e sábado entre o dia 17 de Março e o dia 1º de abril de 2017 às 21h no Oi Futuro Ipanema.

17​.Mar​ >​ Lucas Santtana + Kassin
18​.Mar​ >​ Iara Rennó + Cibelle

24​.Mar​ >​ Qinho + Bad​$​ista
25​.Mar >​ Arthur Nogueira + Jonas Sá

31​.Mar​ >​ Gui Amabis + Marcelo Cabral
01​.Abr​ >​ Luisão Pereira + Livia Nery

Entrada: R$30 Reais Inteira / R$15 Reais Meia

Pesquisas relacionadas