Música & Badalo

Matheus VK, Natascha Falcão, Silvia Machete e Simone Mazzer brilham com repertório irreverente na sexta edição do Festival A.Nota

Os quatro cantores com vertentes musicais diferentes se juntaram na noite desta terça-feira no Teatro Ipanema, em um show com muitos números cênicos, ousadia e gêneros que iam do MPB ao brega romântico

Publicado em 26/09/2018 | Por Vanessa Cutrim

Do brega ao pop, todos os ritmos estiveram presentes na noite desta terça-feira (25) do Festival A.Nota! realizado no Teatro Ipanema, Rio de Janeiro. A plateia vibrou com os músicos Matheus VK e Natascha Falcão, com o show Crush, uma viagem aos clássicos românticos, e com Simone Mazzer e Silvia Machete no repertório High Times, com um toque burlesco. O encontro foi repleto de performances, luzes, cores, solos, momentos coreográficos, experimentações artísticas e o principal de tudo: muita originalidade.

O terceiro encontro musical da sexta edição do Festival A.Nota teve a presença dos músicos Simone Mazzer, Matheus VK, Natascha Falcão e Silvia Machete, numa noite especial e cheia de originalidade (Crédito: Guilherme Rolim)

Os quatro cantores se juntaram no palco em alguns momentos, como para cantar Loka da dupla Simone e Simaria, em um dos números mais divertidos da noite. No repertório também teve Fagner, Chico César, Marisa Monte, Milton Nascimento, Edith Piaf, Kleiton e Kledir e José Augusto. A noite terminou com uma versão abrasileirada do hit internacional Total Eclipse of The Heart de Bonnie Tyler, com todos os artistas em cena. Antes de sair do palco, a cantora Natascha Falcão não deixou de afirmar que música também é resistência e gritou “Ele não!”, convocando o público a participar da passeata deste sábado (29) contra o candidato à presidência, Jair Bolsonaro.

Matheus VK e Natascha Falcão cantaram muitos clássicos românticos no palco do Teatro Ipanema (Crédito: Guilherme Rolim)

Foi a segunda vez que Matheus e Natascha apresentaram o repertório Crush. “É um show que fala de amor e nasceu com a intenção de ser único para o dia dos namorados, mas foi tão gostoso fazer e a plateia respondeu tão bem…Ele tem uma leveza, que no momento estamos precisando”, diz Matheus. Sua parceira musical, a pernambucana Natascha Falcão, conta um pouco como rolou esse encontro: “Chamei o Matheus para participar do meu show e fomos vendo que fluía e que era muito legal nós juntos. O Crush rolou de um desejo de estar no palco criando, porque sentimos uma conexão muito massa, temos uma energia que se complementa”, frisa.

Silvia Machete e Simone Mazzer cantaram desde Edith Piaf até Inezita Barroso, em um show com toques de burlesqueria (Crédito: Guilherme Rolim)

A cantora paranaense Simone Mazzer falou da felicidade dessas uniões que a música traz. “A gente acaba se encontrando nesse objetivo de juntar pessoas para comemorar e celebrar a vida. Tanto o High Times, como o Crush, tem esse elo. Estou bem feliz de estar nessa festa ao lado do Matheus e da Natascha, pois já acompanho o trabalho deles desde muito tempo, tem tudo a ver nós estarmos juntos hoje”, conta. O High Times, espetáculo que a cantora faz com a Silvia Machete pelo Rio desde o começo do ano, é uma parceria que nasceu de uma admiração entre as duas. Silvia Machete conta pra gente: “Eu e a Mazzer sempre fomos nos shows uma da outra, eu fiquei super fã dela e acho que depois ela se tornou minha fã também. Como nós somos duas mulheres bem diferentes, a gente achou curioso juntar isso no palco, visualmente e foneticamente”.

O Festival A.Nota ocorre todas as terças no Teatro Ipanema. Os preços são populares para permitir o maior acesso do público. (Crédito: Guilherme Rolim)

O Festival A.Nota! está em sua sexta temporada e promove os talentos da música independente nacional para permitir um espaço de vivência entre eles. “A gente pensou na ideia de um festival que surgisse a partir de um encontro, não somente de uma participação, ou dois shows no mesmo dia, mas artistas que tivessem seus trabalhos individuais se unissem ou se já tivessem um projeto juntos, viessem para cá. E desde o principio, o evento teve a característica de não ser um festival de gênero, sempre presamos pela diversidade de estilos musicais”, diz Thiago Vedova, curador e realizador do projeto. E o público vai poder assistir essas experimentações artísticas contemporâneas do Festival A.Nota! até o fim do ano, todas terças-feiras às 21h no Teatro Ipanema.

Confira as próximas atrações: 

02/10 – 4 Por Cabeça (Ana Frango Elétrico + Arthus Fochi + Bia Ferreira + Matheus Torreão + Duda Brack + Rudah)

09/10 – Siba convida Marcelo Jeneci (Aniversário de 50 anos do Teatro Ipanema)

16/10 – Léo Cavalcanti + Tibério Azul

23/10 – Thiago Amud + Luisa Brina + Pedro Carneiro + Sylvio Fraga

30/10 – Letrux + Mãeana

R$ 20 inteira e R$ 10 meia

Rua Prudente de Morais, 824, em Ipanema. T: (21) 2267-3750

Pesquisas relacionadas