Música & Badalo

Lançamentos musicais: Jack Ü lança dueto com Aluna Francis, Ivete colabora com Safadão e Ellie Goulding volta às raízes com Max Martin

E mais: Foals faz cover incrível de Florence + The Machine, Lexa entra na bad, Grimes lança curta incrível e Blood Orange é assombrado por um sorriso

Publicado em 01/11/2015 | Por João Ker

Nos lançamentos musicais da semana, o pop alternativo da gringa volta com a força toda, com novidades de Blood Orange, Grimes e Foals, enquanto o Jack Ü dá, finalmente, o tratamento de single para uma de suas melhores faixas, a parceria com Aluna Francis. Em outra surpresa positiva, Ellie Goulding pede emprestada a ajuda de Max Martin para retomar suas raízes sonoras, enquanto Ivete Sangalo e Wesley Safadão unem forças em uma dor de cotovelo dançante e apaixonada.

Lançamentos

Jack Ü feat. Aluna Francis, “To ü”: apesar de não ter feito tanto barulho durante o set da Alunageorge no Rock In Rio, a música é definitivamente uma das melhores do álbum de estreia do duo formado por Skrillex e Diplo, logo, o tratamento de single deve ajudar a impulsionar ainda mais seu sucesso nas baladas mundo afora. No vídeo, vários casais de Detroit dão vida à letra que fala sobre as saudades após uma separação.

Grimes, “Flesh without blood/Life in the vivid dream”: se a artista precisou jogar o equivalente a um álbum inteiro de demos, após seus fãs reclamarem que ela tinha perdido sua essência ao se curvar muito para o dubstep, parece que Grimes voltou à velha forma, pelo menos nas duas músicas divulgadas abaixo. O vídeo é repleto das estranhezas pela qual ficou conhecida e amada, e a sonoridade traz de volta os vocais sussurrados em ecos, apesar de ainda assim pender para uma produção mais pop. Mas não se engane, porque a eletrônica minimalista e conceitual da cantora continua intacta.

Blood Orange, “Sandra’s Smile”: sem explicar exatamente a função da faixa, o produtor Dev Hynes, um dos grandes responsáveis por trazer de volta a vibe dos 80’s para o pop mainstream (através de colaborações com Florence + The Machine, Sky Ferreira, Carly Rae Jepsen e por aí vai), lança uma música com a sua própria marca. A letra fala sobre uma mulher misteriosa que enganou o pobre Dev e o deixou em um estado de transe, no qual não importa o que faça, ainda vê o sorriso de Sandra.

Ellie Goulding, “Army”: por incrível que pareça, foi necessário Max Martin, o produtor/gênio/mestre do pop, para trazer Ellie Goulding de volta às suas raízes musicais. Acompanhada por cordas, palmas e metais, em uma produção mais simples e eficiente do que qualquer outra faixa extraída do álbum “Delirium”(pelo menos até o último refrão), a britânica mostra aquela que seria a evolução natural do disco “Halcyon”, em uma canção de amor que não deixa de exibir seu vocal peculiar, o maior trunfo que a cantora pode ter para destacá-la no cenário atual.

Foals,“What kind of man”: em mais um cover incrível para a longa lista do Live Lounge da BBC, a banda de indie rock dá outra leitura ao single de Florence + The Machine, criando uma versão mais sombria e arrepiante da faixa original. Ao final, ainda consegue mesclar a canção com a própria “What went down”, em um diálogo interessante sobre amores não correspondidos.

Lexa, “Pior que sinto falta”: como toda artista pop que se preze, Lexa também não deixou de mostrar uma faceta fossa em seu álbum de estreia. No vídeo, que ela descreveu como um dos mais importantes de sua curta carreira, a cantora aparece com visual elegante, acompanhada por um piano, enquanto sofre e sente falta do boy após o término. Quem nunca, né? A balada midtempo não traz muitos desafios vocais para Lexa, mas também esse não é o objetivo.

Wesley Safadão e Ivete Sangalo, “Parece que o vento”: o rei da sofrência lança finalmente sua aguardada participação com a musa baiana, em um vídeo que mostra toda a sintonia entre os dois. Ivete, claro, não deixa de fazer graça, mas, como sempre, faz bonito na faixa, que se torna dançante, naquele ritmo para o coladinho, do refrão em diante.

Pesquisas relacionadas