Música & Badalo

Kafé é conexão, liberdade e inovação! Cantor está bombando com caldeirão musical e lança single “Te levar”

Em seu novo trabalho, o artista, que é considerado uma das revelações do R&B nacional, misturou o trap com o pagodão baiano

Publicado em 28/06/2019 | Por Heloisa Tolipan

* Por Domênica Soares

O cantor Kafé lançou hoje, pela Som Livre, o single “Te Levar”. Pura criatividade de quem tem dado o que falar com um trabalho criativo ao fazer um mix de R&B com novos ritmos, como trap e pagodão baiano, por exemplo. “Acredito que essas misturas nos tornam mais ecléticos, capazes de apreciar e exaltar a beleza de todas as raízes, podendo surgir novos espaços de interação entre públicos diferentes e até dos artistas entre eles mesmos. É diversão super construtiva”, frisa.

Em entrevista ao site Heloisa Tolipan, o artista diz que misturar ritmos é  um exercício muito natural e afirma que continuará trilhando esse caminho. “Sinto que ainda não fiz nem 5% de todas as misturas e ousadias que quero materializar. É só uma questão de tempo”, afirma, acrescentando que sentimento e emoção permeiam sua inspiração. Kafé busca mergulhar em relacionamentos em suas composições e ressalta que falar sobre amor em um mundo repleto de individualidade faz diferença. E muita. “Minha vontade é estimular a nossa parte mais sensível e humana, o que influencia diretamente nas atitudes do dia a dia e na forma como enxergamos as relações. Amor gera amor”, comenta.

Além da música, ele é um eterno apaixonado pela dança. “Integrei um grupo de breaking em Salvador durante anos. Nós treinávamos nas ruas e em espaços onde conseguíamos parcerias. Participamos de competições na Bahia e em outros estados. Tudo fez parte de uma vivência muito intensa”, revela.

Cantor baiano lança seu novo single (Foto: Ale Gennari)

Em paralelo à dança, Kafé começou a ter interesse na área de áudio e se engajou, primeiro, testando efeitos de software usando sua voz. No entanto, logo depois, viu que seria necessário começar a se expressar através de suas próprias composições. Definitivamente percebeu que era isso que queria para sua vida: “O prazer de criar me fascinou por completo”, enfatiza.

E quando indagado sobre criatividade, o artista não hesita em dizer que suas maiores inspirações são suas próprias experiências: “Criatividade é estar aberto à ideias interessantes que venham de qualquer lugar. Desde uma frase dita na rua, um sentimento que descobri em mim, uma pessoa que me ensinou algo somente com sua presença ou até mesmo uma música que despertou um pensamento no meu interior”.

E revela que Gilberto Gil e Natiruts são grandes inspirações para o efeito emocional que o cantor busca construir em seu trabalho aliado às criações de novos talentos para idealizar sua própria alquimia. E o que pensa Kafé sobre o atual cenário do mercado da música? Aos 24 anos, ele é otimista e explica que o momento é extremamente fértil. Além disso, diz que os jovens talentos estão surgindo em grande escala, ganhando ascensão através da democracia da internet e fazendo com que o público consiga enxergar novos ritmos e horizontes. Mas comenta também que existem muitos passos ainda em sua caminhada: “Acredito que o maior desafio seja o acesso à informação de como o ‘business’ realmente funciona. Surge, então, um questionamento do conceito do que é o sucesso para quem está inserido no meio. É necessário que exista clareza para que as escolhas estejam alinhadas com a busca profissional e pessoal de cada um, independente da ideia que alguém possa vender sobre qual é a forma certa de desenvolver uma trajetória musical”.

Kafé canta o amor (Foto: Divulgação)

Kafé ressalta que os jovens talentos da música nacional adoram propor experiências que não foram sentidas e vividas, além de desenvolverem habilidades de forma muito rápida pelo fato de terem a cabeça mais aberta à mudanças e aceitações. Todavia, faz um contraponto explicando que a parte negativa é que essas mesmas pessoas que são rápidas e sagazes, são obrigadas todos os dias, a lidarem com uma enxurrada de informações que aprecem numa quantidade maior do que as gerações passadas e, por isso, pode haver certa dificuldade na hora de interpretar o mundo de uma forma mais clara e o funcionamento da sociedade de modo geral.

Ele comenta também sobre esse mundo tecnológico e conectado e discorre como tenta se adequar às milhares de opções de informações: “Acredito que o ideal seja estar presente em todas as plataformas possíveis, mas é claro, dependendo do momento da carreira que cada artista se encontra. Mas, acima de tudo, é essencial ter a clareza para produzir conteúdo que realmente tenha alguma relevância para a vida das pessoas. Afinal é isso que vai definir a intensidade do laço criado na hora da conexão artista / público. Isso tudo define a força e velocidade do desenvolvimento”. Kafé diz ainda que essa rapidez do mundo atual gera muitos benefícios, como por exemplo, as inúmeras formas de divulgação do trabalho e do processo de produção, explicando que, através disso, a autonomia do artista é criada para que ele se conecte diretamente com o público e produtores de conteúdo”.

Falando sobre sonhos e expectativas da carreira, o cantor baiano conta que sua maior vontade é saber que foi verdadeiro com seu próprio coração e que viveu cada momento de sua vida com total presença. “Quero me tornar uma ferramenta do processo de recomeçar das pessoas consigo mesmas e com as outras”. E conclui adiantando, com exclusividade, que seu próximo lançamento será em parceria com a cantora Glória Groove. Kafé, que se define através das palavras amor, conexão, liberdade e inovação, promete contribuir ainda mais com o cenário da música brasileira através do amor, uma das suas maiores inspirações e da qual o mundo atual mais precisa.

Pesquisas relacionadas