Música & Badalo

Jussara Calmon se lança como funkeira e estreia no Youtube: ‘Eu e minha alma sempre estivemos conectadas com a arte’

A atriz chega com tudo e lança música inspirada no filme “O lado bom da Rocinha” que fala sobre empoderamento feminino. "Me vejo no YouTube, as pessoas se veem ali, já que não há tanto espaço na TV. Tem muito conteúdo para todos os gostos, as pessoas vão se identificando com os canais e, nesta identificação, elas estão recebendo aquilo que acrescenta”, dispara

Publicado em 22/09/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Domênica Soares

O céu é o limite para a atriz, cantora, e agora youtuber, Jussara Calmon. Mostrando que é necessário sempre inovar, ela vem trazendo novidades em sua jornada, sendo a mais recente, seu lançamento como funkeira. O mundo do funk melody foi o escolhido e já possui um sucesso, “Novinha Recalcada”. A produção foi em parceria com o cantor Will’zy e inspirada no filme “O lado bom da Rocinha”, que já vem trazendo bastante repercussão na internet com o contexto sobre empoderamento feminino, principalmente em relação às mulheres. Além disso, a outra novidade que traz para seus fãs é a estreia do programa “Muito Prazer com Jussara Calmon”, que será exibido a partir desse mês de setembro em seu próprio canal do YouTube.

Artista lança canal do youtube e entrevista personalidades (Foto: Daniel Pinheiro)

O quadro na plataforma digital irá trazer entrevistas inéditas com nomes como Neguinho da Beija-Flor, Dj Barão, o coreógrafo e dançarino Marco Bezerra e Adele Fátima, um dos maiores ícones do carnaval carioca, sendo a primeira mulher a vir sambando à frente de uma bateria e única brasileira a filmar como bond girls, do filme 007. Segundo Jussara, a ideia de lançar o canal surgiu a partir do desejo do público em encontrá-la no YouTube “Meus fãs começaram a me pedir isso. Um vídeo que postei na novela Chiquititas passou de 100 mil visualizações e, então, comecei a pensar mais na plataforma. Gravei algumas viagens mas, agora, meu foco é no talk show e nos vídeos de música”. Ela conta que o objetivo do canal é principalmente estender a comunicação entre ela e seu público, fazendo com que ele se sinta mais próximo de seus trabalhos, além disso, disseminar a informação e história de seus convidados engajando ainda mais quem a assiste. Ela ainda afirma que em sua opinião, o YouTube agora é a TV dos tempos atuais e que a disputa por audiência acontece até mesmo dentro dessa plataforma, onde os canais equivalem aos programas nas emissoras de TV. Mas pondera que a televisão está se reinventando e que essa inversão de papéis é fantástica, porque faz com que exista uma troca. “A internet veio para ficar e regrar e o YouTube, como outros aplicativos, veio para revolucionar. Me vejo no YouTube, as pessoas se veem ali, já que não há tanto espaço na TV. Tem muito conteúdo para todos os gostos, as pessoas vão se identificando com os canais e nesta identificação, elas estão recebendo aquilo que acham que acrescentam”.

Jussara Calmon se lança como funkeira (Foto: Daniel Pinheiro)

Sobre a carreira no funk, ela conta que essa história começou há três anos quando teve a ideia de falar sobre a mulher da terceira idade em uma composição em parceria com João Neuman e Will’Zy. “Pretendo continuar na carreira, já tenho duas músicas em andamento para entrarmos em um estúdio e gravar. Posso adiantar que uma delas é um funk com batidão e a outra é mais melódica. Minha ideia no funk é baseada nas mulheres empoderadas da melhor idade. Quero mostrar e dizer que elas têm uma voz e que tudo podem. Assim eu vou e vamos nós”, pontua.

Em entrevista exclusiva ao site Heloisa Tolipan, a artista ainda relembra sobre seu affair com o ator Robert De Niro e conta, em tom de descontração, sobre esse momento em sua vida. “Naquela época, não tinha essa questão de sair com famoso para ficar famosa. Era tudo natural”. Ela disserta que em relação a arte sempre buscou levar informação e realismo para o público e explica que até quando está fazendo um papel em novelas busca muitas pesquisas e laboratórios para vivenciar e mergulhar nas histórias “Quero e vou continuar passando verdades através da minha arte e, ao mesmo tempo, sem deixar nada muito ou pouco enfadonho. Quero levar o inédito”. Sobre toda essa vontade de fazer diferente, explica que monotonia e a falta do pensamento não estão presentes em sua vida e que na sua ideologia, quando as ideias aparecem para ela, já começa a executar porque logo depois chegam mais e ela precisa colocar tudo em prática, mostrando seu comportamento inquieto, e como muitos amigos a descrevem: um turbilhão de criatividade.

Jussara conta que se considera uma pessoa vitoriosa pelo simples fato de ter construído seu caminho de uma forma proveitosa e cita que hoje em dia, seu maior sonho é poder viver os dias da sua vida em paz, fazendo o que ama. Além disso, ela afirma que também deseja um Brasil melhor e que apesar de morar na Noruega, sente falta de poder residir em seu próprio país, com uma sociedade em que as pessoas se entendam e emanem mais amor e empatia “Há ainda todo um descaso governamental com a população. É um sistema, uma forma de pensar politicamente, que deve mudar. Estou cheia de sonhos e quero realizá-los. A gente deve sonhar, porque se você não sonha é porque a vida já não tem mais sentido”, pontua. 

Pesquisas relacionadas