Música & Badalo

Já é carnaval: HT foi conferir a festa de lançamento do Camarote Allegria de 2017 e já te adianta as atrações da próxima folia. Vem!

O espaço comandado pelo quarteto Guilherme Viana, Diógenes de Queiroz, André Barros e Antônio Carlos Almeida já fechou as atrações que vão animar o espaço nos intervalos dos desfiles das escolas de samba: Arlindo Cruz, Samba de Santa Clara, Fica Comigo, Baile do Zeh Pretim e uma atração surpresa, que vai ser Bell Marques no desfile das campeãs

Publicado em 24/06/2016 | Por Julia Pimentel

Arrepia, leitores! Calma, não enlouquecemos. Se você, caro leitor, está achando que o carnaval de 2017 ainda está muito longe, o HT vai te mostrar que fevereiro já está logo ali – inclusive, já até te contamos qual vai ser a ordem dos desfiles das escolas de samba, lembra? Por isso, ontem, desembarcamos no Sheraton de São Conrado para conferir a primeira festa de divulgação do Camarote Allegria de 2017 da Sapucaí. E, sabe aquela história de que em time que está ganhando não se mexe? Pois bem, depois do sucesso desse ano na passarela do samba carioca, o camarote já começou os trabalhos para 2017. E, para te manter por dentro, já descobrimos o que nos espera para o próximo carnaval. “A gente já fechou Arlindo Cruz, Samba de Santa Clara, Fica Comigo, Baile do Zeh Pretim e uma atração surpresa, que vai ser o Bell Marques no desfile das campeãs. Então, vamos trazer um pouco de Salvador para a Sapucaí. Nossas escolhas são pensadas para sempre manter o clima de Carnaval na avenida. A vibe toda é essa!”, nos adiantou Diógenes de Queiroz, um dos sócios do projeto, que destacou a aposta musical a longo prazo como uma dificuldade na escolha das atrações. “Afinal, estamos falando de um evento que vai ocorrer daqui a mais de seis meses, né?”, completou.

Festa de lançamento do Camarote da Allegria no Rio de Janeiro (Foto: Ari)

Festa de lançamento do Camarote da Allegria no Rio de Janeiro (Foto: Ary Kaye)

Outra atração confirmada para o Camarote Allegria de 2017 vem da cozinha. Vamos explicar: este ano, uma das principais noites do evento foi no dia menos esperado, a quarta-feira de cinzas. Enterro dos ossos? Que nada! “Fizemos a nossa ‘Feijoajay’ e foi um estouro. Deu super certo porque nunca se imaginou um evento na quarta-feira de cinzas, na Sapucaí e no meio da apuração. A gente já tinha o espaço montado e decidimos fazer, durante a leitura das notas, a feijoada. Com certeza, foi uma das melhores noites. Quem foi à apuração, como a rainha de bateria Sabrina Sato, depois foi para o Camarote comer o feijão. Foi um tiro certo”, relembrou.

Bom, já estamos por dentro das novidades que vêm em 2017. Mas, para entender como começou esse projeto, fomos atrás de conversar com os responsáveis pela farra carnavalesca. Em entrevista ao HT, Guilherme Viana nos disse que, apesar de só ter tirado o projeto do papel esse ano, não é de hoje que o quarteto – que ainda tem os promoters André Barros e Antônio Carlos Almeida no comando – teve a ideia de montar um espaço diferenciado no Sambódromo carioca. “A ideia surgiu há uns cinco anos. Eu e André íamos muito à Sapucaí no Camarote da Global, que hoje são nossos sócios. Um dia, a gente teve uma ideia maluca, ou não, de que poderíamos fazer uma festa em um dos espaços da avenida. A proposta inicial que nos levou a criar o Allegria era permitir o acesso de pessoas legais, bonitas e interessantes que nunca tinham ido, para conhecerem a Sapucaí. Nós olhávamos muita gente de fora que não tinha acesso e pagaria para poder estar lá. Então, fizemos pensando na possível renovação do público da avenida. O Allegria é um camarote de festa, como se fosse uma mini-Salvador dentro da Sapucaí. É possível assistir aos desfiles com conforto, comer muito bem e se divertir em um super agito dentro da nossa tenda”, contou Guilherme.

Os sócios e responsáveis pelo evento: Guilherme Vianna, Antônio Carlos Almeida, Diógenes de Queiroz e André Barros (Foto: Ary Kaye)

Os sócios e responsáveis pelo evento: Guilherme Viana, Antônio Carlos Almeida, Diógenes de Queiroz e André Barros (Foto: Ary Kaye)

Apesar da ideia existir na teoria há alguns anos, Guilherme contou que, para pôr em prática, foi um pouco mais complicado. Segundo ele, o principal desafio foi achar um local na Sapucaí para realizar o evento. “A gente já tinha tentado há alguns anos um espaço legal – o que não é a coisa mais fácil do mundo. E, só no ano passado, a gente conseguiu fechar o local que queríamos. Nós nos associamos ao pessoal da Global e começamos esse propósito”, disse Guilherme Viana que contou que o quarteto só pode começar a trabalhar no Camarote três meses antes da folia começar.

*Arlindo Cruz é uma das atrações confirmadas para o Camarote da Allegria de 2017.

E, apesar da pressa na organização do evento, Guilherme afirmou que o balanço foi positivo. “Nossos maiores aprendizados foram em relação à estrutura do camarote, como a cozinha, a operação de bar e o percurso da entrada da Sapucaí para o camarote. A gente teve muito aprendizado, mas foi incrivelmente bom esse primeiro ano levando em conta o tempo que a gente teve para programar. Eu acho que tivemos uma curva de aprendizado muito rápida, de cerca de três meses apenas. E isso, em termos de festas e eventos, é um tempo muito pequeno para a organização de algo tão grande como isso”, completou.

Camarote da Allegria em 2016 (Foto: Divulgação)

Camarote da Allegria em 2016 (Foto: Divulgação)

Mas, para 2017, o panorama está diferente. Como nos contaram, essa antecedência na preparação está permitindo ao quarteto realizar festas de divulgação em diferentes capitais, conseguir mais patrocínios e incentivos e preparar uma plataforma para garantir que não falte nenhum tipo de informação aos convidados. “Nós estamos nos esforçando bastante para fazer, em 2017, um Carnaval muito melhor e mais bem programado. Já temos alguns eventos de divulgação do Allegria agendados em São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e alguma cidade da região Sul. Nós também temos muito espaço para conseguir patrocínios e incentivos a mais, diferente desse ano, que não foi possível pela falta de tempo. E, para garantir todas as informações corretas e na palma da mão dos nossos clientes, nós estamos criando um aplicativo só do Allegria para as pessoas ficarem por dentro. Essa plataforma vai ser totalmente interativa e informativa. De certa forma, a gente quer munir todos de informações o mais rápido possível. Tudo o que a gente puder agregar de novidade e que vá gerar, de certa forma, uma visão positiva do cliente com a nossa marca, nós vamos fazer”, explicou Guilherme que pretende lançar a novidade já no próximo mês.

*Grupo Fica Comigo é um dos confirmados para o Camarote da Allegria de 2017.

Diferente dos camarotes de cervejaria, por exemplo, o Allegria não é só para convidados. Pelo contrário! Diógenes, um dos sócios, disse ao HT que a lista de VIP’s, inclusive, é bem pequena. “O nosso é um camarote privado em que nós efetuamos vendas. Mesmo comercializando as entradas, a gente consegue ter um filtro das pessoas que vão, porque nós vendemos, principalmente, para amigos e amigos de amigos. Então, a cota de convites VIP’s do Camarote é quase inexistente. A única exceção desta lista são algumas pessoas formadoras de opinião e amigas, como Sabrina Sato e Lenny Niemeyer. Mas a gente sempre prioriza a venda das entradas, não temos um esquema VIP. Todos são vistos e tratados de igual para igual”, contou.

Festa de lançamento do Camarote da Allegria (Foto: Reprodução)

Festa de lançamento do Camarote da Allegria (Foto: Reprodução)

Para a tão temida e falada situação financeira do Brasil e dos brasileiros não representar um problema para o animado Camarote Allegria, o quarteto disse que se preocupa com o valor final dos ingressos. Segundo Diógenes, não tem como ignorar a crise. “Essa situação pela qual estamos passando é superpensada e analisada por nós. Inclusive, esse ano, estamos lançando a partir do mês que vem as vendas com preços reduzidos separados em lotes. Quem comprar agora, vai pagar muito mais barato do que mais perto do carnaval. Conforme o tempo for passando e havendo a disponibilidade de ingressos, nós vamos encarecendo os convites. Estamos trabalhando em uma linha tênue do nosso custo, mas, no universo de camarotes vendidos, somos o que tem o preço mais baixo. Dessa forma, a gente consegue fazer um evento bem honesto”, completou Diógenes. A gente já está ansioso pra conhecer.

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,