Música & Badalo

Ivete defende a Metralhadora, Leo Santana acusado de homofobia, Bruna Marquezine no camarote da Contigo by Schin e os VIPS do Expresso 2222

Além dos trios, o Site HT deu um rasante pelos principais camarotes da folia baiana no sábado e domingo de Carnaval. Vem ler!

Publicado em 08/02/2016 | Por Junior de Paula

A impressão que se tem do Carnaval de Salvador é que ninguém dorme durante os dias e noites de folia. E talvez seja isso mesmo. Ivete Sangalo, por exemplo, depois de arrastar o bloco Cerveja & Cia no sábado de Carnaval na Barra-Ondina desde o começo da tarde até altas horas da noite, já estava pronta para comandar a massa mais uma vez na tarde de domingo. Só que dessa vez em outro circuito, o Campo Grande, e no bloco Coruja. Vestindo looks de gladiadoras modernas criados por Patricia Zuffa, ela chamou a atenção durante o percurso ao defender a música “Metralhadora”, da banda As Vingadoras, das críticas que a canção vem sofrendo de alguns músicos mais puristas sobre o conteúdo do hit da folia baiana como se fosse algo que incentivasse a violência. Saulo, por exemplo, foi um dos que disse que não iria cantar a música em seus desfiles.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Eu acho que, às vezes, a gente dificulta a compreensão das coisas, quando sabemos diferenciar, e mesmo assim a gente opina só para contrariar. Essa música não tem nada, é só diversão. Como as fanfarras da década de 60 que tinham duplo sentido e cantávamos. Não importa o que se ouve, mas como se comporta. A gente tem que saber se comportar. Quem é da guerra vai fazer a guerra e quem é da paz só vai colher coisas boas”, disse do alto do trio. Aliás, Ivete recebeu uma convidada superespecial no seu bloco na noite de sábado: Alice Caymmi. As duas arrasaram cantando músicas do repertório da neta de Dorival e até “Pra Frente”, hit de Ivete de alguns carnavais passado. Diversão pura.

Ah, e por falar nas Vingadoras, elas fizeram sua estreia na madrugada deste domingo no Carnaval Baiano arrastando uma multidão do Farol da Barra ao bairro de Ondina e, claro, tiveram que cantar a música infinitamente. Foram 10 vezes para sermos mais precisos em um percurso de 5 horas. “Cantamos em frente a todos os camarotes, já que eles e a pipoca pediam a todo momento”, contou Tays, a vocalista e autora da letra que, certamente, vai ser a estrela do Carnaval deste ano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ainda na seara das polêmicas, Leo Santana passou o domingo tentando se redimir de uma declaração com tons homofóbicos e desastrosa durante a passagem do seu arrastão pelo Circuito Barra-Ondina no sábado. Do alto do trio sem cordas, ele comentou o fato de ter sido chamado de gay nas redes sociais por dizer que ama um amigo em uma declaração pública de carinho em seu Instagram e deslizou nas palavras. “Agora tudo é problema, a gente não pode dizer que ama seu próprio irmão que você já é gay. Eu postei uma foto com meu irmão dizendo ‘eu te amo’ e ficaram me chamando de viado. Isso é uma palhaçada. Eu respeito todo tipo de sexualidade, tenho fãs gays e não tenho problema com isso, mas, na moral, eu não entendo, tanta mulher bonita nesse arrastão e tem homem com homem que fica aí se beijando”, completou.

Pronto, foi o estopim para que a comunidade LGBT, com razão, questionasse as palavras do cantor. Leo usou o seu snapchat para se defender das acusações. “Creio que eu, Leandro Santana, seja o único artista homem que tenho um carinho absurdo por todos os gays do mundo. Eu tenho fãs pra caramba que são gays e, em hipótese alguma, faltaria com o respeito a eles. Quem mais faz músicas falando de preconceito, discriminação sou eu. Homofobia é uma coisa muito séria, tenham cuidado com o que vocês falam” comentou.

Livre das polêmicas, e uma espécie de oásis no meio do trio música, suor e cerveja, os camarotes seguiram firmes, fortes e cheios de gente legal no sábado e domingo. O da Contigo! by Schin, que como já contamos, fica numa localização privilegiada, ao lado do Morro do Gato, um dos pontos de concentração de público mais queridos dos artistas, ferveu. Até Bruna Marquezine e Tatá Werneck deram um rasante por lá no sábado para curtir a passagem dos trios com todo o conforto que merecem. Quem mais a gente encontrou por lá? MC Biel, Pablo do Arrocha, Suzana Pires, Luiz Fernando Guimarães, Luiz Miranda, Solange Couto, Raphael Sander e mais uma turma da pesada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já no Expresso 2222, o clima é de família, de reunião de amigos, sob o comandado delicado de Flora e Gilberto Gil desde que o camarote foi criado há 18 anos. Por lá, no fim de semana, via-se a carioca Zezé Motta, que visitou o Camarote logo após realizar a show “Toda Mulher é Meio Xica da Silva” ao lado do grupo regional As Ganhadeiras de Itapuã e da cantora baiana Aiace, no Largo do Pelourinho; Marco Pigossi e Fabrício Boliveira, que chegaram direto do cortejo dos Filhos de Gandhy, um dos blocos afros mais especiais e bonitos do Carnaval baiano, Amora Mautner e mais uma turma que você vê na galeria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pesquisas relacionadas