Música & Badalo

Imperdível! Michael J Fox se junta ao Coldplay para recriar cena clássica do filme “De Volta Para o Futuro” durante show nos Estados Unidos

A pedido do filho caçula de Chris Martin, apaixonado pelo filme, a banda convidou o ator para estrelar músicas da clássica trilha sonora do longa como "Earth Angel" e "Johnny B. Goode"

Publicado em 19/07/2016 | Por Leonardo Rocha

Por essa ninguém poderia esperar! Chris Martin, vocalista da banda Coldplay, atendeu a um pedido de seu filho Moses de 10 anos e acabou revivendo uma das cenas mais famosas do cinema mundial. O garotinho, fã do clássico “De Volta Para o Futuro”, pediu que o pai tocasse as músicas “Earth Angel” e “Johnny B. Goode”, trilha do filme sucesso nos anos 80, em um dos shows da banda. No entanto, para deixar a surpresa completa, Chris ainda convidou ninguém menos que o eterno Marty McFly, o ator Michael J. Fox, para reviver o baile Encanto Submarino, retratado no longa.

Michael J. Fox e Chris Martin (Foto: Divulgação)

Michael J. Fox e Chris Martin (Foto: Divulgação)

Durante a apresentação, em Nova Jersey, Martin mostrou um clipe com o pedido do filho, fruto de seu casamento com a triz Gwyneth Paltrow, e emendou com a balada de “Earth Angel”. Michael J. Fox entrou já no meio da música com sua guitarra Les Paul em punho para delírio da plateia. Com total desenvoltura no palco, o ator ainda ficou a postos para emendar um rock n’roll com “Johnny B. Goode” da lenda Chuck Berry. A banda segue em excursão com a turnê “A Head Full Of a Dreams”, que passou pelo Brasil no mês de abril.

No longa de 1985, um jovem, interpretado por J. Fox aciona acidentalmente uma máquina do tempo construída por um cientista (Christopher Lloyd) em um Delorean, retornando aos anos 50. Lá conhece sua mãe (Lea Thompson), antes ainda do casamento com seu pai, que fica apaixonada por ele. Tal paixão põe em risco sua própria existência, pois alteraria todo o futuro, forçando-o a servir de cupido entre seus pais. Na época, “De Volta Para o Futuro” se tornou o filme de maior sucesso do ano, arrecadando mais de US$ 380 milhões em bilheteria e recebendo aclamação pela crítica.

Pesquisas relacionadas