Música & Badalo

Iconic! Faixas do novo álbum de Madonna vazam na internet e HT faz análise de cada uma e do que está por vir na nova era

"Demos" pertencem ao 13º álbum de estúdio da Rainha do Pop e se dividem entre momentos de vulnerabilidade e grandes hinos para as pistas de dança, com produções de Avicii, Diplo, Mozella e outros nomes

Publicado em 18/12/2014 | Por Alexandre Schnabl

*Por João Ker

Para aqueles que conhecem os caminhos obscuros da internet, a manhã desta quarta-feira (17/12)  começou com uma surpresa boa e bombástica: 13 músicas novas de Madonna vazadas online. Claro que, em questão de horas, a notícia já havia rolado inúmeros sites e chegou até os ouvidos da própria cantora. Ao invés de quebrar um iPod e xingar muito no Instagram, dessa vez a Rainha do Pop resolveu fazer a fofa, agradecendo a todos os fãs que “não ouviram” as faixas.

 

Agora que o buzz interminável já passou e todo mundo se acostumou com a ideia de que essas músicas soltas online são na verdade demos e que o álbum ainda não está finalizado, uma coisa é certa: algumas dessas faixas certamente estarão no produto final – algumas com features de gente como Nicki Minaj e Alicia Keys, provavelmente – e a partir daí já dá para se ter uma ideia do que esperar. Afinal, o último álbum da cantora, MDNA (2012), não foi lá um grande sucesso de crítica e vendas. Logo, a expectativa para o seu 13º lançamento de estúdio é alta. Abaixo, HT analisa rapidamente música por música e dá a você os motivos positivos para acreditar que, sim, a Rainha do Pop está voltando ao trono com força total. Afinal, ainda demorará bastante para que ela perca sua majestade.

Addicted (The One That Got Away)”: Apesar do título, essa música não tem nada de Katy Perry. Madonna começa com um violão para depois explodir em uma profusão de batidas eletrônicas, uma característica que é a cara da produção de Avicii e  irá se repetir por grande parte das demos vazadas. A letra fala sobre um amor viciante que a destruiu e a deixou sozinha. O refrão lembra um pouco demais “I’m Addicted”, do álbum antecessor. Mas a popstar não é nenhuma novata em se autorreferenciar. Atenção para a última parte, na qual ela grita os versos e mostra o melhor daquela fúria que o mundo tanto vê em entrevistas.

Addicted (The One That Got Away) by Madonna on Grooveshark

“Bitch I’m Madonna”HT admite que essa música está coçando no nosso imaginário desde que Diplo nos contou sobre ela durante a Copa do Mundo. É fácil perceber o motivo pelo qual o produtor estava tão empolgado com o resultado. Cantando de maneira divertida como uma adolescente, Madonna faz uso da filosofia carpe diem em versos como “we go hard or we go home/ we gon’ do this all night long”, em algo que soa como uma versão atualizada e mais animada de “We Can’t Stop”, da Miley Cyrus. O dubstep aqui traz o melhor de Major Lazer, lembrando músicas como “Jah No Partial” no refrão. Provavelmente renderá uma das melhores performances que a Rainha fará para promover o lançamento. A semelhança do título com o famoso bordão de Britney Spears, “It’s Britney, bitch”, é até perdoado.

Bitch I'm Madonna by Madonna – www.musicasparabaixar.org on Grooveshark

“Borrowed Time”: Chega a hora da Madonna reflexiva e preocupada com o mundo. É um hino de aceitação e “filosofia do amor” que lembra bastante as letras de “They Don’t Care About Us”, de Michael Jackson. Em termos musicais, parece algo requentado de Avicii, com partes muito similares a “Wake Me Up”.

Borrowed Time by Madonna – www.musicasparabaixar.org on Grooveshark

“Illuminati”: Madonna em sua melhor forma como compositora. Provocativa, irônica e sem medos. Nessa produção de Diplo, ela brinca com os boatos acerca da sociedade secreta dos Illuminati, falando que eles não são “Beyoncé, Jay-Z, Nicki Minaj, Barack Obama, Google, Bill Clinton, Rihanna, Lady Gaga” ou o que quer que seja. “O olho-que-tudo-vê está vigiando hoje à noite/ É isso que ele significa / Verdade e luz / É como se todo mundo nessa festa estivesse brilhando como Illuminati”. O ritmo agitado faz com que a música seja perfeita para as pistas de dança.

Illuminati by Madonna – www.musicasparabaixar.org on Grooveshark

“Joan Of Arc”: Típica baladinha de Madonna. A produção de Mozella é visível através do violão arrastado e das letras dramáticas, lembrando seu trabalho como artista solo em “Light Years Away”. Nada memorável, mas serve para mostrar um lado mais vulnerável de Madge, com letras que não chegam a ser tão pessoal quanto o álbum ultra pessoal “Ray Of Light”.

“Living For Love”: Uma das preferidas entre o público, com uma grande mistura da era Disco, se transformando mais tarde em clássico EDM. Na faixa, é possível ver claramente a influência de Disclosure entre os gemidos e gritos do refrão, os ecos e as camadas de vozes sobrepostas, lembrando  principalmente o recente e ótimo trabalho da dupla britânica com Mary J. Blige ou ainda a música “What’s In Your Head”. É possível ouvir o piano tocado por Alicia Keys e ainda imaginar como seria a cantora fazendo um featuring através do coral empolgado que aparece no final e adiciona uma grandiosidade ainda maior à produção de Diplo.

Living 4 Love (Carry On) by Madonna – www.musicasparabaixar.org on Grooveshark

“Make The Devil Pray”: Mais uma vez o violão aparece em uma das letras que provavelmente causarão mais problemas críticos à Madonna, graças à apologia nada implícita que ela faz ao uso de drogas. Um instrumental meio celta somado às cordas faz com que a música seja quase uma mistura entre “Love Spent” e “Falling Free”, do MDNA, com um toque de Ray of Light nos vocais puros.

Make The Devil Pray by Madonna – www.musicasparabaixar.org on Grooveshark

“Messiah”: Essa provavelmente será a maior surpresa quando a produção estiver concluída. Violinos e uma orquestra transformam a faixa sobre amor devoto, em mais uma provocação da Rainha do Pop a temos religiosos. Apesar de não ter grande alcance vocal, ela consegue se manter bem através da música, que é uma forte candidata à balada mais poderosa de sua carreira.

Messiah by Madonna – www.musicasparabaixar.org on Grooveshark

“Revolution”: Uma referência ao seu último projeto “Art For Freedom”, na qual ela chama o público para uma revolução entre palmas e um violão que destila latinidade no som em uma produção que parece bem promissora. Aqui o intuito não é levantar uma revolta apenas contra o atual estado da arte, mas de tudo. “Não há como nos parar hoje / Melhor tomar cuidado, você está no nosso caminho / Nós somos as crianças do futuro, não sabia?”.

Revolution by Madonna – www.musicasparabaixar.org on Grooveshark

“Unapologetic Bitch”: Várias estrelinhas douradas para essa faixa. Madonna investe finalmente em um ritmo no qual nunca tocou – o reggae. Aqui ele aparece mesclado à produção eletrônica do Major Lazer, mas é um som perfeito para o verão (afinal, apesar de serem apenas demos, é óbvio que as músicas chegarão Às pistas de dança). Aqui, tudo pede por uma participação de Rihanna: desde o título fazendo referência ao último álbum de Rih (“Unapologetic), à letra irreverente, o suingue jamaicano, a letra falando sobre o fim de um relacionamento e uma certa maneira de entoar os versos. Já dá até para imaginar as duas descendo até o chão com o passinho da borboleta enquanto dão tapinhas na virilha. Mas se não rolar, Gwen Stefani também funcionaria.

Unapologetic Bitch by Madonna – www.musicasparabaixar.org on Grooveshark

“Heartbreak City”: Bem, se você ainda não suspeitou pelo título, essa não é uma música animada. Na verdade, é uma grande mistura de dor de cotovelo com raiva e remorso na maior depressão das faixas vazadas. O produto final provavelmente terá uma grandiosidade infinita, vide a orquestra de fundo que já aparece na demo. Aqui ela reencontra a Madonna de “Frozen” com um pouco do ódio de “Gang Bang”, em estrofes e versos perfeitamente construídos.

Heartbreak City (Demo 1) by Madonna on Grooveshark

Clicando aqui você lê o que dissemos sobre os leaks anteriores de “Rebel Heart” “Wash All Over Me” e a fase fetichista que Madge reviveu para a Interview.

Pesquisas relacionadas