Música & Badalo

DJ CIC arrasa em set de eletrônica no Rock in Rio e é aclamado pelo público

Conseguimos! Fizemos tudo do zero, um projeto novo. Foi animal", comemora. CIC trilhou um caminho vitorioso até aqui, mas com muito muito foco. E pensar que ele começou a tocar no Rio aos 11 anos na cena underground produzindo som experimental e hoje é um dos nomes requisitados do mainstage de grandes festivais do mundo. "Muito foco e trabalho. Sempre. E sentindo a vibe da galera", afirma

Publicado em 02/10/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Domênica Soares

Conhecido pelo alto astral e sons vibrantes, DJ CIC mandou muito bem no novo palco New Dance Order do maior festival de música do mundo, o Rock in Rio. E fez uma sinergia do techno ao pop. “Eu trabalhei muito com a minha equipe para entregar um show fantástico. Conseguimos! Fizemos tudo do zero, um projeto novo. Foi animal”, comemora. CIC trilhou um caminho vitorioso até aqui, mas com muito muito foco. E pensar que ele começou a tocar no Rio aos 11 anos na cena underground produzindo som experimental e hoje é um dos nomes requisitados do mainstage de grandes festivais do mundo. “Muito foco e trabalho. Sempre. E sentindo a vibe da galera, como a do Rock in Rio, por exemplo. Uma produção sensacional. Agradeço a todos pelo carinho”, diz emocionado.

A carreira de DJ é uma tarefa desafiadora e CIC nos conta sobre começar tão cedo produzindo e experimentando – tal qual um alquimista – um som inovador. “Sempre tive uma relação com a vida noturna, meu pai administrou boates no Rio e nasceu desta forma a minha vontade de tocar. Tive grandes amigos DJs que me incentivaram e cá estou eu, profissionalmente há 20 anos nessa vida”, relembra. E comenta sobre como manter um equilíbrio com as constantes mudanças de cenários no mundo da música. “Com o crescimento da minha carreira, eu fui aprendendo a lidar com os altos e baixos da profissão. Pratiquei muito a paciência. Sou um cara resiliente. A música é a minha vida e, hoje, vivo o que sonhei”, frisa.

Cic já esteve presente nos maiores festivais de música do mundo (Foto: Divulgação)

Tomorrowland Brasil e Bélgica, Ultra Music Festival, EDC México/Las Vegas/Brasil, Life in Color Bogotá, Federal Music, Creamfields, Future Music…. Experiências das mais diversas. CIC conta que sempre é uma sensação nova em cada desafio de inovar e foi assim em seu set no Rock in Rio. “Um festival como esse é tudo que sonhamos. É mágico, todo o clima favoreceu o meu trabalho. É algo que precisa ser vivenciado por quem gosta de música eletrônica”, afirma. O papo sobre o segmento rendeu e ele afirma que o estilo musical cresce em alta potência no Brasil e no mundo. “Já fazemos parte do circuito dos países mais importantes para o ritmo, e isso é incrível”, revela entusiasmado com o espaço que vem sendo conquistado por ele. CIC ainda agradece o reconhecimento que está tendo do público, e também de seus parceiros de trabalho. Durante sua apresentação no RIR, o DJ Alok gravou stories no Instagram, o que demonstra a união dos DJs e ajuda a na quebra de paradigmas no cenário da música. “Alok é um cara que vem quebrando barreiras, nos ajudando muito, no sentido de divulgar a profissão a grandes públicos e nos colocou na rota de eventos diferentes do nosso segmento. Achei muito legal a atitude dele”, agradece.

CIC faz sucesso em line up do Rock in Rio (Foto: Divulgação)

A agenda de CIC está lotada e o DJ é um dos mais requisitados. E topou abrir espaço para tocar na festa em comemoração à chegada da label Aéropostale no Brasil, dia 23, que vai movimentar o Rio de Janeiro. Os desafios crescem cada vez mais e o DJ adianta que terá cinco lançamentos até dezembro. “Acabamos de estrear esse show. E estou animado para lançar minhas músicas mais ‘pops’ no próximo ano”. E longe dos palcos como é CIC? “Sou um cara tranquilo, gosto de estar junto da família, amo trabalhar, sou até meio doente com isso (risos). Mas, no geral, sou bem calmo e procuro levar a vida numa boa, na paz”, frisa. Suas maiores inspirações estão em casa e seus pais são como um espelho em sua vida. “Aprendi a me doar sempre em tudo. Se hoje tenho tido êxito na minha carreira, devo muito a eles”, pontua.

DJ vai do pop até eletrônica em suas produções (Foto: Divulgação)

Por fim, o artista que ainda tem uma carreira enorme de sucesso pela frente, divide que continuar vivendo da sua arte já é um sonho para ele, mas não deixa de citar que adoraria ter um complexo com inúmeros estúdios para reunir as pessoas que ama e admira, ajudar e contribuir com os novos talentos e, principalmente, continuar oferecendo uma qualidade de vida melhor para sua família. “Trabalhar e realizar. Metas de vida”, conclui.

Pesquisas relacionadas