Música & Badalo

Day 6: festa Pôr do Samba volta ao calendário carioca na Arena Banco Original e promove encontro de Péricles, Teresa Cristina e Mosquito

No final da noite, Thiago Martins fechou a festa com o seu Balanço do TG. No repertório, o cantor foi de Gilberto Gil a Jeito Moleque por um mesmo propósito: garantir a animação do público que encheu o Armazém 3 do Boulevard Olímpico. "A maior obrigação dessa minha festa é proporcionar muita alegria em um grande baile"

Publicado em 16/01/2017 | Por Julia Pimentel

Mais uma vez, a Arena Banco Original foi palco para uma grande celebração à música brasileira. Na noite de ontem, o evento Pôr do Samba, dos top promoters Carol Sampaio, Michel Diamant, Val Lastres, Felipe Ramalho e Leo Marçal, levou ao Armazém 3 grandes nomes do samba. No palco da Arena, Teresa Cristina, Péricles, Thiago Martins e a descoberta da nova geração, Mosquito, apresentaram shows que reuniram clássicos de diferentes épocas da música nacional. Um verdadeiro espetáculo!

Veja como foi: Day 1: Arena Banco Original lota Armazém 3 no Boulevard Olímpico com show de Nando Reis e participação de Roberta Campos. Veja o que rolou!

Veja como foi: Day 2: Dando início à programação multicultural Fernanda Abreu recebe Toni Garrido e Fausto Fawcett no palco da Arena Banco Original

Sucesso de público, o Pôr do Samba voltou ao calendário cultural da cidade depois de alguns anos de hiato. Mas engana-se quem pensa que esta é uma novidade da noite carioca. Idealizada por Carol Sampaio, a festa é mais antiga que o famoso e tradicional Baile da Favorita. Com mais de 15 anos de história, o evento começou por uma vontade pessoal da promoter carioca. “O Pôr do Samba é da época de Gattopardo. Todo domingo, eu ficava com meus amigos comendo pizza e, no final da noite, estávamos todos cantando e dançando sambas e pagodes. Foi assim que nasceu no Pôr do Samba. Nós começamos com a roda de samba do Ivo Meirelles e depois passamos a acrescentar outros ritmos mais da MPB. A festa ainda tinha um MC e terminava com a bateria da Grande Rio. Então, era um evento que parava o Rio”, lembrou Carol.

Carol Sampaio de Péricles (Foto: Felipe Panfili)

Carol Sampaio de Péricles (Foto: Felipe Panfili)

Honrada e sem esconder a animação, Carol Sampaio comemorou que este retorno do Pôr do Samba tenha sido na Arena Banco Original. A promoter, que para esta volta tem a parceria de outros quatro grandes nomes da noite carioca, destacou a estrutura do festival promovido pelo banco Original que recebe diversas atrações até fevereiro no Armazém 3. “O Pôr do Samba era um evento que eu tinha muita vontade de retomar porque é super importante para mim. Essa foi uma festa que agitou a cidade por muito tempo. Afinal, foi a primeira roda de samba nesse estilo na Zona Sul. Então, poder voltar com a festa, ainda mais na Arena Banco Original, que tem toda essa estrutura maravilhosa, é uma emoção sem tamanho”, disse Carol que ressaltou uma diferença no Pôr do Samba de anos atrás e o de 2017. “A gente tinha muito mais músicas cantadas em ritmo de samba do que essencialmente canções do gênero. E, hoje em dia, as pessoas querem consumir rodas de samba, composições autorais e a natureza do gênero mesmo. E isso é muito legal e importante para a música brasileira”, analisou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja como foi: Day 3: Arena Banco Original antecipa o agito do Carnaval carioca e recebe ensaios dos blocos da Favorita e da Preta com participações de MC Leozinho e Araketu

Veja como foi: Day 4: Arena Banco Original comemora os cinco anos do projeto Sambabook em uma noite de homenagens ao gênero centenário. “O samba é a trilha sonora do brasileiro”, disse Arlindo Cruz

Para comemorar em grande estilo, Mosquito, Péricles e Teresa Cristina deram o start na noite dedicada ao samba que também passeou por outros clássicos da música brasileira. Ao HT, Péricles revelou que é mais difícil criar o repertório para um show em festival nos moldes da Arena Banco Original. Com tantas atrações plurais, o cantor e compositor ressaltou a importância de atender a todos os gostos. Para isso, Péricles apresentou hits da época do Exaltasamba e da carreira solo, como “Melhor Eu Ir”. Esta, que é a atual música de trabalho do cantor e já ultrapassa os 28 milhões de visualizações no YouTube, representa o momento de maior emoção de seu show, como o próprio artista destacou. “Eu espero que a galera continue se emocionando como das outras vezes. Eu acho que quando o artista se preocupa em mexer com as sensações das pessoas é muito mais especial. A gente ganha e, principalmente, a platéia também”, disse.

Se Péricles foi responsável pelo momento de emoção da noite, Mosquito protagonizou a parte divertida do Pôr do Samba. O jovem sambista, que é considerado a revelação e a grande promessa do gênero, também é famoso por sua criatividade em versar. E na Arena Banco Original não poderia ser diferente. No palco, Mosquito misturou os artistas convidados, a presença de Carol Sampaio e o sucesso do festival em versos que animaram e divertiram o público. Em seu camarim, ele contou que rimar as palavras é uma questão de prática. “Eu leio muito e isso ajuda. Mas a principal estratégia para conseguir versar é ter prática. Quando a gente exercita a métrica, as palavras aleatórias ficam mais fáceis de serem encaixadas. É meio coisa de maluco, mas eu gosto”, explicou Mosquito que começou a versar por incentivo de um amigo.

Veja como foi: Comemoração dos dez anos da festa Bailinho agita a Arena Banco Original, reúne celebs na pista do Armazém e traz Lúcio Mauro Filho de DJ. Veja o que rolou!

Veja como foi: Humor na Arena Banco Original: Marcos Veras apresenta stand up comedy no Armazém 3 e aborda questões pessoais no palco, como infância e a recente separação

No fim da noite, Thiago Martins completou a festa Pôr do Samba com o seu Balanço do TG. Em uma animação contagiante, o cantor embalou a galera em um repertório que foi de Gilberto Gil a Jeito Moleque. Em entrevista, Thiago explicou que o principal critério para sua escolha musical é divertir o público. E deu super certo! “O que eu quero é que seja uma noite maravilhosa para todos que estiverem aqui. Então, a maior obrigação dessa minha festa é proporcionar muita alegria em um grande baile”, destacou o músico.

Thiago Martins empolgou o públic da Arena Banco Original com seu repertório variado (Foto: Felipe Panfili)

Thiago Martins empolgou o públic da Arena Banco Original com seu repertório variado (Foto: Felipe Panfili)

Como exemplo desta animação entre as pessoas que marcaram presença na Arena Banco Original ontem à noite foi Teresinha Mainart. Apesar dos 70 anos, da deficiência visual e da doença mental, ela era uma das convidadas mais animadas do Armazém. Atração e motivação para quem passava, Teresinha dançou todas as músicas da festa Pôr do Sampa. Ao HT, seu irmão mais novo, Geraldo Mainart, contou que a própria “super vovó” quis ir à Arena. “Ela adora dançar, principalmente samba. E quando nós recebemos o convite para vir neste evento, não poderíamos recusar. É um espaço maravilhoso, a cara do Rio e super bem estruturado e organizado”, disse Geraldo que contou que, de fato, a animação é a principal característica de Teresinha. “Ela não para de dançar nunca. Parece até uma Duracel”, brincou.

Leia também: Espetáculo infantil apresenta clássicos do samba aos pequenos e transforma o gênero centenário em um personagem de nove anos. Entenda!

Conheça também: Arte, gastronomia e vista deslumbrante: conheça o Calçadão Original, espaço aberto ao público no Boulevard Olímpico que tem a pluralidade como conceito principal

A festa Pôr do Samba volta a ocupar a Arena Banco Original pelos próximos dois domingos. Nesta semana, Thiago Martins volta à Arena Banco Original com Péricles e Mart’nália. No dia 29, será a vez de Jorge Aragão comandar a roda de samba.

Pesquisas relacionadas