Música & Badalo

Day 5: no Folia Tropical, Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert curtem noite das campeãs e Juliana Alves comenta o acidente com o carro de sua escola, Unidos da Tijuca. Vem!

No último dia de desfiles na Marquês de Sapucaí, o clima entre os convidados VIPs do camarote mais bombado era uma mistura de saudades, com amizade, alegria e animação. Por lá, tinha celeb aproveitando o Carnaval do Rio depois de ter viajado nos outros dias, tinha gente voltando à avenida e até aqueles que aproveitaram a última oportunidade de curtir depois de ter ficado com preguiça. Saiba quem!

Publicado em 05/03/2017 | Por Julia Pimentel

Ei, Carnaval, volta aqui! Ainda não estamos prontos para nos despedirmos. Depois de cinco dias ancorados no Folia Tropical, o camarote mais badalado da Marquês de Sapucaí, ontem foi dia de festejarmos as campeãs deste ano. Na passarela do samba, Beija-Flor, Grande Rio, Mangueira, Salgueiro, Mocidade e Portela desfilaram suas alegorias, criações e troféus. Já no Folia Tropical, um time estelar também desfilou muita energia e animação. Entre os presentes na noite de ontem no camarote comandado por Guilherme Barros e Mickael Noah, com vip list de Léo Marçal, estavam Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert, Murilo Benício, Débora Falabella, Cláudia Abreu, Drica Moraes, Reynaldo Gianecchini, Sheron Menezzes e muitos outros artistas queridos.

Leia também: Day 1: a alegria e diversidade tomam conta de mais uma edição do Candybox, primeiro camarote gay da Sapucaí, na noite de desfiles da Série A

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em comum, todos eles queriam curtir a grande festa que ocorria diante dos nossos olhos. Mas, claro, o show de Alcione também foi um chamariz para lá de especial. Depois de cruzar a avenida pela Mangueira, a Marrom entoou sua inconfundível voz pelos quatro cantos do Folia Tropical. A cantora, que foi a artista que fechou com chave de ouro a programação animada de shows no camarote, levou para o palco sucessos da carreira e sambas que marcaram época. Já na Marquês de Sapucaí, seu show foi vestida em homenagem a São João, no segundo carro da Mangueira. Como já havia nos contado, este ano, a verde e rosa pediu uma ajudinha extra aos céus e deu super certo. No Carnaval de 2017, a Mangueira garantiu o terceiro lugar do Grupo Especial. “Esse ano, a escola veio só com a ajuda dos santos. E sabe por quê? A Mangueira não tem dinheiro. Então, pedimos a ajuda de todos os santos para conseguir fazer o nosso carnaval”, disse em tom de brincadeira.

Leia também: Day 2: Maria Rita se apresenta no Folia Tropical em noite que reuniu Maíra Charken, Nando Rodrigues e mais. Veja os detalhes do segundo dia!

Depois do desfile da Mangueira, Alcione se apresentou no palco do Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Quem também estava na torcida pela Mangueira era o ator Humberto Carrão. Ele, que no começo da semana desfilou pela verde e rosa e pela Vila Isabel, contou que é apaixonado pela festa. Ciente da grandiosidade do evento para o calendário cultural do nosso país, Humberto disse que aproveita diferentes formas de Carnaval. “Eu tenho esta época como uma força muito importante para a cidade. Essa festa é extremamente grande e é uma loucura imaginar que tudo isso está acontecendo na nossa frente, mas também nas duas pontas da avenida. Por isso eu acho tão importante prestigiar o Carnaval, seja nas ruas ou na Marquês de Sapucaí”, contou o ator que voltou à avenida na noite de ontem.

Leia também: Day 3: o bloco das celebs escolhe o Folia Tropical para aproveitar a primeira noite de desfiles na Sapucaí, que teve Ivete como destaque na avenida. Veja quem foi!

Humberto Carrão no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Assim como Humberto Carrão, Juliana Alves também é presença certa na avenida. Rainha de bateria da Unidos da Tijuca, a atriz teve um Carnaval mais tenso e triste este ano. Durante o desfile da escola na segunda-feira, um carro alegórico quebrou e feriu inúmeros componentes. Lá da passarela do samba, Juliana lembrou os momentos de angústia por informações sobre os feridos e contou que viu tudo de perto. “Eu estava aguardando no primeiro recuo e o carro acidentado seria o próximo a passar. Na hora, eu ia entrar ao vivo na Globo e a repórter me disse que não iriamos mais fazer o flash porque um carro havia quebrado. Eu senti que ela não queria me dar muitos detalhes para não me passar preocupação”, disse.

Leia também: Day 4: Agatha Moreira, Humberto Carrão, Wanessa Camargo e diversos outros artistas se reúnem no Folia Tropical para segundo dia de desfiles no Rio

Juliana Alves no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

No entanto, as notícias iam chegando para Juliana Alves e a rainha precisava manter a alegria para continuar levando a bateria do Morro do Borel até a dispersão da Sapucaí. Segundo a atriz, este foi outro momento dficil de seu desfile. Afinal, em contraponto com seu sorriso, havia uma tensão e preocupação bem maiores. “O que eu fiz, naquele primeiro momento, foi ocupar o espaço que estava se formando e tentar manter a cabeça no lugar e concentrada. Foi bastante difícil porque nós não tínhamos acesso às informações e eu não conseguia saber a gravidade dos feridos. Então, ter que desfilar sabendo que a escola está com problemas foi muito nervoso. Ainda mais precisando manter o sorriso no rosto. Foi um momento de superação ter pique para continuar desfilando”, lembrou a atriz que ainda destacou o trabalho de outro integrante da Unidos da Tijuca. “A direção de harmonia da escola fez milagre. Apesar de tantos problemas, nós conseguimos dar um jeito e fazer com que a escola não fosse tão prejudicada em outros quesitos”, completou.

Apesar do Carnaval deste ano ter sido marcado pelos acidentes com a Unidos da Tijuca e a Paraíso do Tuiuti, a alegria ainda foi o elemento predominante. Sobre isso, nós temos assunto de sobra para contar. Fonte de animação incansável no desfile das campeãs, Fernanda Lima dançou a noite inteira. Assim que chegou, a apresentadora, que, como sempre, estava deslumbrante, só tinha uma preocupação: “já posso me jogar?”. Entre uma sambadinha e outra, Fernanda conversou com o HT e contou o que mais anima nesta grande festa da nossa cultura. “Eu acho um espetáculo muito lindo e absolutamente antropológico. Me faz muito bem estar aqui assistindo isso tudo de perto. Por isso, eu sempre tento vir. É óbvio que eu preferiria estar desfilando, mas fica difícil pois eu não tenho tempo suficiente para me dedicar durante o ano”, lamentou aos risos a apresentadora que passou os dias de folia viajando com a família.

Leia também: Luxo e excelência: às vésperas do Carnaval, fomos conhecer os destaques do Folia Tropical, o camarote mais disputado da Sapucaí 

Fernanda Lima no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Acompanhando a animada Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert também curtiu a noite de desfiles no Folia Tropical. Um pouco mais tímido que sua mulher, o ator e apresentador arriscou alguns passinhos de dança entre uma escola e outra. “Eu gosto de Carnaval, mas sou um cara mais caseiro. Na verdade, hoje eu vim mais como acompanhante da Fernanda do que como folião mesmo. Mas depois que eu entro na onda com ela, eu sempre curto bastante”, disse Rodrigo que destacou a grandiosidade do espetáculo como principal motivo por sua entrega carnavalesca.

Leia também: Bastidores: conheça os jovens responsáveis pelo Folia Tropical que em 2017 investiram mais de R$ 6 milhões no Carnaval carioca

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Outra família que viajou no Carnaval e só assistiu ao desfile neste sábado foi Débora Falabella e Murilo Benício. Depois de passarem os dias de folia sem acesso a televisão e nem internet, o casal tirou o atraso e viu de perto as melhores escolas do Grupo Especial deste ano. Segundo Débora, o sábado das campeãs é justamente a oportunidade dedicada a quem não conseguiu aproveitar a Sapucaí nos outros dias. “O desfile das campeãs é a chance de nós vermos o que não conseguimos assistir do domingo e na segunda-feira. Eu sinto que hoje eles desfilam mais relaxados. Mas, ao mesmo tempo, não tem aquela emoção maior do primeiro dia”, analisou.

Leia também: Responsável pela lista do Folia Tropical, o promoter Léo Marçal contou seus critérios para escolher uma pessoa para o camarote mais badalado da Sapucaí

Murilo Benício e Débora Falabella no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Murilo Benício apontou uma outra constatação do Carnaval deste ano. De acordo com o ator, em 2017, os foliões fizeram um resgate a uma tradição antiga da festa que ficou esquecida durante um tempo. “Esse ano eu vi um Carnaval muito mais interessante no Rio de Janeiro em que as pessoas voltaram a se fantasiar. Na minha geração, os foliões começaram a tirar as produções e apostarem em roupas mais arrumadinhas. E agora, eu vi gente com fantasia, assim como era na minha infância. Isso é incrível para o Carnaval”, comemorou.

Quem também aproveitou a época de comemorações por aqui para viajar foi Sabrina Petraglia. Nestes dias de folia, a atriz aproveitou a temporada para visitar o namorado em Cartagena, na Colômbia, e curtir o Carnaval de Barranquilla, que é considerado o segundo maior da América Latina. Apesar de ter adorado a experiência latina, Sabrina contou que igual ao carioca não tem em lugar nenhum. “É muita energia e uma sensação diferente. Quando a gente viaja, é interessante conhecer a festa de outros lugares. Seja a Colômbia ou em São Paulo, onde eu nasci, são Carnavais bonitos. Mas aqui, existe um calor e uma emoção que são um estado de graças”, apontou.

Sabrina Petraglia no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

O olhar de fora também garantiu o encantamento a primeira experiência de Erom Cordeiro. O ator, que é de Maceió, disse que é apaixonado pelo Carnaval do Rio de Janeiro em suas mais variadas expressões. Segundo ele, seja na rua ou na Sapucaí, um mesmo fator garante a alegria e a animação da festa. “O samba é extremamente contagiante. Ele tem uma força que é tanto histórica quanto cultural em que todo mundo se contamina. Não tem como não querer dançar e aproveitar. É involuntário”, declarou.

Erom Cordeiro no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

E de samba no pé ela entende bem. Na grade da frisa do Folia Tropical, Cláudia Abreu deixou a preguiça em casa e veio curtir o último dia de desfiles deste ano. Sim, leitores. Apesar de adorar a festa, a atriz contou que nem sempre está animada para o Carnaval da Sapucaí. “Às vezes dá preguiça de vir porque eu adoro viajar, mas eu sempre deixo o sábado das Campeãs reservado. Aí, quando eu venho, eu sempre fico pensando porque eu não vim nos outros dias”, confessou a atriz que explicou o motivo pela falta de euforia. “Eu acho que é porque temos todo ano. Se fosse mais de vez em quando, nós daríamos mais valor ao Carnaval”, completou.

Cláudia Abreu no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Já com essa dupla não tem preguiça que tome conta! Companheiros de Claudia Abreu em “A Lei do Amor”, Reynaldo Gianecchini e Ricardo Tozzi voltaram à Sapucaí para representar os amigos de Ivete Sangalo. Depois de desfilarem no penúltimo carro da Grande Rio no domingo, os atores marcaram presença novamente na avenida neste sábado. “Eu acho que se foi sucesso no desfile de domingo, não tem porque eu não voltar hoje. Eu fiz questão de estar com os meus amigos no penúltimo carro para, mais uma vez, celebrar nossa querida Ivete Sangalo”, disse Ricardo Tozzi.

Ricardo Tozzi no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Apesar de se sentir parte de uma escola neste Carnaval, Reynaldo Gianecchini disse que não ficou nervoso durante a apuração. “Eu nunca tenho expectativa. Eu venho só pela alegria do Carnaval e pela satisfação de estar com a Ivete. Para mim, a Grande Rio fez um ótimo desfile e eu fico feliz de poder voltar no sábado. Mas eu não tenho qualquer competição e nem sou louco por alguma escola em particular”, argumentou o ator que não tem planos para os desfiles do ano que vem. “Não sei nem se vou estar aqui, né”, brincou.

Reynaldo Gianecchini no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Para completar o time da novela das 21h da Globo, Emanuelle Araújo também estava no grupo de “A Lei do Amor” no Folia Tropical. Ela que, antes de ir parra o camarote mais badalado estava cantando em outro espaço da Sapucaí, contou que não tinha como não fazer esse esforço para estar com os amigos. “Foi o Carnaval da farra, da loucura, do trabalho e da alegria. Hoje, meus amigos da novela estão em peso aqui e eu não poderia deixar de vir também. Então, parei um pouco o show que estava fazendo em outro camarote e vim para o Folia curtir com quem eu amo”, destacou.

Emanuelle Araújo no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Embora o clima ontem fosse de despedida e saudade da temporada de alegria, tem quem acredite que o Carnaval pode durar o ano inteiro. Pelo menos no figurino. Sempre arrebatador, Dudu Bertholini não economizou nos brilhos e acessórios para curtir a folia na Marquês de Sapucaí. Na verdade, ele não precisa de desculpas carnavalescas para isso, né? “É a festa mais linda do Brasil que é manifestada das maneiras mais diversas em todos os lugares do país. Eu acredito na purpurina 365 dias por ano. Mas agora é ainda mais maravilhoso porque existe uma democracia e uma desconstrução de gênero e identidade que é sensacional”, destacou. Queremos purpurina o ano inteiro, já!

Dudu Bertholini no camarote Folia Tropical (Foto: Divulgação)

Leia também: Bastidores: conheça os jovens responsáveis pelo Folia Tropical que em 2017 investiram mais de R$ 6 milhões no Carnaval carioca

Leia também: Responsável pela lista do Folia Tropical, o promoter Léo Marçal contou seus critérios para escolher uma pessoa para o camarote mais badalado da Sapucaí

Leia também: Luxo e excelência: às vésperas do Carnaval, fomos conhecer os destaques do Folia Tropical, o camarote mais disputado da Sapucaí 

Leia também: Day 3: o bloco das celebs escolhe o Folia Tropical para aproveitar a primeira noite de desfiles na Sapucaí, que teve Ivete como destaque na avenida. Veja quem foi!

Leia também: Day 2: Maria Rita se apresenta no Folia Tropical em noite que reuniu Maíra Charken, Nando Rodrigues e mais. Veja os detalhes do segundo dia!

Leia também: Day 1: a alegria e diversidade tomam conta de mais uma edição do Candybox, primeiro camarote gay da Sapucaí, na noite de desfiles da Série A

Leia também: Day 4: Agatha Moreira, Humberto Carrão, Wanessa Camargo e diversos outros artistas se reúnem no Folia Tropical para o segundo dia de desfiles do grupo especial do Rio

 

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,