Música & Badalo

Canção composta por Gilberto Gil e Jorge Ben Jor para Roberta Sá chega às plataformas na sexta-feira

“Ela diz que me ama” marca a retomada da parceria de Gil e Ben Jor: os dois haviam dividido "Gil & Jorge: Ogum, Xangô" , álbum duplo lançado em 1975, no qual lançaram quatro canções inéditas e regravaram outras tantas

Publicado em 26/03/2019 | Por Heloisa Tolipan

Roberta Sá (Foto: Nana Moraes)

*Com Jeff Lessa

O álbum “Giro”, em que Roberta Sá canta 11 canções inéditas de Gilberto Gil,  sai do forno em abril em uma parceria da Rosa Produções, de Roberta , com a Deck. Mas o single “Ela diz que me ama”, canção composta a pedido da cantora, estará nas mídias digitais na sexta-feira. O detalhe que chama a atenção é que a música foi composta por Gil em parceria com Jorge Ben Jor – algo que não acontecia há mais de quatro décadas.

– Estávamos os três juntos e eu falei para o Jorge que um dia ainda gravaria uma música dele. Jorge me respondeu: “Por que não agora?” Expliquei que estava fazendo um disco de inéditas do Gil e brinquei: “Se você fizer uma com ele, eu gravo” – conta Roberta. Uma semana depois, Gil me ligou e me mostrou a música pronta. Chamei o Jorge para participar e ele inicialmente disse que a faixa era minha, mas nos falamos novamente e ele topou gravar com a gente.

Gil, Roberta e Ben Jor, trio responsável por ‘Ela diz que me ama’ (Foto: Alice Venturi)

A ideia de gravar um álbum com Gilberto Gil nasceu em um dos almoços dominicais na casa do saudoso jornalista Jorge Bastos Moreno – que assina “Afogamento” com Gil. “Giro” foi a outra canção composta especialmente para a cantora. O produtor do álbum, Bem Gil, que deu a ideia de fazê-lo apenas com inéditas, comenta sobre a retomada da parceria entre seu pai e Ben Jor:

– “Ela diz que me ama” é uma parceria rica e mas muito pontual. Acho que, além dessa música gravada agora pela Roberta, os dois fizeram apenas mais uma canção juntos, presente no disco intitulado “Gil e Jorge”, lançado na década de 70. Nós a gravamos como todas as outras, pensamos o arranjo de base juntos, no estúdio: eu, o Gil, a Roberta, o Domenico Lancellotti e o Alberto Continentino.

(Bem Gil estava se referindo a “Gil & Jorge: Ogum, Xangô”, álbum duplo de 1975, no qual lançaram quatro canções inéditas e regravaram outras tantas.) A canção que chega ao público na sexta-feira ganhou a participação de outras presenças ilustres.

– Nessa faixa também contamos com o Danilo Andrade. Depois, fomos tendo ideias de complementação e ornamentação. Chamamos o trombonista Marlon Sette, que já fez arranjos para o Gil e o Jorge, para fazer os metais, e convidamos três cantores amigos da Roberta para o coro masculino: Pedro Miranda, João Cavalcanti e Alfredo Del Penho. É uma música típica do Jorge e nos inspiramos nele para gravá-la – explica o produtor.

Gilberto Gil assina as onze canções, sendo quatro delas em parceria com a própria Roberta Sá. Além disso, atua como instrumentista convidado em todas as faixas. Em “Ela diz que me ama”, Gil toca violão e Jorge Ben Jor participa dos vocais. A banda é formada por Alberto Continentino (baixo), Domenico Lancellotti  (bateria e percussão), Danilo Andrade (teclado), Marlon Sette (arranjo de sopros e trombone), Diogo Gomes (trompete), Raul Mascarenhas (sax e flauta) e Zé Carlos “Bigorna” (sax e flauta).

Roberta Sá lançou seu primeiro álbum, “Braseiro”, em 2005. Em 2007, foi indicada ao Grammy Latino na categoria “Artista Revelação”, ao lado de Diogo Nogueira. “Giro” é o oitavo álbum de estúdio da cantora e compositora. Chega após “Delírio” de 2015, que contou com participações de Martinho da Vila, Chico Buarque, António Zambujo e Xande de Pilares.

Roberta Sá ganhou ‘Ela diz que me ama’ de Gil e Ben Jor, que retomaram uma parceria que não acontecia desde 1975 (Foto: Nana Moraes)

 

Pesquisas relacionadas