Música & Badalo

BNegão vai investir em projeto solo: “Tenho muitas ideias na cabeça e quero colocar em prática”, comentou

O vocalista ainda está investindo no lançamentos de novos singles com o Planet Hemp, em um show em homenagem a Dorival Caymmi e no projeto BNegão Bota Som. Apesar de ter sido divulgado o contrário, ele também continuará tocando com a banda BNegão e Seletores de Frequência

Publicado em 29/01/2019 | Por Ana Clara Xavier

“Levo a vida de três pessoas no corpo de um só sujeito”, anunciou BNegão. E há quem negue esta afirmativa? O cantor, conhecido por dominar a cena do hip hop no Brasil e tocar em bandas famosas como Planet Hemp, está sempre com a agenda lotada de projetos e para 2019 não seria diferente. Dessa vez, por exemplo, o artista está apostando em um show que homenageia Dorival Caymmi e novas músicas com Planet Hemp, além de se dedicar pontualmente ao BNegão Bota Som e ao BNegão e Seletores de Frequência. Para completar, ainda tem uma nova empreitada saindo do forno, que ele contou com exclusividade para o site HT! “Quero fazer um solo. O primeiro, inclusive, acabou originando o BNegão e Seletores de Frequência. Tenho muitas ideias na cabeça que estou quero colocar em prática há algum tempo. Já tenho o esqueleto todo idealizado e tenho algumas músicas prontas que pretendo lançar logo”, adiantou. Já tendo tocado em vários países da Europa, o vocalista é figurinha fácil nos principais palcos do país. Vem saber de tudo!

BNegão está cheio de projetos para 2019. Com a mente sempre inquieta, ele pretende focar nos shows com o Planet Hemp e aqueles que homenageiam Dorival Caymmi (Foto: Ândrea Possamai)

BNegão começou o ano fazendo aquilo que mais se destaca: cantando. E o projeto em questão que ele escolheu para recepcionar 2019 foi Canções Praieiras. O show é fruto de uma parceria com o violinista Bernardo Bosisio onde os dois se dedicam a homenagear um dos maiores expoentes da música nacional: Dorival Caymmi. “A música dele me acompanha desde a minha adolescência, quando comprei o disco Caymmi e Seu Violão. Fiquei profundamente impactado. Já tenho a intenção de tocar esta iniciativa há algum tempo. Cheguei a ensaiar, mas parei por acreditar que não conseguiria lidar com a responsabilidade de cantar Caymmi. O animador cultural do Sesc Pompeia, Devanilson Furlan, ficou sabendo desta minha tentativa e acabou marcando a apresentação. Não tive para onde fugir e precisei me apresentar. A jangada foi pro mar por conta dele”, relembrou. É exatamente por este motivo que, antes de começar a se apresentar ao lado de Bernardo, ele dedica a performance a Devanilson Furlan.

De algo inesperado surgiu uma empreitada na qual BNegão pretende se dedicar bastante ainda este ano. Com planos de tocar em Portugal, o artista quer ainda regravar duas músicas de Caymmi com novos arranjos para coroar este projeto. “Quero fazer com que as pessoas sintam a mesma energia que eu quando escutei pela primeira vez o Caymmi. Até hoje, na verdade, ele me emociona profundamente. Deu para ver que estou conseguindo despertar isto no público que as pessoas realmente se emocionam durante o show. É completamente diferente do que temos hoje em dia”, comentou.

Apesar de nunca ter tido a intenção de manter a história de Dorival Caymmi na memória do povo, o cantor garantiu ficar feliz ao receber o feedback do público. “Foi através de um show que fiz em Salvador, inclusive, que senti que a minha homenagem a ele deveria existir, porque cantei uma música e ninguém reconheceu. Fiquei triste demais. Gosto de saber que tem gente o conhecendo agora”, comemorou. A galera, inclusive, que frequenta esta apresentação é bem variada. Sendo assim, ele consegue atingir um grande número de pessoas de várias gerações a cada apresentação.

BNegão prometeu lançar duas regravações ainda este ano do trabalho de Dorival Caymmi (Foto: Ândrea Possamai)

Enquanto Canções Praieiras está a mil, BNegão também está se doando ao máximo frente ao Planet Hemp, banda que contribuiu para grande parte do reconhecimento que o artista possui hoje. Com várias ideias em mente, garantiu que este ano veremos novos singles serem lançados pelo grupo e não descarta a possibilidade da realização de um EP. “Vamos seguir tocando, fazendo shows grandes e festivais. Deve sair coisa nova também em termos de som”, contou.

Quem está ansioso? E já que estamos falando da banda, ele aproveitou para descartar qualquer polêmica sobre a biografia recentemente lançada do conjunto musical, Planet Hemp: Mantenha o Respeito. Recentemente, a produtora do grupo, Na Moral, soltou uma nota a partir do Instagram criticando o exemplar escrito pelo autor Pedro de Luna. Sob esta crítica, BNegão se limitou a afirmar que não foi a pessoa que teve esta opinião. “Ainda não li a biografia, na verdade, e nem vi o filme. Estou totalmente por fora. Só sei a história que vivi”, garantiu.

O artista pretende deixar a sua banda BNegão e Seletores de Frequência por um tempo, apenas atuando pontualmente (Foto: Ândrea Possamai)

Tendo como projeto secundário, o cantor está se dedicando também ao BNegão Bota Som. A empreitada nada mais significa do que apresentações de discotecagem do artista por casas de shows do país onde ele foca em um repertório atual valorizando a galera da nova cena. “Este projeto começou de uma forma muito louca. O Planet Hemp, na época, tinha sido preso e a banda acabou. E aí me chamaram para discotecar na Lapa, no Rio de Janeiro. Atingi um ponto absurdamente maravilhoso conseguindo ferver a pista. Muita gente até chama de show quando me apresento, porque realmente me entrego”, comentou. De acordo com ele, as canções escolhidas possuem alguma mensagem ou informação para levar ao grande público. Além disso, ele também recebe diversas canções exclusivas para tocar de pessoas que ainda estão começando. “Represento muitos sons. Sempre tento valorizar o trabalho dos meus colegas. As pessoas sempre me mandam músicas que vão lançar e eu acrescento no repertório”, contou. Atualmente, ele está apostando no som do Hiran, rapper do interior de Alagoinhas.

Pensou que era só isso? Pois é, ainda tem mais. Apesar de ter sido divulgado recentemente que a banda BNegão e Seletores de Frequência acabaria, BNegão contou para o site HT que o conjunto voltou atrás nesta decisão. “Nós realmente tivemos a intenção de parar, mas concordamos em deixá-la parada por um tempo. Precisei deste pause porque caso o contrário não iria conseguir me dedicar aos novos projetos. Ser da música é assim, quando vem a inspiração precisamos focar naquilo senão a mente fica inquieta. Tenho muita demanda de trabalho”, explicou. A ideia, a partir de agora, é fazer apenas shows pontuais e continuar lançando alguns remixes por aí! Atualmente, por exemplo, o grupo está lançando o CD Enxugando o Gelo em EP. Vamos precisar de uma agenda para lembrar de todos os shows que ele vai fazer este ano, né? Já queremos!

Pesquisas relacionadas