Moda & Beleza

Passage: Club Elle et Lui lança coleção cápsula inspirada nas mudanças da urbe permeadas por memórias afetivas

O modelo Pedro Bahia foi o protagonista para esta síntese de passado, presente e futuro high tech, mas com um ideal de aguçar os cinco sentidos em um universo de moda. As imagens foram captadas pelas lentes da fotógrafa Giselle Dias, que vive na ponte aérea Los Angeles-Rio, o styling ficou a cargo de Gabi Werden e make by Palloma Maremoto

Publicado em 09/06/2019 | Por Heloisa Tolipan

Com absoluta certeza podemos dizer que a Elle et Lui sabe o que é alquimia no universo moda. Uso a palavra alquimia como um eufemismo para reinvenção ou inovação. Você, leitor, escolhe. Pode imaginar a relevância de uma label criada em 1961 e que até os dias de hoje tem suas peças com “as bandeirinhas” como objetos-desejo? Sim. A Elle et Lui tem muita história para contar sobre a receita de fazer fazer a roda do setor moda girar em um Brasil que passou por tantos períodos de oscilações econômicas e tantas transformações sociais.

Pois bem… a grife investiu muito em um e-commerce forte e, no final do ano passado, foi criado um projeto que, rapidamente, está saindo do papel e se concretizando como Club Elle et Lui com franquias para Norte a Sul do país. O estilo clássico e atemporal – uma chancela da marca – ganhou novos olhares e “personalidade para adotar novas tendências de forma versátil, mas sempre com foco no interesse do cliente final”, como consta na apresentação do Club Elle et Lui. A velocidade do consumir moda hoje fez com que sejam lançadas “pequenas coleções para que a loja tenha sempre novidades unidas aos nossos clássicos que fizeram a história da marca”. E acaba de ser fotografada a coleção cápsula batizada “Passage“.

Uma equipe incrível foi convocada para interpretar em imagens passado, presente e futuro em simbiose e permeados pela velocidade da vida em tempos de Quarta Revolução Industrial, high tech, mas com o ser humano olhando para si mesmo e necessitando oxigenar a própria vida e reconhecendo seus inco sentidos como algo profundo de conectar consigo mesmo, refletir ações e compreender o mundo atual tecnológico em alta potência, volto a frisar. A equação é a seguinte:  high tech + olhar para o mais puro dentro de si. Fases, ciclos e histórias para contar. Tal qual a própria label.

As fotos com o modelo Pedro Bahia foram assinadas por Giselle Dias, que vive na ponte aérea Los Angeles-Rio e que costumo dizer que ganhou o mundo com sua arte e olhos de lince para captar o mood; o styling ficou a cargo de Gabi Werden, que tem feito um bonito trabalho com muita identidade e o make by Palloma Maremoto, verdadeira camaleoa em suas inspirações para beleza.

“Temos o intuito de trazer essas peças clássicas com um “twist” para o momento e as necessidades atuais do homem. A Elle et Lui tem essa premissa em seu DNA: vestir o homem em vários momentos, seja descontraído, casual e executivo, sempre com qualidade e bom gosto”, analisa Ana Alves, do Club Elle et Lui.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E vamos à coleção: pullovers e camisas índigos são os grandes destaques em diferentes materiais, como piquet clássico e estonado, jeans, sarjas teladas, sarjas peletizadas, chambray, tricolines lisas e maquinetadas. É claro que Club Elle et Lui investiu também em uma nova linha de sapatos, gravatas e cintos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Entre as premissas do Club Elle et Lui, a “faixa de preço das coleções também foi um ponto meticulosamente estudado, onde tentamos equacionar a melhor qualidade possível a um preço vantajoso onde o custo e o benefício sejam facilmente percebidos pelos clientes”.

As peças estão à venda para todo o Brasil pelo e-commerce da marca no www.elleetlui.com.br

Sobre a marca

A Elle et Lui foi inaugurada em 1961 na cidade do Rio de Janeiro pelo Sr. Al Abitbol, marroquino de nascimento, de passaporte francês por necessidade e cidadão brasileiro por opção. Essa primeira loja em Copacabana ficou logo conhecida como a mais sofisticada da cidade. A filosofia era simples, roupas masculinas e femininas de alta qualidade, com estilo clássico, porém atual, elegante, sem ser ostensivo, onde o gosto pessoal pudesse sempre prevalecer às tendências da moda passageira.

Nos meados dos anos 70, o negócio continuou em expansão, outras filiais foram abertas, contavam basicamente com produtos de marcas internacionais. Nos anos 80 com o fechamento das importações, começou a desenvolver e produzir suas coleções localmente, mantendo-se fiel a filosofia.

Com a abertura de inúmeros shoppings centers, o crescimento foi uma questão de tempo e várias filiais foram abertas nas principais cidades brasileiras. Esperamos agora que vocês também possam fazer parte desta história, atual e futura.

Pedro Bahia e o lindo Golden Trip Brulee Nikolau

Pesquisas relacionadas