Moda & Beleza

Frenética! A tupiniquice de Carol Ribeiro está em todas, do beauty ao couro. Rogério Vasquez conta o porquê!

Baião de dois! Ao mesmo tempo, a top estrela campanha da Make B. e faz ensaio conceitual para a Maison Revolta! Rogério Vasquez, o designer da marca de roupas, conta como é essa fixação que todos têm pela bonita!

Publicado em 27/02/2014 | Por Heloisa Tolipan

Da moda conceitual às campanhas comerciais de poderosos brands de beleza na TV, a top Carol Ribeiro é mais uma vez puro girl power. Nos últimos dias, já foi vista estrelando a campanha da coleção Make B. Barroco Tropical, da marca O Boticário, e agora encarna a dominatrix na campanha Inverno 2014 da Maison Revolta, que tem o estilista Rogério Vasquez à frente, ex-assistente de Karl Lagerfeld que já trabalhou na equipe criativa da Balenciaga.

Para o comercial “Passarela”, da marca de beleza, a top aparece toda trabalhada na sua genuína brasilidade. Produzido pela Paranoid e dirigido por Paulo Vainer, o filme tem duração de 30 segundos e começa com a modelo na frente do espelho dando os últimos retoques no carão. Quando ela vai para a rua, as calçadas se elevam e se transformam em uma passarela. As pessoas na rua se viram para admirá-la e até fotografá-la. A locução explica: “Qualquer caminho vai virar um desfile. Chegou a nova coleção Make B. Barroco Tropical por Ronaldo Fraga”. Ok, isso nem é exatamente novidade, já está no ar, mas vale a pena menção porque é tudo de bom.

Já a campanha da Maison Revolta é puro luxo! Leva a assinatura de Tavinho Costa, contando com styling de Ju Rossoni e make-up de Cris Biatto. A inspiração para a campanha é a relação entre uma mulher poderosa, que não perde a feminilidade, com seu “homem-fetiche”. Bem pervie. A top aparece em peças de couro preto ao lado do modelo masculino Guilherme Bravin todo descamisado, em um ensaio que transpira aquele aroma de femme fatale.

O estilista explica a inspiração para o ensaio dizendo que tem uma conexão com três peles, “a primeira é a sua própria, a segunda é o couro e a terceira é a do homem. Afinal, seu poder reside no encontro do amor com a sensualidade”, afirma Rogério. Aff! Deu calor!

Paraense como a modelo, desde a época em que era assistente de Lagerfeld, em Paris, o estilista já alimentava o sonho de ter sua própria maison e fazer as fotos desta sua primeira coleção com Carol Ribeiro, conterrânea e musa do estilista desde sempre. Portanto, desejo realizado. Vasquez voltou ao Brasil no início de 2013 e lançou, ao lado do sócio francês François Lafargua, a Maison Revolta, pondo o projeto de pé. Agora, finalmente dá continuidade a tudo e escala sua top-objeto do desejo. Rogério ressalta que fica encantado com  sua beleza única, com traços que miscigenam elementos indígenas, portugueses e africanos (“uma loucura essa miscelânea que é a cara da riqueza cultural do Brasil”).

Pelo visto esta parceria ainda tem muito samba para dar. Para quem não se lembra, Carol já tem quase 20 anos de estrada e mostrou a que veio em 1996, após vencer concurso da Elite Models. De lá para cá, não parou mais: fez trabalhos para Gucci, Valentino, Yves Saint Laurent e integrou o time de angels da Victoria’s Secret.

Confira as fotos do makin’ of da campanha de moda e a entrevista com o designer da Maison Revolta logo abaixo!

Este slideshow necessita de JavaScript.

HT aproveitou a admiração que o estilista tem pela top e aproveitou para bater um rápido bate-bola com o moço. Confira abaixo! 

HT: Okay, você fã de carteirinha da Carol. Por quê essa fixação?

RV: A inspiração desta campanha é o homem-fetiche e, assim, as peças da coleção do inverno possuem bastante couro, bem levinho. Nosso couro tropical é como uma segunda pele para mulher que brincar com a sensualidade, despertando uma espécie de poder irresistível para os homens. Para esse mulher, a nossa inspiração maior era ‘La Favorite’, que na corte francesa do século XVIII era detentora de uma sensualidade invejável dentro do reino, com todos admirando sua beleza e até o próprio rei sucumbia aos seus encantos. Ela tinha o verdadeiro power: o poder do amor. O poder da sensualidade. E, para encarnar nossa versão de ‘La Farovite’, pensamos obviamente no nome da Caroline Ribeiro. Ela possui uma sensualidade que ao mesmo tempo é misteriosa e provocativa, sem jamais perder a elegância e a sofisticação. Eu a conhecia pessoalmente e já admirava sua beleza desde a infância, assim a decisão ficou mais óbvia.

 HT: Ué, vocês já se conheciam de Belém, né?! Como era o contato de vocês e como foi o esse reencontro?

RV: Na verdade, a minha história com a Carol sempre foi uma história de paixão platônica. Nós nos conhecemos ainda na infância e éramos do mesmo grupinho de amigos. Nas férias, íamos todos para uma praia no litoral do Pará, chamada Salinópolis, e lá colecionamos algumas histórias divertidas desta época, que fizeram nosso reencontro ser muito natural. E desde sempre fiquei impressionado com a sua beleza.

HT: Você a reencontrou depois de muito tempo em Paris. Como foi e quando?

RV: Quando eu cheguei em Paris, fui convidado para um desfile da Chanel, que produz para cada coleção um mega-evento. É um verdadeiro show com celebridades e pessoas do mundo inteiro ligadas à moda. Quando eu vi a Carol na passarela, me apaixonei novamente por sua beleza. Foi caso de recuperar memórias afetivas. Ela estava absolutamente incrível e, nesse momento, pensei que quando eu tivesse minha própria marca a Carol iria estrelar uma das campanhas. Hoje, consegui realizar este sonho. A sessão de fotos foi super alto-astral, pois além do profissionalismo da Carol, toda a equipe estava muito à vontade, trabalhando juntos. O resultado mostra bem a sintonia da equipe.

HT: Em que etapa está a campanha? Finalização? Arte-finalização? Como anda?

RV: O incrível deste trabalho com a Carol e toda a equipe é que as fotos quase não precisam ser retocadas. O resultado ficou exatamente da maneira que imaginávamos, e ela conseguiu encarnar toda a feminilidade que procurávamos, com a noção do homem-fetiche exposta de forma sutil e delicada, na figura do modelo Gui Bravin e com a luz do Tavinho. Quando vimos as fotos na tela do computador, logo depois do shooting, ficamos extremamente felizes, pois o resultado estava quase perfeito. As fotos já estão na fase de arte-finalização e o tratamento vai ser muito simples e natural, somente com o posicionamento da logo e pequenos retoques.

HT: Quando e onde será veiculada a campanha de inverno da Maison Revolta?

RV: Antes de tudo, vamos usar essa campanha para divulgar nossas vendas online e produzir material de divulgação para as lojas que estão comercializando nossa marca. Além disso, nós estamos tão encantados com o resultado das fotos da Carol que acabamos formatando um plano de mídia bem ambicioso, ainda mais para uma marca recentemente nascida.

Pesquisas relacionadas