Moda & Beleza

Atenta ao mercado brasileiro, Levi’s passa a produzir 20% de suas coleções em solo nacional com o objetivo de dar mais acesso aos consumidores internos

Assim, a marca estreita ainda mais as relações com o mercado brasileiro, um dos mais importantes para a grife, e expande as possibilidades de compra. De acordo com o diretor da Levi's no Brasil, Rui Araújo Silva, a estratégia irá aumentar os canais de venda e passará a atender melhor as necessidades dos consumidores

Publicado em 13/06/2017 | Por Julia Pimentel

Já são 144 anos de história no mundo da moda. Símbolo e origem do jeans, a Levi’s está presente em dezenas de países e é sucesso inquestionável entre todos os estilos. No Brasil, a presença da grife é fortíssima. Porém, mais que uma marca unânime na moda brasileira, agora a Levi’s terá também produção em solo nacional. De acordo com o diretor da grife no Brasil, Rui Araújo Silva, a proposta é que 20% da demanda interna passe a ser produzida por parceiros brasileiros. Assim, a marca visa estreitar ainda mais a relação com o mercado, ampliar as opções de compra seguindo as temperaturas e necessidades do público e atingir um número maior de consumidores, com preços mais acessíveis e novos canais de venda.

Leia também: Conquista: artistas independentes do Rio e de São Paulo lançam single como prêmio do concurso Original’s Studio, da Levi’s

Para entender sobre a nova iniciativa da Levi’s no Brasil, o site HT conversou com o diretor da marca em nosso país, nome que está por trás deste investimento no mercado nacional. Como nos explicou Rui Silva, o principal objetivo da novidade é “dar acesso” à marca Levi’s. “Com a produção no Brasil, nós vamos conseguir oferecer um número maior de produtos aos nossos consumidores, seja através de um preço mais acessível ou de novos canais de venda. Assim, como prioridade, a Levi’s visa expandir o e-commerce e o varejo interno”, explicou.

A partir deste ano, 20% da produção da Levi’s será feita por parceiros brasileiros (Foto: Divulgação)

Porém, mais do que uma estratégia comercial e financeira, a chegada da produção da Levi’s no Brasil também representará novidades nas coleções. Hoje, o que é vendido para o público brasileiro é uma adaptação das peças desenvolvidas para os países do Hemisfério Norte. Outro ponto importante está relacionado à coleção de inverno. Enquanto nos Estados Unidos e na Europa a Levi’s se dedica às roupas mais quentes por causa das baixas temperaturas por lá, no Brasil a estação não é tão fria.

Leia também: Reconhecimento: artistas independentes da cena carioca ganham o palco da Casa Levi’s em noite de apresentação do concurso Original’s Studio

Por isso, com parte da coleção dos brasileiros sendo produzida dentro do próprio país, Rui Silva adiantou que as peças atenderão ainda mais as necessidades por aqui. “Nós vamos trabalhar para atender melhor as demandas de nossos consumidores brasileiros. Deste modo, estaremos atentos às estampas e aos tecidos que melhor se adaptam ao mercado interno”, destacou o diretor da grife, acrescentando que este será um processo elaborado em fases.

Leia também: Levi’s promove Bowl Attack 2017 em São Paulo e reúne mais de 300 pessoas em um encontro que celebrou o skate, a música e a moda. Saiba como foi!

E nada disso é por acaso. Além de toda a estratégia interna da Levi’s, este investimento também é um retorno à fidelidade do mercado brasileiro. Como apontou Rui Silva, hoje, nós somos um país extremamente importante para o reconhecimento e o sucesso da marca no mercado da moda mundial. Para o diretor, o Brasil é “um mercado de oportunidade e crescimento”. “Nós somos um país com 210 milhões de habitantes e que entendemos o que é ser uma marca premium, como é a Levi’s, e a importância do posicionamento dela junto aos seus consumidores”, apontou o diretor da grife no Brasil, Rui Araújo Silva.

Leia também: Levi’s anuncia Otávio Neto como embaixador de sua coleção Skateboarding e promove evento em São Paulo com premiação em dinheiro para os melhores skatistas

Pesquisas relacionadas