Moda & Beleza

40 Graus: A maior feira de calçados e acessórios do Norte e Nordeste volta com força total ao Centro de Convenções de Natal na próxima semana, impulsionando o mercado varejista das regiões

A quinta edição do evento é organizada pela Merkator, empresa famosa por fomentar a economia. O encontro de várias empresas do setor nos dias 5, 6 e 7 de março, no Centro de Convenções de Natal, espera receber mais de 150 marcas, de Norte a Sul, que irão reunir mais de 3 mil visitantes. Dessa vez, o destaque é para a moda feminina, que faz parte de quase 70% da produção

Publicado em 27/02/2018 | Por Ana Clara Xavier

Depois de um Natal próspero para a indústria do varejo, não há momento melhor para participar de uma feira que investe no contato entre o produtor e o lojista. Sendo assim, não é por acaso que a 40 Graus – Feira de Calçados e Acessórios é realizada logo no início do ano, ajudando os empresários a repor os produtos em estoque e a ficar de olho nas próximas tendências da moda. O evento nos dias 5, 6 e 7 de março, no Centro de Convenções de Natal/RN, é organizado pela empresa Merkator Feira e Eventos e é especialmente pensado a partir das necessidades mercadológicas das regiões Norte e Nordeste. O encontro de várias empresas do setor volta com força total sendo mais de 150 marcas participantes, de Norte a Sul, que irão atrair mais de 3 mil visitantes. “A 40 Graus tem uma proposta muito particular, de atender um mercado que tem um potencial enorme. Nossas expectativas para essa edição são as melhores e acreditamos que a feira tem tudo para seguir crescendo rapidamente”, afirmou o diretor da Merkator, Frederico Pletsch. A expectativa dos expositores é de que o movimento no comércio anime os lojistas a fazer novos pedidos.

Lojistas do Norte e Nordeste estarão reunidos na 40 Graus, em Natal (Foto: Divulgação)

Lojistas do Norte e Nordeste estarão reunidos na 40 Graus, em Natal (Foto: Divulgação)

A teoria de Frederico está comprovada a partir da organização da quinta edição do evento. Dentro deste número elevado de expositores se destacam nove marcas que fazem parte do Projeto Três Coroas Shoes, que visa levar pequenos e médios produtores sulistas para expandir o seu público. Há dois anos, apenas três marcas viajaram até a outra ponta do país. “Estes números ainda devem aumentar, porque os fabricantes viram que estas duas regiões possuem um potencial de consumo muito grande”, informou a diretora de mercado da Merkator, Roberta Plestch.  Esta iniciativa é fruto de uma parceria com o Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas. Participarão deste programa as marcas Werner, Kilana, Valentina, W Designer, Varietá, Cia Perfeita, Vanitá, Infinitus e Eléia. “São marcas que agregam no mix de produtos que a 40 Graus oferecerá aos mercados do Norte e Nordeste do Brasil. Para nós da Merkator, esse trabalho de viabilizar a participação de um número expressivo de indústrias é importante também para dar mais opções ao lojista”, ressaltou Frederico Pletsch.

Frederico Pletsch é o diretor da Merkator Feiras e Eventos (Foto: Divulgação)

Frederico Pletsch é o diretor da Merkator Feiras e Eventos (Foto: Divulgação)

Desde o início, a feira foi planejada pensando em atender as necessidades das duas regiões. A ideia surgiu a partir da parceria da Merkator com alguns sindicatos e o sucesso deste empreendimento é fruto disto. Para ser realizada, a 40 Graus conta com apoio do Sindicato da Indústria de Calçados de Estância Velha, do Sindicato da Indústria de Calçados de Ivoti, do Sindicato da Indústria de Calçados de Igrejinha, do Sindicato da Indústria de Calçados de Novo Hamburgo, do Sindicato da Indústria de Calçados de Parobé, do Sindicato da Indústria de Calçados de Sapiranga e do Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas. “Eles nos mostraram a demanda que existia no Norte e Nordeste. Estas duas regiões possuem 60 milhões de consumidores em potencial. A partir disso, pensamos juntos que estava na hora de fazer uma feira profissional nesta região”, explicou a diretora da Merkator, Roberta Pletsch, que logo foi complementada por Frederico Pletsch: “Juntas, as duas regiões representam populações superiores à da maioria de países da América Latina, por isso a importância de uma mobilização especial dos fabricantes para estar mais perto dos clientes e entender cada vez melhor a cultura regional”. A empresa é especialista em fazer feiras e organizar eventos, mas a partir da conversa com estes sindicalistas que eles definem detalhes como o local e a data. “Os nossos parceiros pediram para a data ser em março para que o produto seja entregue aos lojistas antes das festas de São João, porque nesta época do ano os produtos vendem tão bem ou mais do que no Natal, na região do Nordeste e Norte. As festas juninas e julinas são muito fortes”, contou Roberta.

Roberta Plestch é diretora de mercado da Merkator, organizadora da feira (Foto: Henrique Fonseca)

Roberta Plestch é diretora de mercado da Merkator, organizadora da feira (Foto: Henrique Fonseca)

Assim como a data, a sede da feira foi estrategicamente escolhida por Natal não ser uma cidade tão grande quanto Recife e Fortaleza, mas ter toda a infraestrutura necessária para comportar o grande fluxo de empreendedores que irão se estabelecer no local. Além da 40 Graus ser uma catalisadora do varejo na região, ela também acaba proporcionando uma simbiose do turismo de economia. “A Merkator tem a filosofia do turismo de negócio. Sempre fazemos as feiras em lugares atrativos, que tenham apelo turístico. Afinal, a maior dificuldade do ser humano é ter tempo para fazer tudo. Sendo assim, já que vamos fazer um evento, porque não ser em uma região bacana, com uma grande rede hoteleira. Os comerciantes conseguem aproveitar uma praia, trabalhar e aproveitar uma ótima gastronomia”, explicou a diretora Roberta.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Não é só a organização que pensa no consumidor. Os fabricantes também fazem uma pesquisa de mercado para entender a demanda dos consumidores locais. “Muitas empresas oferecem produtos criados especialmente para o público do Norte e Nordeste que adora estar dentro da moda com uma releitura bem tropical das últimas tendências”, afirmou Juliano Mapelli, executivo comercial do Sindicato das Indústrias de Calçados de Três Coroas. Sendo assim, a feira possui um público-alvo muito bem definido, com produtos totalmente focados no mercado interno. “Estamos muito felizes de poder trabalhar com o público do Norte e Nordeste. Vejo que os lojistas não estão preocupados apenas com o lucro. Eles possuem um cuidado e um carinho especial com o cliente e com o produto que estão selecionando. É uma vibração completamente diferente”, afirmou a diretora da Merkator, Roberta Pletsch.

Roberta Pletsch em Natal (Foto: Henrique Fonseca)

Roberta Pletsch em Natal (Foto: Henrique Fonseca)

Uma das grandes novidades desta edição é que a 40 Graus reuniu grifes de moda feminina de vários pólos industriais diferentes para atender o consumidor. A Merkator tem consciência de que a venda de calçados para mulheres contabiliza 67% da produção, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). Sendo assim, este público será o grande destaque da feira. “Trabalhamos para ter um número expressivo de fabricantes do segmento”, reforçou Frederico Pletsch. A marca gaúcha Sweet Chic faz parte deste pacote e prospecta expandir as vendas. “Nossa expectativa para a 40 Graus é criar novos mercados no Norte e no Nordeste, já que nossos produtos são adequados para a região”, comentou a gerente de estilo da marca, Cristiane Nunes Dressler. Outra marca feminina presente na feira é a paulista La Femme, especializada em flats. “Queremos crescer dentro das regiões e também vamos buscar novas parcerias e mais vendas”, completou Roberto Geremias, gerente comercial da grife.

Negociação nos estandes da feira na última edição do evento (Foto: Divulgação)

Negociação nos estandes da feira na última edição do evento (Foto: Divulgação)

Os números esperados para esta quinta edição da feira significam, para Roberta Pletsh, uma vitória em tempos de instabilidade econômica que assola o país. “O varejo, por exemplo, está crescendo bastante. Se as eleições e a Copa do Mundo não fossem este ano, acredito que o Brasil sairia completamente da instabilidade econômica e política. De qualquer forma, estamos muito otimistas”, garantiu. No entanto, ela adiantou logo que o mercado de calçados não foi afetado pela crise. “Uma prova disso é que os fabricantes estão produzindo cada vez mais e exportando bastante”, concluiu. Um dos motivos para isto ter acontecido foi o fato de que as pessoas continuam consumindo moda mesmo em momentos conturbados.

Produtores

Grandes indústrias do Sul do Brasil já estão prospetando os seus negócios para a 40 Graus. Um exemplo disso é que a gaúcha Usaflex e a catarinense Via Scarpa, que participaram de todas as edições anteriores, criaram modelos específicos pensando nos públicos das duas regiões. A primeira, dessa vez, leva quatro novas linhas de calçados femininos com foco nas festas juninas. “Esta feira faz nos anteciparmos no desenvolvimento de calçados para a estação quente e também movimenta os negócios em duas regiões muito importantes para nós. Também vão estar no estande as coleções de calçados masculinos e de bolsas da marca. Estes são os novos projetos da empresa e os nossos clientes que nos visitarem terão condições de apreciar e conhecer todos os detalhes”, afirmou Eduardo Santos, gerente comercial da Usaflex. A outra marca também preparou lançamentos especiais. “Em todas as edições tivemos resultados positivos e acreditamos que este ano faremos excelentes negócios em Natal. Digo isto pois já tive acesso à lista de clientes que confirmaram presença na feira e tenho certeza que farão pedidos significativos na 40 Graus”, ressaltou André Silva Rita, gerente comercial da Via Scarpa.

A 40 Graus é realizada em Natal, no Rio Grande do Norte, uma posição estratégica para o comércio (Foto: Divulgação)

A 40 Graus é realizada em Natal, no Rio Grande do Norte, uma posição estratégica para o comércio (Foto: Divulgação)

Outro fabricante de peso que participará desta edição é a Beira-Rio. A empresa está mobilizando todos os lançamentos de suas marcas. A Beira Rio Conforto, Moleca, Vizzano, Molekinha, Molekinho e Modare Ultraconforto estão entre as preferidas do público. “Para nós da Calçados Beira Rio S.A. a feira é muito importante, pois contribui com a nossa dinâmica de levar bons negócios a todos os mercados. Preparamos coleções e novidades com o melhor da moda aos mercados internacional, nacional e regional”, explicou Maribel Silva, diretora comercial e marketing.

A indústria Dakota também estará na feira com todas as suas seis marcas: Dakota, Kolosh, Tanara, Pink Cat, Campesí e Mississipi. Além dos produtos, a empresa está levando uma equipe de vendas que promete dar um suporte especial para o visitante.  “Desde que houve um incremento de renda nos estados do Norte e Nordeste sempre obtivemos um excelente resultado nestes estados brasileiros. Já trabalhávamos seriamente estes mercados, e nos últimos anos estamos colhendo os frutos positivos deste investimento”, afirmou o gerente comercial da indústria, Flávio Lamb.

Dakota garante presença na quinta edição da 40 Graus (foto: Divulgação)

Dakota garante presença na quinta edição da 40 Graus (foto: Divulgação)

Lojistas

Os lojistas são os convidados de honra desta festa e, para provar isso,  já serão recepcionados no aeroporto com uma cocada. Além disso, eles irão participar, junto com os fabricantes, de um coquetel para integrar o público. “Chamamos uma banda para tocar todo o tipo de música, focando sempre nas tradicionais canções do sertão.  Além disso, teremos um casal vestido de Lampião e Maria Bonita e ainda alguns dançarinos que vão circular pela festa”, contou Roberta Pletsch, diretora da Merkator. Os compradores já estão ansiosos pela data de inauguração da 40 Graus pela infraestrutura e boa oferta de produtos que ela representa.

Grande parte da euforia desta galera se deve às boas vendas no mercado do varejo que foram registradas no período das festas de final de ano. “Tivemos um desempenho 10% maior do que no mesmo período do ano anterior e há a necessidade de repor os estoques. Além de conhecer a feira e seu potencial, estamos indo para visitar e conhecer as novidades de nossos tradicionais fornecedores. Realmente espero realizar compras na feira”, contou o diretor financeiro da Aredda, loja com sede em Ipirá, na Bahia, Dilson Gomes Silva, que está indo pela primeira vez à feira.

Comércio de calçados fica aquecido na próxima semana devido à feira (Foto: Divulgação)

Comércio de calçados fica aquecido na próxima semana devido à feira (Foto: Divulgação)

Grande parte dos interessados está focado nas compras para a época de festas juninas. Indo pela segunda vez à 40 Graus, Umbelino Carneiro de Oliveira Neto, da Shoes Moda Casual, de Feira de Santana, na Bahia, espera ter boas oportunidades de negócios na feira. “As minhas compras devem chegar na loja em junho, por isto espero receber bons prazos de pagamentos. Acho que teremos um tratamento diferenciado”, comentou o varejista.

Expectativas para o ano que vem

A quinta edição da 40 Graus ainda nem começou, mas os integrantes da Merkator já estão pensando no futuro. Isto porque o evento acontecerá no pavilhão reformado do Centro de Convenções de Natal. As obras estão sendo feitas pelo governo do Rio Grande Norte e devem ser finalizadas em outubro de 2018. “Vamos organizar uma visita dos expositores até lá para eles verem que está quase pronto e terem uma prévia do espaço reformado que os aguarda no ano que vem. O local tem uma vista panorâmica que parece que nós estamos dentro do mar”, adiantou Roberta Pletsch.

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,