Fotos

“In-Pactos”, o tema desta edição da SPFWN43 em imagens e ações de gente da moda que ainda faz a economia girar

Trinta e uma marcas apresentaram as coleções outono/inverno com a ideologia do see now buy now, como já frisei, que aproxima o desfile da chegada das coleções às lojas e venda aos consumidores ávidos pelas informações divulgadas imediatamente pelas redes sociais

Publicado em 22/03/2017 | Por Heloisa Tolipan

O tema desta edição da SPFW N43 foi “In-Pactos”. A semana de moda mais importante da América Latina mudou seu calendário para o que foi apresentado na passarela se aproxime imediatamente ao varejo com o objetivo máximo de fazer uma simbiose entre o que foi mostrado nos desfiles com a urgência de atender ao mercado consumidor. Trinta e uma marcas apresentaram as coleções outono/inverno com a ideologia do see now buy now, como já frisei, que aproxima o desfile da chegada das coleções às lojas e venda aos consumidores ávidos pelas informações divulgadas imediatamente pelas redes sociais. As vendas precisam ser imediatas e o consumidor não tem mais paciência de esperar seis meses para comprar as peças desfiladas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fizemos aqui um apanhado do que rolou nas passarelas durante os cinco dias de desfiles. São imagens bem comerciais, mas, no meu entender repletas de criatividade como só os nossos estilistas sabem fazer. O line up sofreu uma grande alteração nesta edição. Estrearam nas passarelas marcas como Alexandrine com coleção assinada por Dinho Batista, as paulistanas A.Niemeyer, Tig e Two Denim, a mineira Fabiana Milazzo e a Sissa, nova marca de Alessandra Affonso Ferreira ex-Isolda.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tivemos uma comemoração em pleno prédio da Bienal. A Ellus festejou seus 45 anos com um revival da marca nessas quatro décadas e com um casting de nomes que fizeram o Brasil exportar modelos para o mundo inteiro. A Memo, marca de Patricia Birman contou com a dobradinha com Lilly Sarti e a LAB, que fez barulho na edição passada, encerrou a maratona fashion com uma ode aos 100 anos do samba.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Além de marcas estreantes, a SPFW instalou um telão em frente à rampa do prédio da Bienal, no Ibirapuera, para relembrar desfiles-históricos que foram realizados no passado pela cidade como parte integrante do projeto “Ocupa São Paulo”. Vimos a Cavalera às margens do Tietê, desfiles realizados na Avenida Paulista, na Rua Augusta, entre tantos outros pontos simbólicos da capital. Paulo Borges, o nome por trás da SPFW foi quem selecionou as imagens em consonância com o atual projeto São Paulo Cidade Linda da Prefeitura. Outra novidade nesses cinco dias foi o desfile do projeto Top 5, do Sebrae em parceria com o Instituto Nacional de Moda e Design (InMod). Podemos apreciar o trabalho de gente nova que ainda acredita em fazer a roda da economia de moda girar. Desfilaram as marcas PH Praia (RJ), Adriano Martin (SP), Green Co. (MG) e Jardin (MG).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na edição passada, vimos Paulo Borges deslanchar o projeto Estufa. Ele saiu do papel e na SPFW N43 foram realizados desfiles, workshops, encontros, lançamento de livros em uma plataforma de inovação de nomes e ações ligadas à sustentabilidade, tecnologia, design, responsabilidade social, consumo, novos materiais e identidade.

Nesse mélange em tempos de crise reinou a criatividade de gente que faz o diferencial.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pesquisas relacionadas