Fotos

Meia volta, volver: Tico Santa Cruz é retirado de avião pela Polícia Federal. Dê o play já e entenda tudo!

Foi em um voo da Gol no aeroporto de Congonhas; companhia se defendeu ao HT dizendo que "não faz distinção entre passageiros e pratica as mesmas normas para todos os clientes"

Publicado em 13/04/2016 | Por Lucas Rezende

Três agentes da Polícia Federal retiraram o cantor Tico Santa Cruz, líder do Detonautas, de um voo da companhia aérea Gol que faria o itinerário Congonhas (SP) – Maringá (PR) – voo G3 1130 – há cerca de quatro horas. A história, segundo Tico, aconteceu assim: ele, sem sucesso, tentou comprar um “assento conforto” (aquele com maior espaço e, por isso, mais caro que os tradicionais). Por isso, selecionou seu assento comum no voo, com a ideia de sentar no lugar que sobrasse. E assim seguiu Tico: foi o último a embarcar e sentou-se na cadeira de número 1, a vazia após todos se ocuparem; sendo impedido pelos comissários de bordo da Gol, já que se tratava de um assento conforto, com tarifas diferenciadas.

Tico Santa Cruz se envolve em confusão e é expulso de avião pela Polícia Federal (Foto: Reprodução)

Tico Santa Cruz se envolve em confusão e é expulso de avião pela Polícia Federal (Foto: Reprodução)

“Mostrei que o assento estava vago e que eu não estava prejudicando ninguém. Li para eles o artigo 39, inciso 10, que determina que não se pode sem justa causa elevar o preço de serviços prestados. A cobrança não é permitida, porque não há diferença no serviço desse tipo de aeronave. Ou seja: não existe nesse tipo de aeronave classes A, B, C, porque todos os assentos são iguais. Então, não pode ter preços diferentes”, explicou, enquanto ainda aguardava no Aeroporto de Congonhas por um novo voo para o Paraná. Segundo Tico, “começaram a gritar, xingar, reclamar, com razão, porque o voo já estava 40 minutos atrasado”. Foi quando o comandante solicitou a presença dos agentes – foram três – que o retiraram da aeronave.

*Ao HT, a Gol Linhas Aéreas Inteligentes disse:

“As sete primeiras fileiras das aeronaves da GOL são diferenciadas em relação aos demais assentos, pois oferecem espaço ainda maior entre as poltronas e reclinação do assento. Esses assentos estão identificados no mapa da aeronave com cores diferenciadas e podem ser adquiridos por um preço adicional nos canais de venda da companhia ou no momento do check-in.

Durante a manhã de hoje, um cliente da companhia, o cantor Tico Santa Cruz, trocou seu lugar de origem e ocupou um desses assentos, após a finalização do embarque. A tripulação do voo orientou o passageiro e pediu que retornasse ao seu lugar, já que não havia adquirido esse produto. A recusa do cliente gerou atraso na decolagem do voo e necessidade de acionamento da Polícia Federal. A companhia reforça que não faz distinção entre passageiros e pratica as mesmas normas para todos os clientes.

A GOL lamenta o desconforto, alheio a sua vontade, causado aos demais clientes”

*Tico estava a caminho de Maringá para fazer uma palestra a favor da presidente Dilma Rousseff (PT), às 17h, na Associação dos Funcionários da UEM (AFUEM).

Pesquisas relacionadas