Fotos

Duas fotos, 100 anos e um Rio de Janeiro: exposição com fotos de Augusto Malta e Marcello Cavalcanti contrasta o passado e presente da urbe

Fotos de Augusto Malta foram posicionadas ao lado de imagens feitas por Marcello Cavalcanti, que foi ao mesmo lugar, 100 anos depois, e clicou pelo mesmo ângulo para formar o comparativo

Publicado em 28/10/2015 | Por Lucas Rezende

HT, de olho em tudo que acontece no Rio de Janeiro, achou uma exposição do tipo imperdível, no Centro Cultural Light, bem no coração da urbe. Por lá, é possível ampliar seu olhar para pontos turísticos da cidade como a Praia de Ipanema, o Pão de Açúcar, a Cinelândia, os Arcos da Lapa, a Vista Chinesa, a Gávea e o Arpoador. Como? A partir da mezzo sobreposição de duas fotos, uma do século 20, e outra do atual, comparando as transformações que o tempo causou. Funciona assim: a primeira imagem, sob a ótica do fotógrafo brasileiro Augusto Malta, é posta ao lado da imagem feita por Marcello Cavalcanti, que foi ao mesmo lugar, 100 anos depois, e clicou pelo mesmo ângulo para formar o comparativo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Augusto Malta Revival – O olhar documental de Augusto Malta, pelas lentes de Marcello Cavalcanti”, em cartaz até 20 de novembro, só vem corroborar a importância de Malta para a história da cidade. Morto em 1957, ele registrou as mudanças estruturais do Rio por cerca de 30 anos e ajudou a preencher o acervo oficial com cerca de 80 mil fotos durante 40 anos. Tudo a pedido do prefeito Pereira Passos, que o contratou como fotógrafo oficial do Rio de Janeiro, então Distrito Federal. A exposição, que começou em janeiro em um perfil de Instagram, só ganhou um espaço físico há semanas.”Poder realizar essa exposição é uma ótima oportunidade para que o carioca conheça mais da obra original de  Malta, que, na minha opinião, deveria estar exposta de forma permanente, em algum dos museus da cidade”, disse Cavalcanti.

Este slideshow necessita de JavaScript.

É bom lembrar que esse comparativo de séculos, no qual meios de transporte, edificações, vestuário e costumes são contrastados; e abertura de grandes avenidas, a demolição do morro do Castelo, e a extinção de cortiços para abrigar bairros nobres foram devidamente registradas; acabaram sendo tão bem vistos que o projeto recebeu menção honrosa da Prefeitura/Comitê Rio450 anos. Com entrada franca, “Augusto Malta Revival – O olhar documental de Augusto Malta, pelas lentes de Marcello Cavalcanti” é a oportunidade perfeita para perceber o tempo voando bem na nossa frente, em plena cidade maravilhosa.

Pesquisas relacionadas