Viagem & Gastronomia

Um olhar poético sobre Gramado, na Serra Gaúcha, onde os termômetros estão abaixo de zero

Na cidade, que atrai turistas do Brasil de Norte a Sul, foram registrados dois graus negativos e o amanhecer proporciona imagens lindas e eternizadas pelas lentes de Tela Tomazeli

Publicado em 08/07/2019 | Por Heloisa Tolipan

Durante todo o ano, a cidade de Gramado, na Serra Gaúcha, atrai milhares de turistas. É a capital do cinema por conta de um dos festivais mais importantes do país, do chocolate e do Natal Luz. Prima também pelas feiras e convenções que conjugam negociações com turismo. Agora, em pleno Inverno, Gramado é pura poesia! Neste final de semana, recebi notícias de Tela Tomazeli, amiga que tem um dos blogs mais incríveis com registros de imagens e eventos na cidade (www.gramadomagazine.com.br) e ela comentou: “Gramado, amanhece coberto de geada. A primeira significativa do Inverno de 2019. Viemos de uma semana de muito frio aqui, em Gramado. Um frio que não aconteceu com esta intensidade nos últimos tempos. Neste domingo, dia 7, às 7h, -2°, olhei pela sacada e estava branco, com sol já nascido, contrastando com as cores do amanhecer. A geada é linda! Nas imagens, a Zona Rural de Gramado, Linha Bonita e Linha Nova (onde nasceu Gramado). Roteiro Italiano com vários pontos de visita mantidos pelos descendentes dos colonos. Boa parte do interior de Gramado é asfaltado ou as estradas estão em boas condições de fluxo. Também é possível ir ao passeio com o ônibus de época, é bem divertido. Gramado, 7 de julho de 2019, 11h13, domingo. Tela”.

Pois bem, leitores, deixo vocês com os registros que Tela nos brindou com seu olhar apurado.

Sobre o Roteiro Italiano que Tela comentou ele é batizado de Tour Raízes Coloniais de Gramado, é uma viagem pela história. Em menos de 15 minutos do Centro, estão as casas típicas dos descendentes de italianos e alemães. A variedade da flora emoldura a paisagem de quem ali chegou há centenas de anos. Contadas, obviamente, pelos herdeiros da geração de colonos. São memórias afetivas preservadas. Os visitantes são levados ao local onde teve início o povoamento de Gramado – o roteiro divide duas linhas, a Nova e a Bonita. No trajeto, são visitadas a Casa Centenária, a Fábrica de Erva Mate Marcon, o Moinho Cavichion, o Museu Rural Fiorezze e, no final…degustação de produtos artesanais e frutas da estação. Em meio a moinhos, rodas d’água, a história vai sendo contada – criando uma imaginária e perfeita ponte entre a Gramado antiga, e a contemporânea. Paz total.

Pesquisas relacionadas