Viagem & Gastronomia

Doce para que te quero! Chocolates gourmet ganham o mercado e a cena em feira deliciosa no coração do Leblon

Às vias da Páscoa, HT deu um giro insider por uma feira que é a cara data. Por lá, conhecemos três empreendedoras que têm mãos de fada e sabem que o mercado está em transição, fortalecendo o que é gourmet

Publicado em 23/03/2016 | Por Mafê Souza

Comidas populares preparadas artesanalmente, com ingredientes especiais, vendidas em embalagens charmosas e em pontos de venda selecionados: é essa a receita de um produto gourmet, que cada vez mais ganha espaço no mercado brasileiro. Na tarde da última terça-feira, o palco para essas delícias foi a Feira de Chocolates do cativante Palm Beach, no Leblon, Zona Sul do Rio, que abriga lojas renomadas, como Valen, Adriana Barra, Ateliê Danila Martins e companhia.

Responsável por um dos stands do evento, Carolina Godinho, de 20 anos, endossa essa mudança de comportamento – tando de quem produz, quanto de quem consome.  “As pessoas não compram mais os ovos de páscoa em lojas de departamento. O produto artesanal se popularizou e ganha cada vez mais espaço”. O envolvimento dela – à frente da Carolina Bakery -, com os doces começou com alguns desafios: nenhum dos brownies ficava saboroso e fofinho. Depois de várias tentativas e erros, uma receita funcionou e a mãe da cozinheira vendeu todos no escritório. Foi um sucesso. A partir daí, Carolina decidiu continuar fazendo bolos, ovos, cupcakes no Instagram, que já conta com 2300 curtidas e cursar gastronomia. O resultado dessa equação? Uma hora antes do fim da feira, seus produtos já tinham se esgotado.

Cantinho da Carolina Bakery (Foto: Mafê Souza)

Cantinho da Carolina Bakery (Foto: Mafê Souza)

Em outro cantinho do Palm Beach, os ovos de páscoa e brigadeiros gourmet da Chococlub chamavam atenção pelas embalagens decoradas e artesanais. Duas irmãs, Vera e Cristiane Cataldo, começaram a empreitada juntas, com receitas antigas de família, e hoje produzem  200 brigadeiros diariamente, além de cakepops, pães de mel, bolos de cenoura com chocolate e mais, para casamentos, festas e feiras. “Queremos vender a qualidade de um bom chocolate, de um bom doce, e uma embalagem bonita, para você dar uma caixa de presente. Produzimos cada embalagem nós mesmas”, ressaltou Vera.

Stand da Chococlub (Foto: Mafê Souza)

Stand da Chococlub (Foto: Mafê Souza)

Ah, e o mercado dos doces artesanais não se abalou nem com a ascensão das dietas. Quem garante é Karynna Soares, de apenas 22 anos. E ela entende do assunto. Para a patissier especializada em chocolates, que já trabalhou na renomada Dominique Ansel Bakery, em Nova York (EUA), o carioca está valorizando cada vez mais o produto gourmet. E não é que é verdade? A dona da KPatisseire, vendeu, no evento realizado nesta terça-feira (22), mais de 50 ovos recheados. Entre as opções, destaque para o de Oreo com palha italiana invertida e bicho de pé.

Ovo de Oreo com Palha Italiana invertida (Foto: Filico)

Ovo de Oreo com Palha Italiana invertida (Foto: Filico)

Em tempo: a ocasião também serviu para o lançamento das coleções de invernos das lojas do charmoso edifício, e da nova joalheria Julia Monteiro de Carvalho.

Pesquisas relacionadas