Cinema & TV

“Sou um cara muito imaginativo, mas nunca passou pela cabeça que poderia fazer novela”, conta Eduardo Sterblitch

Em sua estreia na teledramaturgia, o ator que interpreta o farmacêutico Zeca, em 'Éramos Seis', conversou com o site Heloisa Tolipan e contou detalhes sobre esse début

Publicado em 10/11/2019 | Por Heloisa Tolipan

Edu Sterblitch é o romântico Zeca, em ‘Éramos Seis’ (Foto: Reprodução Instagram)

*Por Rafael Moura

Eduardo Sterblitch é daquelas pessoas em que a comédia está na veia. Quem não se lembra do Surfista Prateado, do Pânico na TV?. E Edu mergulha num universo totalmente diferente em sua estreia na teledramaturgia vivendo Zeca, em ‘Éramos Seis’, trama das 18h da Globo. Em entrevista ao site Heloisa Tolipan ele fala sobre esse mergulho nas décadas de 20 e 30 para viver o personagem Zeca. “Sou um cara muito imaginativo, mas nunca passou pela minha cabeça que eu poderia fazer novela. Eu amo compor personagens e tem um detalhe tento fazer tudo dramático e, muitas vezes isso, beira a comédia”.

Edu relembra que foi até a casa do grande ator Osmar Prado (que viveu o Zeca, em 1994, na versão do SBT) muitas vezes e ele o ajudou muito. “É um grande mestre. Eu fui para Itapetininga ouvir as pessoas também e tentar homenagear a cidade da melhor forma possível. Eu decoro o texto sem pensar no sotaque e ele surge na hora. Não sou um cara do interior, mas sou tão simples como uma pessoa de lá e é isso que me liga ao Zeca. Eu me enxergo muito nessas vida interiorana”, explica.

Olga, Maria Eduarda Carvalho, e Zeca, Edu Sterblitch, vivem um casal apaixonado em ‘Éramos Seis’

O namorado de Olga, personagem de Maria Eduarda Carvalho, é um jovem farmacêutico, que vive na cidade de Itapetinga. É doce e divertido, mas também um tanto bronco. É apaixonado pela amada a ponto de fazer todas as suas vontades até mesmo conquistar sua Tia Emília, Susana Vieira, para ter, quem sabe um dia, a oportunidade de ser rico como ela. Tudo parte do plano de sua musa inspiradora. “Eu sou muito apaixonado, injeto esse sentimento em tudo o que faço na minha vida e deve ser por isso que dá tão certo ou não”, brinca. E completa: “Chego a colocar a pessoa da minha vida em primeiro plano e com o Zeca é assim”.

Eduardo Sterblitch (Foto: Anderson Borde/ AGNews)

O ator fala sobre o prazer dos novos ares globais – “Eu nunca pensei que poderia chegar até aqui” – e conta que leu o livro e ficou emocionado com a trama, “de uma riqueza e uma beleza única. O texto é primoroso, uma delícia”. Sobre o contexto histórico do país na trama ele conta que o romantismo era mais presente, assim como o machismo e a hipocrisia da sociedade. “Eu sou muito romântico, eu nunca achei que eu ia casar, e isso aconteceu naturalmente. A minha geração é mais livre do que a dos meus pais”, afirma.

Eduardo Sterblitch e Tatá Werneck vivem Enzo e Rita na série ‘Shipados’ que em 2020 estreia na TV aberta

E veremos ainda o ator na TV aberta em ‘Shippados’ , de Alexandre Machado e Fernanda Young (1970 – 2019), que é um grande sucesso na Globoplay e em 2020 estreia na TV aberta. Na série Enzo e Rita (Tatá Werneck) se conhecem em um bar após seus respectivos encontros serem catastróficos. Aos poucos, eles percebem que têm muito em comum e resolvem dar uma chance a um relacionamento moderno, onde tudo é mediado por redes sociais e aplicativos. “Qualquer semelhança com a realidade, não é mera coincidência. Ah, quero contar também, que o ‘Chacrinha: o velho guerreiro’, estreia, também, ano que vem na TV aberta em formato de série. Talvez vocês cansem de mim, e eu nunca mais trabalhe ou de tudo certo”, brinca.

Pesquisas relacionadas