Cinema & TV

O galã Renato Góes protagoniza novela com temática sobre refugiados: “É algo que precisamos falar!”

O ator, em conversa com o site HT, declarou que para se sentir realizado precisa que o país caminhe para frente: “No dia em que as pessoas tiverem vez e a voz que merecem, a liberdade dos corpos, das mentes, do ir e vir. Nesse dia eu vou estar realizado!”

Publicado em 13/12/2018 | Por Leticia Sabbatini

 

O ator foi ao evento para prestigiar seus colegas (FOTO: Renato Wrobel)

Quem vê hoje o sucesso do ator Renato Góes, não imagina como foi o inicio dessa trajetória. Aos 19 anos resolveu sair de casa, em Recife, para tentar a carreira dos sonhos: atuação. Nesse caminho, ele admitiu que passou por enormes dificuldades e enxerga com humildade sua história como um exemplo de superação. “A minha família perguntava se estava tudo certo, se eu estava precisando de alguma coisa e eu dizia que estava tudo bem, mas não tinha nada. As oportunidades reais só apareceram 10 anos depois. É muito pouco perante tantas pessoas que se superam muito mais, mas é importante saber que hoje eu tenho a minha voz e posso influenciar as pessoas”, contou.

Renato Góes e Thaila Ayala (Foto: Reprodução)

Com 32 anos, ele considera que para estar realizado pessoal e profissionalmente ainda precisa percorrer uma longa estrada. Em um relacionamento com a atriz Thaila Ayala desde 2017, Renato inclui formar uma família como uma das metas para a sua realização pessoal. “No dia que eu tiver a minha família, com meu filho estudando. No dia em que o Brasil estiver caminhando devagar, mas sem roubalheira. No dia em que as pessoas tiverem vez e a voz que merecem, a liberdade dos corpos, das mentes, do ir e vir. Nesse dia eu vou estar realizado”, explicou o artista. Quando questionado sobre a formação dessa família que ele tanto almeja, o ator abriu o coração sem esconder o romance com Thaila: “Vejo ela como a minha mulher, mãe dos meus filhos. Nós temos planos muito bonitos juntos. Espero que seja ao lado dela”. Na parte profissional, ele afirmou que o que falta para a realização é uma maior diversidade em seus papeis: “Como ator eu almejo muita coisa ainda, não em conquista financeira, mas em relação aos tipos de personagens e coisas que ainda quero viver na minha vida”.

Seu próximo papel como protagonista da novela das 6 promete ajudar nessa variedade de papeis desejada por Renato. Ele, que em 2018 interpretou o cantor Marcelo D2 no filme “Legalize Já”, viverá na telinha um amor por uma refugiada. “Na novela, eu sou o braço direito de um sheik, que me manda para o Brasil atrás de uma noiva que fugiu das mãos dele”, explicou o ator, que fará par romântico com a atriz Julia Dalavia. Para ele, além do amor típico de Romeu e Julieta que as novelas geralmente passam, é importante falar sobre questões sociais, como a dos refugiados de “Órfãos da Terra”. “A base da história é algo que dá vontade de falar, que precisamos falar. É muito importante as pessoas saberem o quanto é necessário que elas abram os braços para receber esses refugiados, que vem de uma situação que só lendo um livro ou ouvindo da boca deles para ter uma vaga noção do que é”, desabafou. Além da novela, os fãs podem aguardar para prestigiar o ator em pelo menos três filmes que serão lançados também em 2019. Ansiosos?

Pesquisas relacionadas