Cinema & TV

Nova temporada de “Os Dez Mandamentos” estreia com recorde na audiência e o diretor Alexandre Avancini diz: “A mensagem está sendo dada em alto nível”

Diretor diz que tem liberdade para trabalhar o tema dentro da Record mas afirma que "tenta ser o mais fiel possível à Bíblia"

Publicado em 08/04/2016 | Por Julia Pimentel

Mais uma temporada de “Os Dez Mandamentos” e mais um sucesso à vista! A nova fase da novela dirigida por Alexandre Avancini estreou nesta segunda (4) e já superou a audiência da primeira temporada em 56%. Em conversa com o HT, Avancini considera “um prazer” dirigir essa trama. “É ótimo levar uma mensagem de fé e esperança para as pessoas. É uma novidade para a teledramaturgia contar a história bíblica dessa forma”. O sucesso da novela, que virou filme com os capítulos da primeira fase, representou e representa com a nova temporada uma preocupação para a Rede Globo, ex-casa de Alexandre Avancini e líder em audiência nesse horário. Em 2015, a emissora atrasou e estendeu o horário do Jornal Nacional para tentar manter os telespectadores no canal. Para o diretor de Os Dez Mandamentos, “isso significa uma quebra da hegemonia com qualidade”. “A gente mostra que a mensagem está sendo dada em alto nível. As pessoas não querem mais ver tanta violência e sexo nas novelas. Eu acho que as tramas bíblicas da Record representam uma luz no fim do túnel para o país, ainda mais nesse momento que estamos vivendo hoje em dia”. – disse Alexandre que já afirmou não deixar a filha assistir às novelas da Globo.

Alexandre Avancini, diretor de "Os Dez Mandamentos" não deixa a filha assistir às novelas da Globo (Foto: Reprodução)

Alexandre Avancini, diretor de “Os Dez Mandamentos” não deixa a filha assistir às novelas da Globo (Foto: Reprodução)

Para ele, que é católico, “ser fiel ao que a Bíblia diz” é uma das maiores preocupações. E um dos motivos para o sucesso da trama pode estar atrelado à atuação do elenco nas cenas. “Esse tipo de dramaturgia exige muito do trabalho do ator. É preciso fazer um mergulho em toda aquela realidade. Muitas vezes, depois de uma cena, tem câmera-man, ator e diretor chorando. É muita emoção. As gravações funcionam como um termômetro de qualidade”. Além de comover o público com o tema religioso, a trama possui diversos efeitos especiais para trazer mais realidade às cenas. Na primeira fase, a novela foi líder em audiência com o capítulo da abertura do Mar Vermelho. Segundo Avancini, esses recursos foram feitos por uma produtora dos Estados Unidos para garantir o impacto que teve. E funcionou. Para a temporada que estreou essa semana, o público pode se preparar para mais surpresas. “Nessa nova fase nós teremos várias batalhas e a Rebelião de Corá, que será como a abertura do Mar Vermelho da outra temporada. Aqui no Brasil, nós trabalhamos com a produtora Casablanca para garantir esses efeitos”.

O capítulo da abertura do Mar Vermelho, na primeira temporada, foi líder em audiência (Foto: Reprodução)

O capítulo da abertura do Mar Vermelho, na primeira temporada, foi líder em audiência (Foto: Reprodução)

Para dar conta de tantos recursos e um elenco protagonista de diversas novelas famosas, Avancini disse que teve todo apoio financeiro da Record. “A recompensa desse grande investimento é vista no dia-a-dia. Cada centavo gasto é visto na tela”. Segundo ele, a emissora apoiou e bancou as viagens e equipamentos necessários para garantir a qualidade da novela. Alexandre disse ainda que a Record não interfere na abordagem e no trabalho dele nas tramas bíblicas. “Eu tenho total liberdade para trabalhar com o tema”. E lidar com um assunto tão importante e que mexe com a fé do público, “ajuda muito na popularização da novela”. – garantiu o diretor. E esse sucesso já transcendeu as fronteiras tupiniquins. “Os Dez Mandamentos” estreou na Argentina e no Chile com audiência recorde, e para o diretor, isso é “prova de reconhecimento”. Agora só nos resta acompanhar, leitores?

Pesquisas relacionadas