Cinema & TV

Nos bastidores do Minas Trend, Mariana Ximenes dá a deixa para o marmanjo que quiser seduzi-la: “Sou uma mulher à antiga!”

No desfile da Madrepérola, ela fala sobre o que se deve usar em tempos atuais, quando a elegância na veia parece sucumbir sob quilos de comportamento antissocial na vida real e nas redes digitais

Publicado em 08/04/2015 | Por Alexandre Schnabl

Desfile de moda bom é aquele que, além de estilo bacana na passarela, ainda traz celebridade bonita, chique e fofa na primeira fila. É o caso do fashion show da Madrepérola, nesta noite de terça-feira (7/4) no Minas Trend, em BH, que além de apresentar boa moda, trouxe a lindinha da Mariana Ximenes na front row, criatura que é que nem vinho tinto: o tempo passa e cada vez fica melhor. A estrela é o cabernet sauvignon da nata global. HT bateu um papo rápido no backstage com a bonequinha de luxo brazuca, não por acaso vestida com um tubinho preto da grife, renovando o melhor daquilo que a dupla Givenchy-Andrey Hepburn fez pelo estilo mundial. Confira!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para ela, a moda tem seus segredos e ela, como boa fashionista, é clássico-contemporânea sem excessos, daquela que faz a alegria dos stylists e sabe fazer bom uso daquilo que as tendências oferecem para seu corpitcho de pequena sereia: “Atualmente não pode faltar no meu guarda-roupa um macacão preto, tipo esse que desfilou hoje na passarela da grife. Um curingão que alonga a silhueta e reedita o pretinho básico sem medo de ser feliz”, fala com segurança a atriz.

“Okay, Mari, você está certíssima em gênero, número e grau. Mas, e aquela cilada? O tipo de peça que a mulher olha, é irresistível, ela compra e, na hora agá, é roubada, não dá mesmo para tirar do armário? Algo na linha ‘nem pensar, meu amor!” Ela é categórica: “Hum, quer mesmo saber a real? Calça sarouel! Não adianta. Eu sou alongada, sequinha, mas pequena. Se usar, fica desproporcional para o meu biotipo, com tronco enooooooorme. Não rola”, conta a moça, depois de puxar pela cabeça, já que é quase impossível que algo não caia bem na sua belezura.

E, por falar em classicismo, a atriz dá uma aula de chiquitude no estilo “Downton Abbey” quando perguntada sobre qual a melhor maneira de um homem seduzir uma estrela. Afinal, como a igualmente loura Marilyn Monroe já dizia, os diamantes são os melhores amigos de uma mulher. Vide “Os homens preferem as louras” (Gentlemen prefer blondies, de Howards Hawks, Twentieth Century Fox, 1953). Mas Mariana, que já viveu esse mito de Hollywood em um ensaio de moda para um jornal carioca há alguns anos atrás, acredita que seja possível também turbinar a alma e, na sua opinião, o melhor companheiro de uma garota “é o cavalheirismo. Nada melhor para um homem que quer se fazer presente do que apostar nessa verve. Sou meio à antiga nessas horas, curto muito esse tipo de comportamento, que não sai nunca de moda e veste que é uma beleza”, ela ri, com cara fofa. É, Mari, faz todo sentido e a Condessa Viúva de Grantham (Maggie Smith) seria a primeira a concordar com você…

Pesquisas relacionadas