Cinema & TV

Luis Lobianco estreia no ‘Vai Que Cola’ e fala sobre o sucesso ‘O Grande Gonzalez’ e projetos mil no ‘Porta dos Fundos’

Após sucesso estrondoso de 'O Grande Gonzalez', primeira série do Porta dos Fundos para a TV, ator emenda participação especial no humorístico do Multishow

Publicado em 19/11/2015 | Por Bia Medeiros

Lobianco como o Reginel, no 'Vai Que Cola' (Foto: Juliana Coutinho)

Lobianco como o Reginel, no ‘Vai Que Cola’ (Foto: Juliana Coutinho)

Na noite desta quarta-feira, um rapaz moreno, vestindo bermuda, casaco, camiseta e boné azuis chegou na pensão da Dona Jô, no “Vai que Cola”, do Multishow, e de lá só sai na semana que vem. O homem em questão é o carteiro Reginel, vivido por Luis Lobianco, que, após muitos convites da produção do humorístico, conseguiu um espaço na agenda para uma partição muito especial em 10 episódios da série. “Estamos tentando essa participação desde o ano passado, mas por uma questão de agenda não conseguíamos. Rolou agora e estou muito feliz, foi um convite super carinhoso e de confiança, já que o ‘Vai Que Cola’ é um programa que arrebata quarteirões. O tempo todo eles (da produção) foram muito gentis e não desistiram de me esperar”, conta Lobianco, que também participou da criação do personagem.

“O Reginel é um pedido atendido do Multishow. Queria que o personagem fosse uma figura típica de um bairro tradicional como o Méier e eles vieram com a proposta do carteiro, que é uma figura que tem acesso à casa das pessoas. Em alguns lugares, as famílias recebem cartas do mesmo carteiro há 20 anos”, conta. E Reginel se sente tão em casa na pensão que serve de cenário para a série que já chega lá abrindo a geladeira, sabe quem recebe qual tipo de correspondência e revela muito dos outros personagens.

A participação de Lobianco no humorístico começa poucos dias após o último episódio de “O Grande Gonzalez”, primeira série do Porta dos Fundos para a TV, da qual ele foi protagonista, no canal FOX. Em 10 episódios, ele viveu o mágico que é misteriosamente assassinado durante um número em plena festinha de aniversário infantil – as não pense que a série é um drama! Se trata do melhor tipo de comédia, com selo de qualidade Porta dos Fundos e 100% de críticas positivas do público e imprensa especializada. O resultado? A FOX ficou nos primeiros lugares de audiência durante os 10 dias de exibição, disputando, inclusive, com os canais de TV aberta.

Em cena com Fábio Porchat na série 'O Grande Gonzalez" (Foto: Reprodução/ Instagram)

Em cena com Fábio Porchat na série ‘O Grande Gonzalez” (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Eu nunca vi isso, essa unanimidade de crítica para todos os lados. ‘O Grande Gonzalez’ é uma série muito incrível, engraçada e inteligente, não subestima o público. A linguagem é muito nova, com a cara do Porta dos Fundos. Foi um dos momentos mais incríveis da minha carreira. Ser protagonista de uma série com tanta gente extraordinária, com uma super equipe de profissionais extraordinários… Eu sabia que era um produto muito bom, mas tem uma hora que a gente precisa entregar o filho, deixá-lo ir pro mundo e esperar que gostem dele. Depois desta reposta, acredito ainda mais nele. Ainda estamos nas nuvens”, celebra Lobianco, que torce pela continuação da história do mágico em uma segunda temporada da série.

Lobianco em ação no Buraco da Lacraia (Foto: Reprodução/ Instagram)

Lobianco em ação no Buraco da Lacraia (Foto: Reprodução/ Instagram)

Enquanto o Gonzalez não volta, Lobianco se dedica suas noites de sexta-feira às apresentações do espetáculo “Buraco da Lacraia Cabaré On Ice”, criado, produzido e encenado pelo movimento teatral Buraco da Lacraia na casa de shows homônima, que fica no coração da Lapa, no Rio de Janeiro. O sucesso é tanto que atualmente a casa ocupa o primeiro lugar na lista de boates destinadas ao público GLS no Trip Advisor, que contrói os rankings baseados nas avaliações de frequentadores. No mesmo site, o Buraco aparece na 13ª posição no quesito Vida Noturna, atrás apenas de casas tradicionais da Lapa, como o Rio Scenarium e o Lapa 40º. Pedidos para levar o show para outras cidades não faltam e, sempre que possível, eles são atendidos, desde que não seja em uma sexta-feira.

“A sexta-feira é sagrada, tem que ser no Buraco. Até porque entendemos que o que acontece lá é especial. É uma missão do lugar e do espetáculo acontecendo lá. Mais do que uma boate, para nós o Buraco da Lacraia é um bunker criativo. Ocupamos esse lugar com uma proposta, desenvolvemos uma linguagem e a ideia é criarmos muita coisa ali dentro”, conta Lobianco, que também assina o “Buraco da Lacraia Cabaré On Ice” e o “Buraco da Lacraia Dance Show”, que saiu de cartaz há um ano e meio.

E o Porta dos Fundos? Vai muitíssimo bem, obrigada, e recentemente recebeu o primeiro Play de Diamente do Brasil, prêmio concedido pelo Youtube aos canais com mais de 10 milhões de inscritos, e bateu o número de 2 bilhões de visualizações. Mas os projetos do Porta vão muito além da internet e, atualmente, englobam também o filme “Contrato vitalício”, que começa a ser rodado em janeiro, e o espetáculo de improvisação Portátil, do qual Lobianco faz parte, que está em turnê pelo Brasil e em dezembro aterrissa em Portugal.

Com parte da equipe do Porta dos Fundos no lançamento de "O Grande Gonzalez" (Foto: Reprodução/ Instagram)

Com parte da equipe do Porta dos Fundos no lançamento de “O Grande Gonzalez” (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Temos vários projetos dentro do Porta dos Fundos e o legal é que trabalhamos com várias plataformas, TV, internet, cinema, livros, peças… A ideia é gerar conteúdo, não importa onde. Tenho muita vontade de encabeçar um projeto lá dentro. Pode ser um livro, uma série, uma peça, mas tenho uma meta possível que é, a médio prazo, fazer um filme que eu tenha idealizado. Estamos na fase inicial do filme do Buraco da Lacraia, que vai ser ser produzido pelo Porta dos Fundos. Ainda estamos escrevendo o roteiro, é bem embrionário, mas é um projeto que está me deixando bem animado”, conta. E nos animou também!

 

Pesquisas relacionadas