Cinema & TV

Eles também estavam ansiosos. Elenco de “Verdades Secretas” se reuniu em casa noturna para assistir junto ao desfecho da trama

Animados, os atores analisaram seus personagens. A protagonista Camila Queiroz garantiu ter aprendido muito ao longo das gravações: “Foi um desafio e uma experiência incrível”

Publicado em 26/09/2015 | Por Karina Kuperman

O último capítulo de “Verdades Secretas” movimentou a internet na noite dessa sexta-feira, 25. A novela foi recheada de polêmicas e abordou temas densos, como sexo, drogas e prostituição. Antes mesmo de o final ir ao ar, já era considerada um sucesso. Walcyr Carrasco se reuniu com parte do elenco em uma casa noturna na Gávea para prestigiar a exibição do desfecho da trama.

Gabriel Leone, Walcyr Carrasco e Camila Queiroz na festa de encerramento de "Verdades Secretas"

Gabriel Leone, Walcyr Carrasco e Camila Queiroz na festa de encerramento de “Verdades Secretas”

Visivelmente ansioso, o autor entrou rápido no estabelecimento. A estreante Camila Queiroz, que brilhou na pele da protagonista Angel, declarou que aprendeu muito ao longo da novela. “Foi tudo tão maravilhoso. É minha primeira novela e foi um sucesso, graças a Deus”, sorriu ela, que está escalada para a próxima trama das 18h, do mesmo autor. “Estou na outra novela do Walcyr e acho que todo trabalho vale e é um desafio. ‘Verdades Secretas’ foi uma experiência muito boa. Qualquer novo projeto é um grande aprendizado”.

angel_3

A cena final de Angel e Alex foi muito comentada nas redes sociais (Foto: Divulgação)

A atriz, que vive no mundo da moda desde os 14 anos – a gente, ontem, mostrou o seu primeiro ensaio fotográfico para a Cavalera -, afirmou que nunca recebeu cantadas indevidas, mas assumiu que o book rosa existe. “Nunca sofri assédio nem nada parecido. No mundo da moda isso existe, como em todos os trabalhos e meios”. Tímida, Camila revelou que o preparo de três meses antes de a trama ir ao ar a ajudou muito na hora de gravar cenas sensuais. “É tudo muito profissional e o cuidado é enorme”. A novela contou com uma baixa antes mesmo de estrear. Deborah Secco estava escalada para viver Carolina, mas engravidou e Drica Moraes assumiu o papel. Camila, que já havia gravado cenas com Deborah, ressaltou que ter Drica como mãe foi incrível: “Ela me ensinou muito. É uma atriz generosa que me recebeu de braços abertos e com todo amor”.

Agatha Moreira, Guilhermina Guinle, Rodrigo Lombardi e Camila Queiroz se despedem dos personagens

Agatha Moreira, Guilhermina Guinle, Rodrigo Lombardi e Camila Queiroz se despedem dos personagens

Rainer Cadete chegou de mãos dadas com a namorada e em nada lembrava o booker Visky. De cabelos curtos e barba, o ator contou que a primeira providência foi tirar o megahair. O afetado personagem, segundo Rainer, foi especial. “Foi um mergulho radical no universo dele. Fiz aula de dança, voz, tive preparadores. É muita gente envolvida em um personagem que o público enxerga através de mim”, disse, emendando que foi difícil “se livrar” de Visky. “Interpretá-lo foi completamente transformador e um grande desafio. Eu não me via, parecia que estava ‘viskando’”, brincou. Assim como Camila, Rainer destacou que a preparação com Eduardo Milewicz e Sergio Penna foi fundamental. “Geralmente não existe esse tempo, mas o Mauro (Mendonça Filho, diretor) teve esse cuidado e foi um ganho enorme. O elenco ficou muito conciso”. Rainer acompanha as redes sociais de perto e declarou que a troca com o espectador é motivacional. “Gosto muito de saber o que dizem. Fico na expectativa. Nós fazemos para o público”.

rainer-camila

Na pele do booker Visky, Rainer desfilou de salto alto ao lado de Angel (Foto: Divulgação)

Felipe Hintze também estava radiante com o resultado. “Foi um sonho e uma honra”, disse. Seu personagem, Eziel, levantou a questão do bullying, que o ator acha fundamental discutir. “Eu nunca sofri, mas sei que existe e é muito importante que seja abordado nas novelas. É um tema que tem que ser falado cada vez mais. É gratificante fazer parte disso”, afirmou ele, que também é um entusiasta das redes sociais e já tem novos projetos. “Estou no elenco de um longa de humor”. Marieta Severo chegou apressada para assistir o desfecho da trama. Perguntada se as cenas picantes com Reynaldo Gianecchini a intimidavam, a atriz afirmou que não. “É profissional, tem cenas de sexo, como tem de briga, de beijo e qualquer outra”, disse ela, que dividiu Anthony com Maurice Argent. Fernando Eiras, intérprete do estilista francês, também assistiu ao capítulo na casa noturna. O ator, que havia recentemente finalizado “Sete Vidas” quando recebeu o convite, declarou não ter tido tempo para preparação. O sotaque, ele garantiu, veio naturalmente. “Não houve um processo para viver o Maurice. A memória afetiva funciona muito nessa hora”, disse ele, que analisou também sua relação com Anthony: “A questão não era sobre sexualidade, mas a história de um jovem ambicioso com um velho sonhador e um jogo de poder. E eles se interessam um pelo outro, porque ambos são úteis. O Maurice não quer casar, ele gosta do cara como inspiração, quer usá-lo. É um jogo de interesses terrível”.

cena-20.1

Marieta Severo em cena com Reynaldo Gianecchini (Foto: Divulgação)

Laryssa Dias, que viveu a mulher do pai de Angel, disse que concretizou o estereótipo de “madrasta má” e afirmou que, caso vivesse uma situação parecida, tentaria manter uma relação de amizade. “Eu me aproximaria, tentaria ser amiga, é a melhor opção, afinal, é uma família. É engraçado ver a repercussão da personagem. Fui xingada, apontada, as pessoas brigam. Aconteceu bastante nessa novela”, contou. Sem o bigodinho de Sam, Felipe de Carolis acredita que seu personagem foi essencial para o debate de temas importantes para a sociedade. “Fazer um traficante e falar disso na televisão foi muito legal. Abordamos o sistema de saúde, as questões sobre o governo, o projeto “De braços abertos”, a importância dos evangélicos, os menores de idade que consomem droga”, disse o ator, que volta ao teatro ao lado de Marieta Severo e Flávio Tolezani (intérprete de Roy), na peça “Incêndios”. “Contracenar com eles, com quem eu já tinha intimidade, foi muito legal. Nós nos encontramos no olho”, contou. Para Felipe, Sam não pode ser definido como um vilão: “Ele foi sobrevivendo da maneira que dava. Ele não percebeu como prejudicava as pessoas. Quando ele se tocou da gravidade do que fez, o dinheiro passou a valer menos e a vida mais”, analisou. Defender personagens indefensáveis, de acordo com ele, é fruto de uma entrega profunda. “Tenho tendência a protegê-lo. Ficava tentando achar razões para as atitudes, não que sejam ações legais”.

larissa-divanilda

Felipe de Carolis em cena pesada, quando a mãe de Larissa (Grazi Massafera) tenta resgatar a filha na cracolândia (Foto: Divulgação)

Opiniões à parte, em algo todos concordam: a amizade do grupo de atores. Tanto os jovens como os veteranos destacaram que a união do elenco foi fundamental para a “mágica” acontecer. Não sabemos qual foi o ingrediente certo, mas a certeza de que funcionou é visível. “Verdades Secretas” bateu recordes de audiência e manteve o público em frente à televisão, mesmo abordando tão claramente temas densos. Nós do site HT aplaudimos de pé.

Pesquisas relacionadas