Cinema & TV

Durante ensaio geral do “Criança Esperança”, Otaviano Costa fala sobre carreira, “Vídeo Show” e a estreia da enteada, Giulia Costa, na TV

O apresentador se define como showman e conta que o lado comunicador pulsa mais forte do que a paixão pela dramaturgia, mas não descarta participações especiais em novelas

Publicado em 15/08/2015 | Por Karina Kuperman

Otaviano Costa é um showman e comprovou isso mais uma vez ontem, no ensaio geral do “Criança Esperança”, que vai ao ar hoje, dia 15. Durante o espetáculo, o ator cantará ao lado de Letícia Colin, Thiago Fragoso, Thiago Martins e Dudu Azevedo. Os cinco formaram uma banda especialmente para o “Criança Esperança” e Otaviano, responsável pelo piano, soltará a voz em músicas como “Imagine”, de John Lennon, e “Ciranda da Bailarina”, de Adriana Calcanhoto. Para HT, o ator contou que a paixão pela música veio de família. “Eu canto e toco, mas não me julgo pianista. O meu avô era pianista, eu apenas toco piano. Música é minha paixão, eu sou músico e meu número no “Criança Esperança” vai mostrar esse lado”. O ator se disse honrado em fazer parte do projeto e, como todos os envolvidos, garante que Renato Aragão continuará sendo o símbolo do programa. “O Criança Esperança é um show lindo, é uma honra fazer parte disso, cantar com Gilberto Gil, Arlindo Cruz e tanta gente incrível. O Renato sempre estará presente e junto de todas as ações”.

O show ao vivo não assusta Otaviano, que já tem experiência no Vídeo Show e, antes disso, já foi locutor de rádio e cobriu diversos carnavais na Bahia. “Não é o primeiro programa ao vivo que apresento. Eu acho que fiquei uns três ou quatro anos ao vivo direto. Nesse tipo de programa, o erro é bem-vindo e serve como brincadeira. No Video Show, a gente fala tanto do Falha Nossa, que as nossas falhas também têm que ser levadas na esportiva”, disse. Se declarando apaixonado pelo “ao vivo”, Otaviano comentou ainda que a química com Mônica Iozzi é enorme e falou sobre os boatos de que a apresentadora deixaria o programa: “O público já entendeu o DNA diferente do Video Show. Se a Mônica sair, isso transformaria o programa novamente”.

Otaviano, que é formado em artes cênicas, se considera um comunicador e acredita que a profissão ocupa um posto maior na sua vida do que a atuação. “É mais fácil dizer um ‘não’ a um convite para atuar em novelas para permanecer na carreira de comunicador. Eu nasci comunicador e me formei ator”, explicou, sem descartar participações especiais na dramaturgia. Para o futuro, sonha com um programa só dele: “Quero algo em que eu posa exercitar meu lado showman. Cantar, dançar, fazer palhaçadas, interagir com o auditório”.

Otaviano é casado com Flávia Alessandra, pai de Olívia e padrasto de Giulia Costa, que está prestes a estrear na nova temporada de Malhação. O “segundo papai” é puro orgulho da enteada e conta que o maior conselho que dá a ela é se divertir: “Eu estou absolutamente feliz com o momento da Giulia. Essa conquista profissional e pessoal foi iniciativa ela. A Giulia tem prazer em fazer isso. Ela estuda teatro desde muito novinha e dança também. Apesar de ter só 15 anos, a Giulia é muito responsável e aprende com o nosso exemplo profissional. Desde pequena ela convive nesse meio, tem entendimento e está mais do que preparada para as dificuldades e cobranças que virão. Ela sempre teve o exemplo em casa e sabe que essa é uma profissão como outra qualquer”, disse.

Pesquisas relacionadas