Cinema & TV

Depois de Sundance, o Oscar! “Que Horas Ela Volta?”, longa com Regina Casé, é forte candidato a receber indicação de melhor filme estrangeiro

A aposta foi dada pelo site Indiewire, um dos mais respeitados de Hollywood quando o assunto é reportar e opinar sobre a sétima arte. Mas também pudera: o longa já foi vendido para mais de 20 países como França, Itália e Espanha

Publicado em 20/08/2015 | Por Lucas Rezende

Quem avisa, amigo é: ver Regina Casé na cerimônia do Oscar, mas dentro do salão nobre, na torcida pelo anúncio de uma das estátuas, não é cena difícil de acontecer daqui uns meses. O motivo? O site Indiewire, um dos mais respeitados de Hollywood quando o assunto é reportar e opinar sobre a sétima arte, acabou de publicar a lista dos longas mais prováveis a receber uma indicação de melhor filme estrangeiro. E na lista figura “Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert, protagonizado pela apresentadora do “Esquenta”.

Além dele, estão apontados  o francês “Dheepan”, o mexicano “Gueros”, o turco “Mustang” e o húngaro “Son of Saul”. Na categoria melhor filme, também inclusa na lista de “premonições” do Indiewire, estão “Mad Max: Estrada da Fúria”, “Divertida Mente”, “Love & Mercy”, “Carol” e “45 Years”. A premiação, que acontecerá no Teatro Dolby, em Los Angeles, só será realizada em 28 de fevereiro de 2016. Até lá, falta muita folha do calendário para virar e muitos festivais de cinema para dar um preview melhor do cenário – à exemplo do de Veneza, por exemplo.

Foto2-1

A atuação de Regina Casé, como uma empregada doméstica nordestina, já rendeu o troféu de melhor atriz no Festival de Sundance (Foto: Divulgação)

O fato, que já é uma ótima notícia por si só, não é difícil de se interpretar. O enredo de “Que Horas Ela Volta?” cai perfeitamente no estilo que acaba por encher o olho dos jurados da academia, além de já ter dado para Regina Casé o prêmio especial do júri de melhor atriz em filme estrangeiro do Festival de Sundance, nos Estados Unidos. O longa brasileiro concorreu ao lado de outros 12 títulos estrangeiros. Ah, isso se contar que, pela opinião popular, levou o melhor filme no Festival de Berlim.

quehoraselavolta_11

No longa, Regina vive Val, que começou a trabalhar em uma casa como babá, enquanto deixou sua filha no Nordeste (Foto: Divulgação)

“Que Horas Ela Volta?” mostra Regina da pele de Val, uma empregada doméstica que saiu do interior de Pernambuco, onde deixa a filha pequena Jéssica, para tentar a vida na capital paulistana. Ela passa a trabalhar como babá e vive a culpa de ter deixado sua própria filha para trás, enquanto cuida do herdeiro alheio. Tudo passa a mudar quando Jéssica também decide ir para São Paulo estudar e começa a questionar as condições trabalhistas, morais e sociais a qual sua mãe – e consequentemente toda a classe das domésticas – está sujeita.

regina-case-que-horas-ela-volta

Na cena, Camila Márdila e Casé: a menina vai abrir os olhos da mãe par as condições sociais e morais das domésticas (Foto: Divulgação)

HT faz questão de lembrar que o longa, produção independente orgulho da nossa terra, já foi vendido para mais de 20 países como França, Itália, Espanha, Alemanha, Reino Unido, Taiwan, Canadá e Portugal. A estreia no Brasil acontece em sete dias, mas nada que impeça a gente de sacramentar: já é sucesso!

Pesquisas relacionadas